Siga-nos

OiCanadá

Educação

Universidade de Montreal oferece site em português e palestras para atrair estudantes brasileiros

Em março de 2013, a Université de Montréal (UdeM) – maior universidade do Quebec e segunda do Canadá, com 60 mil alunos – inaugurou um site em português especialmente desenvolvido para atrair estudantes brasileiros para seus mais de 250 programas de graduação e 350 de pós-graduação. A estratégia foi elaborada pelo Serviço de Admissão e Recrutamento da universidade e contou com a participação de estudantes da instituição, os Embaixadores UdeM para o Brasil.

A mineira Sirléia Rosa é doutoranda na UdeM e uma das embaixadoras brasileiras. Segundo ela, o programa Estudantes-Embaixadores UdeM é recente e tem o objetivo de incluir os alunos nas atividades da universidade. “Nada melhor do que estudantes para serem porta-vozes da instituição”, explica. O projeto, que tem a intenção de aproximar a UdeM dos estudantes universitários do Brasil, conta também com uma equipe local de marketing e desenvolvimento para Web, entre outros serviços necessários para o funcionamento do website.

A partir do convite para atuar com embaixadora, Sirléia propôs à universidade a criação de estratégias especialmente para atrair estudantes brasileiros. “O objetivo de ser embaixador do Brasil nesse projeto específico era criar conteúdo para um site em português e, em seguida, planificar ações e estratégias de comunicação nas redes sociais e diretamente no Brasil, através de palestras”, diz. O site entrou no ar no último mês de março e, além de explicar o passo-a-passo para a admissão na UdeM, em português, possui vídeos de alunos brasileiros compartilhando suas histórias e impressões. “A gente repetiu uma experiência que já existe na versão francesa do site que se chama Experiénce UdeM. Esssas entrevistas permitem a desmitificação de mitos e divulgação de experiências”, conta Sirléia.

O interesse da UdeM no Brasil

Sirléia Rosa

Sirléia Rosa

Com mais de 6 milhões de estudantes universitários, o Brasil é um mercado a ser explorado por instituições de ensino internacionais. Na UdeM, quinta maior universidade francófona do mundo, brasileiros estão em todas as áreas de estudos, diferentemente de outras nacionalidades que focam em áreas específicas. “Nós também temos uma excelente formação de base na graduação. Quando começamos um mestrado, doutorado ou até mesmo um pós-doutorado, temos bases acadêmicas e profissionais muito sólidas, o que nos facilita a integração nos programas”, diz Sirléia.

Além disso, o Programa Ciências sem Fronteiras, do governo federal, é um incentivo a mais para instituições estrangeiras recrutarem estudantes no Brasil. “É uma maneira da UdeM receber mais alunos, que algumas vezes possuem um ótima formação de base mas não podem custear seus estudos. A bolsa, neste caso, arca com as taxas escolares, curso de aperfeiçoamento linguístico, se necessário, e ainda outros benefícios como auxílio viagem e moradia”, explica.

A estudante Carla Marchandeau Conde, de Belo Horizonte, está finalizando seu processo de admissão para começar, em janeiro de 2014, um mestrado em Direito Internacional na UdeM. Segundo Carla, muitos estudantes são desencorajados de estudar no exterior justamente pela complexidade dos processos de admissão. “O brasileiro que pretende estudar na UdeM possui toda a ajuda necessária para sanar suas dúvidas, o que certamente foi viabilizado pelo site em português, bem como pelo embaixadores que, além de falarem a nossa língua, já passaram pelo processo de admissão”, diz.

A troca de experiências, mais uma vez, é assunto central dos envolvidos no programa. Estudantes, como Carla, têm no grupo do Facebook um apoio a mais: a vantagem de conhecer Montreal antes mesmo de chegar aqui. “No grupo surgem vários tipos de questionamentos e discussões, o que acaba por contribuir com todos os interessados”, completa.

Segundo Sirléia, o grupo de discussão foi criado enquanto o site estava em desenvolvimento e já demonstrou o alcance que o projeto teria. “O grupo foi criado em janeiro e, em dois meses, já tínhamos mais de 600 participantes. Mais de 90% deles ainda estão no Brasil, grande parte fazendo o processo de admissão”, completa.

E como era antes?

Para a curitibana Jéssica Gerlach, estudante do terceiro ano do Bacharelado de Psicologia e Sociologia na Université de Montréal, o novo site pode facilitar a vinda de outros conterrâneos, diminuindo as dúvidas com relação aos requisitos de seleção. “Uma das dificuldades que tive durante o processo de seleção foi a de compreender as exigências da Universidade quanto aos diplomas estrangeiros. Agora, o site oferece uma tabela super prática e fácil sobre o que é exigido para cada programa”, diz.

Em todo o mundo, brasileiros são conhecidos por sua facilidade de integração e força de vontade. Segundo Jéssica, a criação do site em português e de uma comunidade para estudantes da UdeM no Facebook vai ajudar os recém-chegados a conhecer e contatar outros brasileiros estudantes na Universidade. “Ultimamente várias atividades da universidade tem como tema o Brasil”, completa.

Resultados

Hoje, três meses após o lançamento oficial do site, o projeto intensificou suas estratégias e iniciou uma série de palestras em universidades no Brasil. Sirléia, junto com dois outros estudantes embaixadores, Lina Donnard e Rogério Bilheiro, se mostra animada. “A primeira palestra, no dia 6 de junho, em São Paulo, foi um sucesso. Tivemos mais de 200 pessoas inscritas!”, conta.

E os resultados do trabalho já começam a ser contabilizados. Bolsistas já são esperados para julho e agosto, para o semestre que começa no outono. “No início do projeto a gente tinha cerca de oito bolsistas pelo programa Ciências Sem Fronteiras, e esse número aumentou mais de 200%. Sem contabilizar os outros estudantes que, através de feedback divulgado no grupo Facebook, nos revelam que estão vindo estudar por conta própria ou através de intercâmbios entre a UdeM e suas respectivas universidades.”

Quantas vezes nos deparamos com sites feitos para o público brasileiro mas que têm erros de tradução, imagens que não nos representam culturalmente? Por isso, o êxito desse projeto tem, segundo Sirléia, uma razão especial. “Além do know-how como profissionais da área, a gente tem também o know-how cultural, que é difícil um estrangeiro ter. Esses elementos, mais o fato de conhecermos o caminho das pedras e de compartilharmos nossas experiências enquanto estudantes, agregam muito valor ao projeto”, diz.

Links Úteis

foto: abdallahh

23 Comentários

23 Comments

  1. Vânia Schneider

    20/mar/2016 at 8:10 PM

    Prezada Senhora, boa noite !

    Sou enfermeira, com mestrado em Saúde Coletiva, tenho me aproximado das Práticas Avançadas em Enfermagem para continuar os meus estudos a nível de doutorado.
    Tenho lido vários textos publicados por pesquisadores da Universidade de Montreal. Por favor, você poderia me esclarecer se os programas de doutorado acolhem alunos brasileiros? Quais os caminhos para me aproximar destes professores?

    Muito Obrigado !

    Um grande abraço,

    Vânia

  2. Simone

    07/mar/2016 at 3:24 PM

    Oi, boa tarde,

    Existem cursos durante as férias de verão oferecidos pela universidade? Como, por exemplo, extensões e idiomas.
    Eu gostaria de fazer um curso de curta duração antes de embarcar para o mestrado, para sentir a cidade e a universidade e aprimorar os conhecimentos em francês.

    Desde já, obrigada.

  3. Lili

    21/nov/2015 at 8:01 PM

    Olá. Desejo fazer um curso de francês em uma Universidade em Montreal…o que vc pode me orientar?
    Obrigada.

  4. André

    01/set/2015 at 9:47 AM

    Quero fazer minha graduação em Música na “Faculté de musique de l’Université de Montréal” , ou um bacharelado em música, ou bacharelado em piano. Com quem posso entrar em contato, para saber como posso ser admitido? Desde já obrigado !

  5. PAULO CEZAR DE AZEVEDO

    29/jul/2015 at 2:26 PM

    BOA TARDE,

    SOU MONOFOCAL, EM DECORRÊNCIA DE GLAUCOMA QUE MUTILOU MEU OLHO DIREITO. O OLHO ESQUERDO HÁ ALGUNS ANOS FOI ATACADO PELO GLAUCOMA. BUSCO ALTERNATIVAS CIRÚRGICA PARA PRESERVAR O QUE ME RESTA DE VISÃO . SOUBE DA EXISTÊNCIA DE UM PROCEDIMENTO DESENVOLVIDO NO CANADÁ, SEGUNDO O QUAL UM ÓCULOS ELETRÔNICO É CONECTADO AO CÉREBRO E AO NERVO ÓTICO. EXISTE NESSA INSTITUIÇÃO OU EM ALGUMA SIMILAR, NA QUAL POSSA SUBMETER-ME A UMA AVALIAÇÃO E QUEM SABE VIR A REALIZAR ESSE PROCEDIMENTO CIRÚRGICO?

    ANTECIPADAMENTE AGRADEÇO TODA E QUALQUER INFORMAÇÃO QUE ME ESCLAREÇA.

    PAULO CEZAR DE AZEVEDO
    21-97532-2715

  6. Thaysy Lopes

    18/abr/2015 at 7:10 AM

    Olá!!

    A sua postagem facilitou bastante o meu interesse. Eu estou no último mês de mestrado em Ciências das Religiões aqui no Brasil (UFPB) e venho pensando há algum tempo na possibilidade de fazer o doutorado na UdeM, caso você possa me ajudar, gostaria de saber se há facilidade para conseguir bolsas. Aqui eu tenho bolsa pela Capes. Agradeço pela sua atenção.

  7. René Brunes

    06/abr/2015 at 1:01 PM

    Olá, gostaria de parabenizar a Júlia Ribeiro e a Sirléia Rosa por esse canal e pela clareza das informações… Nos últimos anos houve muita postagem meio que poluindo as redes sociais com vídeos “caseiros” do tipo eu e a esposa, a esposa filma eu…etc…Alguns com ótimos conteúdos, outros nem tanto…
    Desejo muito sucesso, saúde e paz em seus projetos…
    Estou buscando coragem para sair da fase da vontade e entrar na fase do primeiro passo!…Me orientem um curso de francês de 6 meses ou um ano em montreal?
    Creio ser esse o meu melhor primeiro passo!…Abração, e bjk de gratidão na testa das duas!…

  8. Taís Costa

    15/mar/2015 at 11:59 PM

    Olá, gostaria de informações sobre bolsas de estudo provenientes da própria Universidade de Montreal para doutorado pleno, como é o processo para conseguir uma bolsa, quais são os pré-requisitos, etc.
    Obrigada!
    Taís

    • Sirléia Rosa

      13/abr/2015 at 12:42 PM

      Oi Taís,
      Existem sim. Mas o que tenho observado é que a maioria das bolsas vem do CsF e da Mitacs. Mas, existem bolsas que a gente desconhece. Te convido a consultar o FAQ abaixo para entender o assunto e o grupo facebook. O conteúdo é bem detalhado, irá te ajudar. abs

      https://admission.umontreal.ca/brasil/faq.html
      Existem bolsas de estudos disponíveis para brasileiros?

  9. Sabrina Bertino

    24/jan/2015 at 5:03 AM

    Oi, estou terminando o curso de marketing agora e gostaria de saber se esse programa também abrange essa área para pós-graduação. Se sim, como faço para tentar me informar mais e até mesmo me inscrever? Obrigada.

  10. Thayara

    17/dez/2014 at 11:02 AM

    Olá, Bom dia,
    tudo bem?!
    Gostaria de saber se é possível fazer curso de inglês e francês na Universidade de Montréal? Sou linguista, me formei em julho de 2014, tenho meu inglês e francês intermediário avançado e trabalho na área de Revisão de textos e de textos traduzidos, além de ministrar aulas de Português para estrangeiro. Ano que vem pretende ir para Montréal para aprimorar os idiomas e penso em realizar um pós graduação em tradução. Você poderia me ajudar com algumas informações? Abraços

  11. Maria Miguel

    06/ago/2014 at 10:53 AM

    Olá,
    Estou indo pra Montreal no inicio de Dez/2014 acompanhar meu marido. Gostria de fazer um curso de aperfeiçoamento em inglês no periodo de fev e mar/2015, gostaria de saber se a universidade oferece algum curso nesses moldes.

  12. Ivan Almeida Rozário júnior

    22/mar/2014 at 7:17 PM

    Olá Sirléia, tudo bem? Primeiramente, adorei saber desse mais novo canal de informações e troca de experiências, acredito que o site vai auxiliar muito os brasileiros que almejam estudar no Canadá. Bom, eu gostaria de saber quais os procedimentos para realizar estágio sanduíche, no meu caso, para doutorandos. Faço Doutorado em Língua Portuguesa, na PUC-SP, e pretendo fazer uma parte dele fora do Brasil. Qual dica você me dá? Obrigado!!

  13. wesley de sousa sampaio

    09/jul/2013 at 10:37 PM

    Olá sou flautista, tenho 20 anos, e estou terminando o curso de flauta transversal no Conservatório Dramático e Musical “Dr.Carlos Campo” de Tatuí. Gostaria muito de fazer uma faculdade fora do Brasil. O que faço?

  14. Cleuton Batista

    09/jul/2013 at 2:55 PM

    Existe doutorado em performance, clarinete?

    • Sirléia Rosa

      15/ago/2013 at 3:05 PM

      Ola Cleuton, obrigada pela questão. Veja algumas das alternativas para você:
      A. Doutorado em música com ênfase em interpretação ou B . Um DEPA. Veja mais detalhes a seguir:
      Opção A « L’option voix et instruments est un programme de formation professionnelle qui vise à l’autonomie de l’étudiant dans la recherche d’un jeu instrumental personnel à travers un répertoire de haut niveau. Par son volet académique, ce programme lui offre la possibilité de faire des liens entre les aspects théoriques et pratiques de la musique et de développer des habiletés écrites et orales. »

      Opção B. DEPA (Diplôme d’études professionnelles approfondies de 3e cycle)
      « Un diplôme de 3e cycle de courte durée permet au candidat de perfectionner ses acquis professionnels propres à son instrument, ainsi que de se préparer adéquatement aux grands concours internationaux en interprétation. Ce programme s’adresse aux musiciens en interprétation qui désirent s’orienter vers une carrière d’interprète professionnel. »

      Para mais detalhes visite: http://www.futursetudiants.umontreal.ca/fr/2e-et-3e-cycles/programme/258/musique-interpretation.html.
      abs.

  15. Sirléia Rosa

    09/jul/2013 at 12:35 PM

    Olá Jefferson,
    O programa de interpretação em piano da “Faculté de musique de l’Université de Montréal” é também um dos seus setores de excelência: http://www.musique.umontreal.ca/disciplines_profs/piano.html
    http://www.musique.umontreal.ca/admissions/auditions_2e_3e_cycles.html

    O programa de doutorado, também chamado de 3o ciclo é um Doutorado em interpretação (D.Mus) com as opções de voz et instrumentos ou direcção de orquestra. Tem um explicação sobre a opção piano na mesma página: http://www.musique.umontreal.ca/programmes/2_3_cycle.html Tem-se também a opção em Música (Ph.D.) ou composição (D.Mus) http://www.musique.umontreal.ca/programmes/2_3_cycle_presentation_programmes.html

    Maiores informações você encontrará no link abaixo:
    um documento em pdf com informações em português e o contato da Mme Calabre pessoa indicada na faculdade de música para responder suas dúvidas.
    http://www.musique.umontreal.ca/admissions/etudiants_etrangers.html

    ah, não deixe de conhecer o grupo facebook UdeM ou se desejar nos envie um e.mail para o e.mail: [email protected]
    É um prazer ajudá-lo! abs
    Sirléia

  16. Jeferson Mello

    08/jul/2013 at 9:37 PM

    Olá, tenho meu mestrado em piano em Itália. Gostaria de cursar o doutorado em piano. Sabem me dizer se existe na Universidade referido curso?
    Saludos
    Jeferson

Deixe um comentário

Continue lendo
Publicidade

Júlia é formada em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia e tem mais de 5 anos de experiência com Assessoria de Imprensa e textos para publicações e sites corporativos. Veio para Montreal em março de 2012 e se apaixonou pela cidade! Atualmente, ela faz cursos de extensão em Jornalismo na Universidade Concordia.

Mais em: Educação

Posts Populares

Topo

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!