Siga-nos

OiCanadá

Trabalho

Setor criativo já em ritmo de recuperação e novas produções da Netflix sinalizam demanda por imigrantes especializados

A Netflix acaba de anunciar a abertura de um escritório para produções no Canadá e a expectativa é de que a novidade provoque um aquecimento considerável nas atividades, o que exige, em última instância, a entrada de mais profissionais especializados.

A instalação de uma unidade produtora de conteúdo da gigante do streaming tem tudo para chacoalhar o setor. Desde 2017, a Netflix já gastou mais de CAD $2.5 bilhões por aqui. Mas o número deve crescer consideravelmente a partir desse ano, com a empresa prometendo anunciar detalhes de novas séries e filmes com sinal verde para produção já nas próximas semanas.

Com um sistema de crédito de imposto que oferece amplas vantagens aos produtores de filmes, séries e documentários, além de custos, em geral, 20 a 30% mais baixos que o do seu vizinho, o Canadá tem sido há anos um destino querido dos produtores de audiovisuais, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e Reino Unido em termos de volume de filmagens. E, neste contexto, os destaques ficam por conta de Vancouver, Toronto e Montreal, assim como as cidades no entorno destas metrópoles.

O setor tem um peso considerável na economia do país e só no binário 2018-2019 gerou CAD$13 bilhões para a economia local, segundo a Motion Picture Association. E apesar da pandemia, esta fatia da indústria criativa já está de novo de pé no país, e com forte expectativa de não só retornar aos patamares pré-pandêmicos como também crescer. E a passos largos. 

Já dentro das amarras e restrições causadas pela COVID-19, Montreal, por exemplo, encarou a produção de um novo filme relacionado à franquia Esqueceram de mim e de outro longa de Hollywood chamado Moonfall. Também estão em andamento na região as filmagens de séries americanas como The Republic of Sarah, The Moodys e The Bold Type, além do filme Misanthrope.

Estrangeiros interessados em trabalhar no setor podem entrar no país através do Global Talent Stream com permissão temporária, mas que tem tudo para ser o primeiro passo para uma residência permanente. Atenção, porém, aos cargos que se enquadram neste programa.

Também existe a possibilidade de imigração como frila

Outra opção é o Express Entry que tem abertura para imigração no setor de audiovisual para pessoal com experiência nos seguintes cargos:

5231Announcers and other broadcastersB
5232Other performers, n.e.c.B
5241Graphic designers and illustratorsB
5242Interior designers and interior decoratorsB
5243Theatre, fashion, exhibit and other creative designersB
5244Artisans and craftspersons
5136Painters, sculptors and other visual artistsA
5211Library and public archive techniciansB
5212Technical occupations related to museums and art galleriesB
5221PhotographersB
5222Film and video camera operatorsB
5223Graphic arts techniciansB
5224Broadcast techniciansB
5225Audio and video recording techniciansB
5226Other technical and co-ordinating occupations in motion pictures, broadcasting and the performing artsB
5227Support occupations in motion pictures, broadcasting, photography and the performing artsB
5113ArchivistsA
5121Authors and writersA
5122EditorsA
5123JournalistsA
5125Translators, terminologists and interpretersA
5131Producers, directors, choreographers and related occupationsA
5132Conductors, composers and arrangersA
5133Musicians and singersA
5134DancersA
5135Actors and comedians

Fernanda é carioca, publicitária, co-fundadora e editora-chefe do OiCanadá, e web designer da SiteToaster.ca. Imigrou para o Canadá no final de 2006 e se tornou cidadã canadense em 2011.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Bia Schmidt

    18/abr/2021 at 17:26

    Adorei a matéria, vou pesquisar direitinho.
    Obrigada pelas dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Trabalho

Topo