Siga-nos

OiCanadá

Lazer

“A Arte de Escutar” no Fringe

Texto brasileiro faz sua estréia na América do Norte em montagem no Fringe Festival. Conheça mais sobre a peça, em entrevista com a produtora e atriz Bárbara de La Fuente.

The Art of Listening estréia nesta quarta, 1 de julho

The Art of Listening estréia nesta quarta, 1 de julho

Estamos na época dos grandes festivais, quando o público pode curtir de tudo: jazz, cinema, teatro e muitos outros tipos de eventos. O maior festival de teatro de Toronto é o Fringe, que se inicia neste dia 1º de julho e vai até o dia 12 do mesmo mês. O Fringe of Toronto Theatre Festival apresenta vários estilos de espetáculos, como musicais e peças alternativas, algumas até bem estranhas. Este ano, 150 companhias de teatro de várias partes do mundo e também da cidade, se apresentam em 29 locais diferentes e tudo por ingressos custando menos de $10.

The Art of Listening

Uma das atrações do Fringe é a montagem, em inglês, de um texto brasileiro, “A Arte de Escutar”, de autoria da atriz carioca Carla Faour. A peça, que concorreu no ano passado ao Prêmio Shell de teatro na categoria Melhor Roteiro, está sendo produzida no Canadá pela Southern Mirrors, companhia da atriz e produtora Bárbara de La Fuente.

Em entrevista ao OiCanadá, Bárbara diz que a participação no Fringe com a montagem da peça “The Art of Listening” é resultado dos projetos e pesquisa que ela desenvolve desde 2004 na divulgação da arte brasileira no Canadá. “Essas experiências me colocam em contato com o que vem acontecendo nos diversos campos da arte brasileira, e a isso se soma a parceria com a empresa brasileira Puente, voltada especificamente para fortalecer ainda mais o compromisso de divulgar o Brasil arte.” – conta Bárbara.

Bárbara (esq) e elenco

Bárbara (esq) e elenco

Por causa dessa rede de contatos, uma das atrizes da peça do Rio de Janeiro procurou a Bárbara, e colocou-a em contato com Carla Faour, a autora. “Eu procurava um tema atual e de entendimento global e o texto aborda a arte de escutar, um exercício simples, comum à humanidade, mas completamente esquecido no dia-a-dia das metrópoles e no meio de tantos apelos de consumo e relações pautadas pela tecnologia.” – diz.

Relações

“A Arte de Escutar”, que fará a sua estréia na América do Norte, é uma comédia dramática que estimula o público a reavaliar suas relações interpessoais, com objetivo de perceber os sentimentos e conflitos que acontecem na vida de pessoas solitárias e excluídas de um convívio social mais amplo.

A peça mostra cinco histórias contadas na presença de um ouvinte – este é o que tem o dom de escutar – sem julgar ninguém, sem dar palpites. “Muitas vezes só ouvimos, sem assimilarmos e absorvermos a informação. Os animais ouvem, o ser humano tem o dom de escutar e é isso o que nos diferencia.” – diz Barbara, “No Brasil, tem um ditado que diz “Em boca fechada não entra mosquito” ou seja, quem consegue escutar processa questionamentos internos e dificilmente entra numa cilada!”

Preservando a essência

Produzir um texto brasileiro em outro país e em inglês tem seus desafios. Para a produtora, uma obra criada num outro país traz toda uma linguagem cultural que deve ser preservada ao ser traduzida, “o desafio está exatamente em preservar a essência se fazendo entender!” – comenta ela.

Para Bárbara, participar de um festival como o Fringe é um presente e ao mesmo uma possibilidade de fazer um trabalho em equipe, valorizando e integrando pessoas num ambiente onde outras 149 peças vindas de diferentes lugares transformam o evento numa grande vitrine cultural.

Ela diz que gostaria que a peça continuasse em cartaz após o festival, mas os custos de produção no Canadá não permitem. “Ao mesmo tempo, a perseverança nos ajuda a realizar e fazer com que as empresas e o mercado olhem para nós como uma plataforma de negócios que agrega valor a suas marcas.” – conta Bárbara, que apesar dos desafios e dificuldades, quer montar outras peças. “Atualmente estou de olho em dois textos – um catalão e outro brasileiro para 2010.”

Serviço

The Art of Listening

Duração: 60 min. – 170 lugares

Local:
Robert Gill Theatre
214 College St., 3rd Fl. (entrada na St. George St.)

Datas e horários:
Quarta, 1 Julho – 20:45
Domingo, 5 Julho – 18:30
Segunda, 6 Julho -13:00
Terça, 7 de julho – 15:30
Quarta, 8 de julho – 23:00
Sexta, 10 de julho – Meio-dia
Sábado, 11 de julho – 20:45

Fringe Hotline: 416-966-1062

2 Comentários

2 Comments

  1. martha

    03/jul/2009 at 12:13 AM

    a peça é muito boa, fui para a estréia e recomendo.
    :)

  2. arnon melo

    01/jul/2009 at 8:51 PM

    Adorei o texto e estou super feliz pela a Barbara e a producao desta peca.

    vamos apoiar sempre a arte Brasileira no Canada.

    Break a leg Barbara.

    Arnon

Deixe um comentário

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Christian Pedersen é natural de Santos, São Paulo. No Brasil, trabalhou na gravadora Roadrunner Records, depois abriu um escritório de promoção e marketing para bandas e artistas, tendo clientes como a gravadora BMG, os selos Geléia Geral e Dubas. Christian mudou-se para Toronto em 2002, e virou cidadão canadense em 2007. Escreveu a coluna Conexão C no Brasil News em março de 2007 e, de maio a outubro de 2008, foi editor-interino do jornal. Do fim daquele ano, até outubro de 2010, foi editor e co-fundador do blog OiToronto.

Mais em: Lazer

Posts Populares

Topo
error: Conteúdo Protegido

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!