Siga-nos

OiCanadá

Vistos e Imigração

Canadá bate recorde de pessoas com mais de 100 anos e vai precisar turbinar imigração

Os números recém revelados pela Statistics Canada mostram que a população do país está vivendo mais. E isto quer dizer duas coisas: que o Canadá oferece qualidade de vida aos seus habitantes e que, mais do que nunca, vai precisar de imigrantes para fazer a economia girar. 

Os registros da Stats Canada mostram que em 1971 havia pouco mais de mil pessoas acima dos 100 anos por aqui. Mas o último censo revela que hoje já são quase 10.000, e com mais de 77% desse total sendo mulheres. O aumento não está atrelado ao crescimento populacional, porque a mesma agência governamental revela que em 1971 os centenários eram 4,9 pessoas dentre cada 100.000 canadenses, enquanto em 2021 tivemos 25,8 indivíduos centenários a cada 100.000 canadenses.

Esse fenômeno tem a ver com acesso a remédios, a profissionais de saúde, a vacinas, a um estilo ativo e também a menos cigarro ou, em outras palavras, a um considerável aumento na qualidade de vida. E isso, claro, é uma coisa importante de se colocar na balança quando se pensa em mudar de país para construir uma nova história.

Desafios

Embora a possibilidade de se viver mais e melhor seja uma notícia para ser comemorada, o envelhecimento geral da população aponta também para alguns problemas sérios. Mais de um em cada cinco adultos no mercado de trabalho estão próximos da aposentadoria e a tendência deve seguir forte pelos próximos anos. E tudo isso atrelado à baixa taxa de fertilidade (apenas 1,4 criança por mulher), vem criando uma necessidade crescente de trazer mais gente de fora.

O problema não é incomum. O Canadá, aliás, tem uma das mais jovens populações quando se compara os países do G7, com o Japão — que não se mostra nem um pouco interessado em imigração — seguindo na liderança em termos de envelhecimento. Mas diante da expectativa de que em 2051 quase metade da população canadense terá mais de 65 anos, o governo precisará mesmo agir. 

A ação deverá ainda cobrir duas frentes: uma, mais localizada, tem a ver com o apoio que os mais velhos podem precisar e que engloba desde mais profissionais de saúde a até a construção de novas residências especializadas ou ainda de unidades de recreação — e isto pode ser um excelente caminho para a imigração: ser enquadrado dentro de profissões que vão atender as demandas desta faixa etária. 

A outra frente é mais ampla. Cada aposentado precisa ser substituído por um novo trabalhador, mesmo que não seja exatamente no mesmo cargo, afinal de contas, é preciso ter certo volume de pessoas prontas para o trabalho se a economia for se manter estável ou, principalmente, em crescimento. E tudo isso deve fazer com que os próximos governos aumentem ainda mais o número de imigrantes a serem recebidos por ano. Ou seja, quem tem planos de fazer esta grande mudança de vida, deve mesmo investir na ideia e começar a traçar uma estratégia para chegar de uma maneira competitiva no mercado canadense. 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Vistos e Imigração

Topo