Siga-nos

OiCanadá

Dinheiro

Compare o custo de vida das 5 principais cidades do Canadá

Uma das maiores dificuldades de quem planeja mudar de país é entender quanto dinheiro precisará para se manter fora do Brasil. Claro que o estilo de vida de cada pessoa, seus hábitos e necessidades específicas vão impactar os gastos, mas dá para se ter uma boa ideia analisando os itens de maior peso no orçamento mensal, como moradia, alimentação, transporte e gastos com crianças. Confira o nosso mapa e veja a análise de algumas das cidades mais procuradas pelos brasileiros no Canadá, com números para casal sem filhos e casal com uma criança. Veja também o valor médio dos salários para cada região.

Olhando as estatísticas, o custo de vida no Brasil é cerca de 54% menor que no Canadá. Mas por aqui certos gastos são eliminados, como plano de saúde e escola particular para filhos. Outras grandes despesas, no entanto, continuam presentes, como moradia, alimentação, transporte e creche/pré-escola.

Nos gráficos abaixo trazemos valores de moradia como a somatória de aluguel, eletricidade, internet e telefone, imaginando um cenário de apartamento com dois quartos. Em algumas províncias, os custos envolvem também o gás, que pode ser fundamental para o aquecimento, mas que não estão aqui representados. No quesito alimentação, estão inseridos supermercado e também um ou outro dia comendo fora. No transporte, priorizamos os passes mensais para uso do sistema coletivo.

A criança imaginada neste levantamento tem entre zero e quatro anos, faixa etária não coberta pelo sistema de ensino público — porém, há novidades anunciadas pelo governo federal e que devem fazer o valor cair, em especial em Ontário. Além disso, todos os valores estão em dólar canadense, as cidades escolhidas seguem a preferência histórica dos residentes permanentes brasileiros e não estão incluídos outros itens importantes, como dentista e remédio (que não entram no sistema público de saúde), diversão, roupa, brinquedo etc.

A média salarial é outro dado significativo, porque revela a capacidade de os moradores bancarem os seus custos sem sustos. Mas, como todos os números aqui apresentados, os dados sobre ganhos também são relativos e devem ser vistos apenas como uma baliza para os seus próprios cálculos. Outra coisa importante é lembrar que os gastos surgem aqui como valores mensais, enquanto o salário traz a soma anual, como é tradicional no país.

Toronto

Em todas as cidades, é a moradia que faz o total subir ou descer consideravelmente. E com o aluguel ficando em torno de CAD$ 2.444, Toronto se tornou a campeã em termos de custos totais, com eletricidade em CAD$ 133 e telefone/internet/tv batendo na casa dos CAD$ 168 para duas pessoas. Somando estes números com os valores relativos a transporte e alimentação, chegamos a um total de CAD$ 3.740 mensais para uma dupla. Com a presença de uma criança, a somatória passa para CAD$ 5.523, revelando um acréscimo de quase 50%. Já a média salarial em Ontário é de CAD$ 85.798 — mas atenção porque é uma média e, no final das contas, seu vizinho pode ganhar CAD$120.000 enquanto você recebe apenas CAD$ 45.000.

Image

Vancouver

O segundo lugar mais caro de se viver no Canadá é Vancouver, que está há cerca de mil dólares abaixo dos valores de Toronto. Para um casal com uma criança, o gasto mensal com os itens básicos na maior cidade da British Columbia chega a CAD$ 4.457 e despenca para pouco menos de CAD$ 3.000 para um casal sem filhos. O aluguel consome CAD$ 1.792, a eletricidade leva outros CAD$ 126 enquanto o combo internet/celular/TV a cabo soma CAD$ 174 para os dois arranjos familiares. Em termos de faturamento, a British Columbia fica acima da média de Ontário com CAD$ 92.795 anuais. 

Image

Ottawa

A capital canadense ocupa a terceira posição, ficando, surpreendentemente, apenas CAD$ 322 atrás de Vancouver para o cenário de casal com uma criança. Já para uma dupla sem filhos, o custo fica em CAD$ 2.762. Detalhando os números, temos aluguel a CAD$ 1.517, eletricidade a CAD$ 133 e o pacote de comunicação a CAD$ 168. Como a cidade fica na mesma província que Ontário, temos de novo a média salarial de CAD$ 85.798.

Image

Calgary

Em Alberta, há uma vantagem que não aparece aqui. É que por lá não é cobrado o imposto provincial sobre venda de produtos, o que pode fazer uma boa diferença na hora de comprar certos produtos. Mas nos itens básicos esse diferencial pouco pesou na avaliação da cidade de Calgary. E, apesar de o aluguel e o transporte serem, de fato, mais em conta — a alimentação ultrapassou o valor gasto em todos os outros endereços analisados. 

No total, porém, Calgary fica em quarto lugar no país, e bem próxima de Ottawa, com o teto saindo a CAD$ 1.669, a eletricidade ficando em CAD$ 166 e a comunicação atingindo CAD$ 180 mensais. Agora, note que Calgary é a campeã de custos também nestes dois últimos itens. Em compensação, Alberta tem uma impressionante média de salário, contabilizando CAD$ 120.762. Casal sem filho: CAD$ 2.641. Com filho: CAD$ 4.240.

Image

Montreal

Na maior cidade do Québec, custos e salários são mais baixos. A média de ganhos na província fica em CAD$ 78.267 com as despesas ficando assim em Montreal: aluguel CAD$ 903, eletricidade CAD$ 73 (a mais barata do país e, aqui, não se usa gás), pacote de comunicação CAD$ 160. Uma grande vantagem na província francesa do Canadá é o preço da creche/pré-escola que é subsidiado pelo governo local, ficando bem abaixo dos valores das outras cidades. Total para casal sem filhos: CAD$ 1.969. Total para casal com uma criança pequena: CAD$ 2.627.

Média salarial da província: CAD$ 78.267.

Image

Comparando salário e gastos

Imagine agora que o casal com uma criança esteja em conjunto faturando a média salarial da província onde reside. Como seria o coeficiente salário/gastos? O ideal nesse caso seria considerar os impostos pagos em cada província mas, apesar de não apresentarmos esta versão, os coeficientes que trazemos aqui revelam uma ideia do poder de compra dos moradores de cada uma destas cidades, e movem um pouco a lista de cidades mais caras e baratas.

Toronto continua lá no topo com o pior resultado na divisão do salário médio pelos gastos anuais, chegando a um mero 1,29. Vancouver vem a seguir, com pontuação de 1,69, mas seguida bem de perto por Ottawa 1,68, o que não deixa de ser uma surpresa já que a capital do país sempre teve fama de ser mais em conta. Calgary não desponta como uma das melhores relações financeiras, pontuando 2,37 e Montreal é a grande ganhadora, ficando com 2,48.

Para encerrar, um lembrete: os números estão variando (para cima!) a uma velocidade incrível em função da COVID-19 e, além disso, há sempre o fator estilo de vida e necessidades pessoais, portanto eles podem não corresponder à situação específica que alguém esteja vivendo no momento. Mesmo assim eles servem como uma radiografia do quadro geral.

Para os mais curiosos ou detalhistas, segue aqui uma lista grande de links:

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Dinheiro

Topo