Siga-nos

OiCanadá

Educação

5 universidades canadenses para você ficar de olho

Quando se fala de universidades canadenses, estamos falando de universidades que estão entre as melhores do mundo. Tem a Universidade de Toronto (UofT), tem a McGill (em Montreal), tem a Universidade de Waterloo e por aí vai. Mas, existem algumas outras que estão entrando neste time das “The Best”, mesmo que a gente não ouça falar muito delas, por enquanto. Então, quais são elas?

A UniversityHub divulgou uma lista das consideradas universidades do futuro no Canadá. São cinco instituições de ensino que têm se destacado, e muito, com programas avançados e diferenciados de estudo, grandes investimentos em infraestrutura e tecnologias, além de avanços em pesquisas proeminentes.

Saca o lema da universidade: “Pequena universidade, Grande educação”. Com foco em cursos de graduação, ela se destaca num ponto interessante de ensino: o multiculturalismo, não como você já está cansado de ver no Canadá, mas numa linha que envolve populações aborígenes, além de outras culturas. O governo canadense tem investido forte neste diferencial, visando o ensino à distância. As linhas de estudo têm forte ênfase no ambientalismo. Sem contar a proporção aluno-professor que é excelente na Algoma.

Recentemente esta instituição recebeu um aporte de nada mais nada menos do que $13 milhões para a criação de um centro de inovação ambiental em seu campus. Objetivo: pesquisas sobre os efeitos das mudanças climáticas no ecossistema marítimo. Isso sem contar a aquisição de inúmeros equipamentos de altíssima tecnologia, usados por lá justamente pra isso: ciência e ecologia. Embora esteja fincada numa cidade minúscula em New Brunswick, a grana que tem sido posta ali extrapola fronteira.

A ULeth é uma universidade, digamos, bem jovem ainda. São somente 50 anos dedicados à educação. E pra comemorar os cinquentinha, a Universidade quer distribuir mais bolsas de estudos neste ano. Também é outra que tem recebido investimento pesado tanto do governo, quanto da iniciativa privada para dar um upgrade no que já vem sendo feito em pesquisa e desenvolvimento, além de conquistar novos alunos.

Você provavelmente já ouviu falar da Ryerson. Aliás, a procura por esta instituição tem aumentado muito nos últimos anos. Nada nada, ela teve um crescimento de 10% nos últimos dois anos, e 50% na última década. O campus de Toronto não para de crescer, e suas instalações são de deixar qualquer um de boca aberta. E outros campus bem “futuristas” estão vindo por aí. O âmbito dos programas também vai bem nessa linha ligada nas próximas décadas – destaque para um Mestrado de Inovações em Engenharia e Empreendedorismo, com um viés na onda das start-ups.

A Universidade de Windsor, sem exageros, não para de progredir. A cada ano nascem novos e equipados prédios, novas linhas de pesquisas, novas áreas de estudos, além de novos investimentos chegando. Só no ano passado o Governo de Ontário injetou $85.8 milhões na universidade, visando principalmente as pesquisas na área automobilística. Fora outros milhões destinados ao desenvolvimento de Centro Científicos – pra galera ir lá e criar, fuçar, desenvolver, inventar etc. E não pense que as outras tantas áreas de ensino (como Humanas e Biológicas) estão desamparadas, muita grana tem sido empregada nestas áreas também.

Paulistano de berço (São Paulo), Filósofo de formação (Unicamp), Blogueiro dedicado (Blog Numa Fria), Descobridor de Toronto em família (2014).

1 Comentário

1 Comentário

  1. Anônimo

    10/abr/2017 at 10:34

    Se colocarem a cidade ao lado do nome da UNiversidade fica melhor a reportagem. Estou procurando no Google cada uma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Educação

Topo