Siga-nos

OiCanadá

Notícias

Canadá muda as regras de testagem e vacinação para os viajantes

Veja o que continua sendo exigido e o que foi revisto recentemente no país em termos de viagens internacionais e domésticas.

Testes aleatórios de COVID

Até há pouco, o governo federal fazia uma espécie de loteria com os viajantes, escolhendo pessoas que eram obrigadas a fazer teste de COVID no aeroporto. O sistema funcionava como um detector da chegada de novas variantes do coronavírus, mas criou uma situação insustentável de demora para embarque e desembarque assim que o volume de passageiros começou a dar sinais de recuperação. E com a previsão de acréscimo de cerca de 50% do vai-e-vem de pessoas durante o verão, a saída foi suspender os testes para os vacinados entre 11 e 30 de junho, retomando, porém, a partir do dia 1o. de julho mas, desta vez, com a testagem ocorrendo fora do aeroporto tanto para a turma imunizada quanto para aqueles que não tomaram vacina. 

Agora atenção: os testes aleatórios continuam em pleno vigor em viagens feitas por terra.

Viagens dentro do território canadense

Quando houve a explosão da variante Delta, as pessoas não vacinadas foram proibidas de viajar de trem ou avião dentro do Canadá, mas essa regra caiu no dia 20 de junho, apesar de todo viajante ainda ser obrigado a usar máscaras nestes deslocamentos.

Chegadas internacionais

Os vacinados que estiverem desembarcando no Canadá continuam obrigados a oferecer prova de imunização e todos os outros dados da sua viagem através do aplicativo ArriveCan 72 horas antes do embarque, seja o trajeto feito por terra, água ou ar.

Já os canadenses e residentes permanentes não vacinados precisam apresentar prova de testagem negativa feita no máximo 72 horas antes da decolagem e ainda seguir os protocolos de quarentena, inclusive descrevendo seu plano de isolamento no ArriveCan. Por outro lado, estrangeiros que não sejam residentes permanentes continuam, com raras exceções, barrados de entrada no país.

Também é importante lembrar que a situação em relação à COVID está sempre mudando e que o melhor é sempre conferir de novo e de novo as informações oficiais contidas no site do próprio governo canadense 

Para saber mais

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Topo