Siga-nos

OiCanadá

Vistos e Imigração

Governo canadense anuncia 310 mil oportunidades de imigração para 2018

Todo ano o governo federal do Canadá revela quantos imigrantes poderão entrar no país. Mas desta vez eles foram mais longe e anunciaram os números permitidos para os próximos três anos: 310 mil, 330 mil e 330 mil, respectivamente.

O número de 2018 cresceu pouco menos de 3,5% em relação ao total permitido para 2017. E as 310 mil pessoas que receberão o direito de se estabelecer no Canadá representam um pouco menos de 1% da população do país. Elas serão admitidas dentro das quatro maiores categorias de imigração.

A maioria, cerca de 60%, sempre pertence à classe Econômica, que engloba pessoas capacitadas para o trabalho. Em seguida vem a Unificação de pais, avós e crianças, que representa em torno de 30% do número final, enquanto os outros 10% ficam entre os refugiados e os chamados Casos Humanitários, que são situações específicas que não se encaixam em nenhuma outra categoria.

Como sempre, os partidos de oposição estão queixosos. Eles entendem que os números são altos demais e que há pouca estrutura para de fato inserir no mercado de trabalho quem acaba de chegar. Também se preocupam com as diferenças culturais que, segundo os mais conservadores, estariam aos poucos destruindo o que eles consideram ser a identidade do país.

No entanto, o Ministro da Imigração, Ahmed Hussen, garante que a imigração é simplesmente necessária. Em 1971, havia no Canadá 6.6 pessoas em idade de trabalho para cada idoso/aposentado. A proporção caiu para 4.2 para 1 em 2012 e há projeções de que em 2036 existam apenas 2 trabalhadores para cada pessoa idosa e que já não trabalha. A estatística aponta duas crescentes necessidades que só a imigração poderá contornar: gente capaz de substituir os profissionais que vão se aposentar e mão-de-obra que se dedique a cuidar de uma população idosa.

Hussen também anunciou que seu ministério está trabalhando para reduzir a lentidão que hoje ocorre no processamento da papelada, em especial nos casos de reunificação de familiares e de pedidos de cidadania.


2 Comentários

2 Comments

  1. Anônimo

    05/jan/2018 at 08:18

    embreve sou eu vou como enfermeiro obrigado senhor

  2. Maria da Penha

    14/dez/2017 at 07:09

    É um país acolhedor, mas, precisa ficar alerta para o terrorismo que espalha pelo mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Vistos e Imigração

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Posts Populares

Topo