Siga-nos

OiCanadá

Vistos e Imigração

Canadá aumenta validade dos super visas facilitando a vida de pais e avós de imigrados

Quem precisa trazer pais ou avós para morar no Canadá pode tentar a disputada loteria de apadrinhamento ou lançar mão de um serviço band-aid que pode mesmo ser uma boa pedida: os super visas. E a boa notícia é que o governo está esticando o prazo de permanência desta turma. 

Trata-se de um problema comum entre os que mudam de qualquer canto do mundo para o Canadá: o tempo passa e, de repente, surge a necessidade de trazer para morar no país a mãe, o pai ou até os dois, ou acontece coisa parecida com os avós. 

Nessa hora, o governo canadense se preocupa com o peso que a chegada de pessoas mais velhas pode ter em cima do sistema público de saúde. Para tentar conciliar então a demanda dos imigrantes com o peso sobre a assistência médica coletiva bancada pelos pagadores de impostos, o Canadá lançou, em 2011, os super visas — um programa de sucesso que, a cada ano, beneficia cerca de 17.000 visitantes.

Validade e seguro

Com validade de até dez anos, o super visa é um visto que garante múltiplas entradas no país e que, até agora, permitia a permanência de pais e avós no Canadá por até dois anos de cada vez. O prazo e as condições eram (e continuam sendo) bem melhores que os ordinários seis meses normalmente concedidos para qualquer outro visitante e representam também custos menores para o aplicante.

E a coisa está ficando ainda melhor, porque a partir do dia 4 de julho desse ano, dois anos de permanência serão esticados para cinco anos, facilitando bastante a vida de quem quer manter esses parentes mais velhos por perto. Mas os interessados terão que esperar um pouco mais para a outra grande mudança anunciada e que tem a ver com o seguro de saúde obrigatório.

Esse seguro só pode ser feito através de empresas canadenses credenciadas pelo governo federal daqui mesmo, e muitos interessados reclamam que isto faz o preço da cobertura ficar salgado demais. Por isso, o Ministério da Imigração está agora no processo de cadastramento de companhias internacionais que poderão chegar agitando a concorrência e fazendo o preço baixar.

No entanto, a mudança não tem data certa para acontecer e até se tornar realidade o único jeito é aceitar o que as empresas canadenses cobram — na nossa pesquisa online, simulamos uma temporada de um ano para uma pessoa com 60 anos de idade e sem histórico de problemas de coração nem de AVC e o total anual ficou entre CAD $2,500 e CAD $3,000. 

Para saber mais

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Vistos e Imigração

Topo