Siga-nos

OiCanadá

Vistos e Imigração

Cidades do norte de Ontário precisam de 8 mil imigrantes por ano

Desde o ano passado, cinco dos mais importantes municípios de Ontário — North Bay, Sudbury, Timmins, Sault Ste. Marie e Thunder Bay — vêm fazendo eventos pela área para discutir as bases de um plano para atrair novos habitantes. A conclusão deles é de que será preciso receber mais de 8.000 pessoas por ano nas próximas duas décadas se quiserem manter um equilíbrio economicamente saudável entre trabalhadores e pessoas economicamente não ativas.

A necessidade é real. O caminho, porém, não é fácil. Primeiro porque tradicionalmente os imigrantes têm dado preferência aos grandes centros. Depois porque há pouco conhecimento sobre a área, Soma-se ainda aí o inverno rigoroso e mais longo. 

Para contornar estes obstáculos, a região tem se organizado em torno de uma campanha batizada de “Come North” e que foi lançada o ano passado, mas que ainda não decolou pra valer por conta do impacto da pandemia. O trabalho, no entanto, está sendo reativado, e uma série de reuniões virtuais acontecerão nas próximas semanas para a criação de um plano de ação e o estabelecimento de recursos.

RNIP e OINP

Pensando exatamente em regiões como o Norte de Ontário, o governo federal lançou o RNIP (Rural and Northern Immigration Program) em janeiro do ano passado, com a missão de atrair 3.000 imigrantes para mais de 11 localidades do interior do país dentro de um prazo de cinco anos. 

Além disso, a área conta também com a possibilidade de imigração através do OINP (Ontario Immigrant Nominee Program), que é um programa provincial. 

Para se qualificar para qualquer um destes dois caminhos é preciso ter uma oferta de trabalho de um empregador inscrito em uma das cinco cidades participantes de Ontário. Os empregos variam de comunidade para comunidade, dependendo da atividade econômica predominante em cada lugar. Em Sudbury, por exemplo, há uma forte presença da indústria da mineração e, portanto, há mais cargos ligados à área. Mas há também profissões como padeiro, assistente de enfermagem e assistentes sociais. E, por isso mesmo melhor é conferir a lista de cada município, o que você pode fazer clicando nos seguintes links:

Para saber mais, visite o site do Northern Policy Institute.

3 Comentários

3 Comments

  1. Honorina José Garcia

    28/Maio/2021 at 11:13

    Quero viver ai que faço para chegar lá estou em Angola?

  2. Honorina José Garcia

    28/Maio/2021 at 11:10

    Quero viver

  3. Francisco correia

    29/mar/2021 at 12:53

    Eu quero viverr ai o que faço?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Vistos e Imigração

Topo