Siga-nos

OiCanadá

Trabalho

COVID-19 em baixa traz escassez de mão-de obra e salários em alta no Canadá

Antes da pandemia chegar e eliminar três milhões de postos de trabalho, o Canadá vivia a menor taxa de desemprego da sua história, com alguns setores já enfrentando dificuldades para contratar. Agora a recuperação econômica caminha a passos largos, mas as empresas avisam que não há trabalhadores para preencher as vagas. Veja aqui as áreas mais afetadas e cheias de oportunidade — até para quem já está bem empregado.

A COVID-19 fez muita gente rever suas prioridades, mudar de emprego, de província e até pular de cabeça na aposentadoria. Por outro lado, a chegada de novos imigrantes caiu e tudo isso levou o país a uma situação inusitada em que os empregados e candidatos têm a chance de escolher oportunidades e exigir mais benefícios e melhores salários, enquanto empregadores procuram desesperadamente reter talentos e conquistar novos profissionais. 

Segundo vários especialistas da área, a situação típica no Canadá pré-pandêmico era a de ter em média três fortes candidatos para cada vaga disponível. Mas hoje é comum as empresas terem apenas um profissional considerado sob medida e ainda enfrentar duas outras companhias apresentando ofertas competitivas. 

O resultado dessa nova realidade tem sido mesmo proveitoso para os trabalhadores, com muita gente conseguindo subir seu salário em até 25%, enquanto atua no mesmo posto ou muda de emprego. E mesmo as vagas com menor remuneração no setor industrial tiveram ganhos salariais de 7% entre 2019 e 2021, segundo a Statistics Canada

Comércio e hospitalidade

Um caso único são lojas, restaurantes, bares, hotéis e similares — o setor campeão de demanda. O problema é que, no abre-e-fecha dos lockdowns, muitos trabalhadores resolveram pular fora do barco de uma vez por todas, à procura de um trabalho mais estável. Além disso, mesmo agora com o retorno, outros tantos desistiram de encarar o nível de estresse ao lidar com os clientes e as medidas sanitárias. Mas todo mundo sabe que o problema na área é mais antigo.

Nestes empregos, impera o sistema de meio período e remuneração baixa por hora trabalhada. O funcionário costuma não saber a sua escala semanal com antecedência, não tem como descolar uma segunda colocação para melhorar sua renda, e nunca sabe quanto vai mesmo receber. Sem falar que não há benefícios nem perspectivas de carreira.

Mas mesmo sabendo de tudo isso, as vagas em aberto neste setor podem representar um bom início para imigrantes recém-chegados que ainda estão tentando quebrar a barreira de um primeiro emprego ou para os estudantes que precisam faturar ao menos uma graninha.

Finanças, seguros e imóveis

Em segundo lugar em termos de demanda, temos o setor de finanças, seguros e imóveis. A pandemia trouxe mais gente guardando dinheiro e investindo em ganhos financeiros ou em imóveis. Trouxe também uma explosão no setor de compra e venda de unidades residenciais, principalmente fora dos grandes centros. E, apesar de certos setores estarem preocupados com o nível de endividamento dos canadenses com as hipotecas, o fenômeno de preços altos e disputa por casas não têm dado sinal algum de arrefecimento. 

Tecnologia

Neste setor a alta demanda não é fato novo, mas a busca por talento foi mesmo amplificada. E muito. A questão é que as empresas canadenses andavam a passo de tartaruga em termos de digitalização e tiveram que dar um salto da noite para o dia em termos de presença online para sobreviver à pandemia.

Além disso, está acontecendo uma silenciosa automação, turbinada justamente pela falta de mão-de-obra na manufatura, saúde e hospitalidade/serviços. Isto vai da implantação de mais e mais caixas self-service no comércio até a criação e gerência de aplicativos de todo tipo, passando ainda pela telemedicina e o boom do e-commerce. Por outro lado, o trabalho remoto impulsionou também a questão da segurança eletrônica e até mesmo o aumento da procura de internet rápida para as residências.

Saúde

O crescimento da demanda por profissionais de saúde é um resultado óbvio da pandemia. Os buracos no sistema público ficaram mais evidentes, com destaque para a função de auxiliar de enfermagem (PSW) que tiveram uma alta salarial e investimento em treinamento remunerado para a formação rápida de novos quadros.

O setor também tem muitas vagas em aberto para tecnólogos na área de diagnósticos, gente especializada em atividades em laboratórios, pessoal de TI e até profissionais para atuarem em funções administrativas.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Trabalho

Topo