Siga-nos

OiCanadá

Educação

As alegrias e as tristezas do intercâmbio

Fim de intercâmbio é a mesma coisa que final de ano. É um período de reavaliações, reflexões e de um turbilhão de pensamentos. Não há quem não fique meio triste, feliz ou até confuso. No entanto, essa fase é fundamental para o aprendizado e para parar e pensar nos nossos acertos e erros como intercambistas.

Quando a volta para casa fica perto dá um frio na barriga. É hora da verdade. O que andei fazendo nos últimos meses e como essa temporada me modificou como ser humano? O que eu ainda preciso aprender?

Estou em Toronto há quase um ano, e conversando com outros brasileiros intercambistas, decidimos fazer uma lista das maiores alegrias que essa experiência de vida nos proporciona, mas também das tristezas que são fundamentais para nos fazerem crescer.

Segue a nossa lista:

As tristezas

1. Comida

A comida típica canadense é calórica e gordurosa. Viver de poutine não dá, e geralmente comida de homestay não é muito diferente. Se prepare, pois terá que comer muitas coisas que não chegam perto da nossa comida brasileira de todo dia. O feijão com arroz de casa não tem preço. O jeito é se abrir para outras culturas e procurar soluções saudáveis. Mas se você cair no Pizza Pizza, Tim Hortons, Wendy’s e KFC, se prepare para levar uns bons quilinhos a mais para o Brasil.

2. Solidão

Quem passa o inverno em Toronto percebe que as pessoas aqui são bem solitárias. O fato das pessoas se dedicarem bastante a leituras e estudos nos cafés e bibliotecas fazem com que eles estejam sempre lotados de gente sozinha, lendo e digitando em seus laptops. Eu mesma fiz muito isso aqui. As pessoas aqui são mais frias, e isso é bem diferente da nossa realidade. Por estarmos sozinhos em um novo país, totalmente fora da nossa zona de conforto e ainda no frio do Canadá, a “deprê” causada pela solidão pode te pegar. Isso sem contar a enorme saudade de casa. Então o jeito é interagir com as pessoas, fazer amigos, e não deixar a peteca cair.

3. Despedidas

Você faz um monte de amigo e eles vão embora. Essa é a vida de intercambista. Se você for ficar por um ano em Toronto prepare-se, pois dirá tchau para um amigo pelo menos uma vez por mês, e isso é certeza. As pessoas vêm e vão, e a questão aqui é aprender a dizer adeus e continuar sua caminhada. As memórias ficarão para sempre, e esse é o bem mais valioso que você guardará do intercâmbio. Então, peito aberto para abraçar os novos amigos e guardar o carinho e amor pelos que se foram.

4. Descobrir que seu inglês não é tão bom quanto você pensa

Muitos dos estudantes que fazem intercâmbio são professores de inglês no Brasil, e mesmo para eles enfrentar a realidade de falar inglês praticamente 24 horas por dia não é fácil. Às vezes é um sotaque carregado que não quer te deixar, ou um nervosismo que te faz confundir regras que você sabe de cor. A questão é que estamos aqui para aprender, e infelizmente não basta um ano para se transformar em um nativo. Isso exige anos de vivência e estudos mais avançados, como os acadêmicos.

5. Alto custo de vida

Toronto é uma cidade cara, e custa ainda mais se convertermos a moeda. Principalmente as atividades culturais. Mas é possível encontrar soluções mais acessíveis, fazer um bom orçamento e se controlar. Procurar lugares mais baratos, talvez cozinhar a própria comida, andar a pé ou de bicicleta. No entanto, se prepare! Viver aqui vai exigir um bom investimento.

6. Choque cultural

O frio é terrível. Tanto que realmente não dá vontade de sair na rua, e isso é bem diferente da nossa realidade. No metrô as pessoas fazem fila para entrar no vagão, e isso é impressionante. As bibliotecas estão sempre lotadas. A gente imagina que não vai ver pobreza, mas vemos. Os canadenses têm outras normas de educação, e o que para nós é uma atitude super rude, para eles é totalmente aceitável. Morar com desconhecidos, conhecer outros costumes. Tudo é diferente e novo. É uma experiência difícil e que te ensina muito sobre a vida e si mesmo. Se prepare, pois são outras realidades e hábitos.

7. Colocação no mercado de trabalho

Quem vem para cá pensando que vai arrumar um emprego na mesma área, pode esperar o pior. Isso até pode acontecer, mas não é a maioria. Se for para você ficar no Canadá de vez, tenho certeza que as oportunidades virão e isso acontecerá, mas para muitos brasileiros o sonhado emprego na mesma área de atuação do Brasil não chega, e isso não é só com os brasileiros. Para os estrangeiros arrumarem um emprego do mesmo nível do país de origem leva-se anos, e muitas vezes até mesmo para os canadenses é difícil. Tem que colocar na cabeça que isso não será tão fácil como se espera, e venha com muita energia para não desanimar. Essa jornada não é fácil.

8. Ficar estudando muito tempo na mesma escola pode virar um tédio!

Escola de inglês ESL (inglês como segunda língua) é cansativa. Geralmente elas funcionam por sessões de quatro semanas, e com o tempo fica repetitivo. Sem contar que o público pode ser mais jovem do que você espera. O jeito é tentar escolas diferentes ou um curso de ESL nas universidades. Para quem tem um nível de inglês avançado, o indicado é procurar cursos universitários ou esperar e vir fazer MBA ou uma pós-graduação. Esse é um investimento que pode dar mais retorno para quem já tem um curso universitário ou não tem mais paciência para aulas convencionais de inglês. Para aprender um língua você precisa se desafiar.

As alegrias!

Depois de todas essa preocupações, vêm as alegrias que só o intercâmbio pode te proporcionar.

1. Amadurecimento, Responsabilidade, Independência

Viver sozinho em outro país é uma experiência que vai te ensinar muito. É super aconselhável se o que você procura é enfrentar seus medos e aventurar-se. No fim você vê que nada é para sempre (tanto as coisas ruins como as boas), e que você precisa contar consigo mesmo. Ser responsável não é uma questão de escolha, mas de necessidade. Ou você faz acontecer, ou nada virá de mãos beijadas. Aquela toalha em cima da cama vai continuar lá, aquelas pessoas que você quer tanto conhecer estarão na distância da sua confiança para ir ao encontro delas. O mundo é cheio de possibilidades, e ao mesmo tempo é grande e pequeno. Eu aprendi que muitas vezes erramos mais do que acertamos, mas se erramos sabendo que fizemos o melhor que pudemos fazer naquela hora, isso não te causará arrependimentos. Uma frase que ouvi de uma artista de rua em Toronto: “Querida, eu sou humano, todos nós erramos.” No intercâmbio tudo se aprende a base de erros, e isso nos marca para sempre.

2. Conhecer novas culturas

Quem nunca ouviu: Que mundo pequeno! Em Toronto vi pela primeira vez pessoas do Sudão, Índia, Arábia Saudita, Coreia do Sul, Irã, Albânia, Venezuela, Colômbia, Tailândia, Taiwan, Suécia, Suiça, Japão, China, Nigéria, Espanha, Alemanha, Equador, México, Etiópia, e com certeza de muitos outros países que agora não me vem à mente. São tantas pessoas, tantas faces diferentes, misturas, culturas e hábitos que me fazem ver o mundo de uma maneira diferente, me dá vontade conhecer o mundo inteiro, evitar preconceitos e estereótipos, e procurar mais por vivências e experiências do que bens materiais. Se você tem a oportunidade de viajar, nem que seja por três semanas ou três meses, vá!

3. Melhorar o inglês

Falar inglês com pessoas que possuem esse idioma como primeira língua é o que vai te proporcionar um grande aprendizado. Você irá ganhar fluência e enfrentará diversos desafios. Não é fácil no início e com certeza seus amigos te corrigirão. No começo parece que tudo o que você fala é errado, mas com o passar do tempo você perceberá que eles pedirão menos para você repetir. Falar ao telefone não será um bicho de sete cabeças, pois tudo é uma questão de dedicação e hábito. Então evite falar português e se aventure por maneiras de conhecer pessoas que não falam a mesma língua que você.

4. Ser mais aberto às oportunidades e à vida

Depois de penar para achar um emprego, viver uma rotina falando outra língua, entender como outra sociedade funciona e se adaptar a isso (e tudo isso sozinho), eu acredito que as coisas na nossa terra natal se tornam mais fáceis. Aquela temida entrevista de emprego torna-se mais simples que a entrevista em inglês, o curso na universidade torna-se menos monstruoso que as aulas onde você não entendia 100% do que seu professor com um sotaque diferente falava. O medo de errar torna-se menor, e passar por situações difíceis faz com que sejamos mais habilidosos e adaptáveis. Procurar soluções é a chave para o sucesso no intercâmbio, e consequentemente na vida!

5. Espalhar o carisma brasileiro para as outras culturas

Muitas vezes o intercâmbio permite que estudantes de outros países conhecem um brasileiro pela primeira vez, e isso é muito legal! O Brasil tem uma ótima fama ao redor do mundo, todos sabem sobre o nosso país e a nossa alegria de viver, e morando fora do Brasil nós vemos como nós somos, e quão brasileiros são os nossos hábitos. Reconhecemos brasileiros à distância. É um descobrimento da nossa identidade como ser humano e patriota e, querendo ou não, mostramos para o mundo um pouco do nosso país, cultura, hábitos e jeitos de ver e viver a vida.


foto: Franklin Dattein

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Tamires é estudante de editoração e ama comunicação. Mantém um blog, uma filosofia (http://tara-vivendo.blogspot.com/).

5 Comentários

5 Comments

  1. edson melo

    22/ago/2013 at 13:47

    minha amiga vai amanhã pro canada e vai passa por toronto ñ vejo a hora de fazer intecabio também

  2. Carol de Souza

    07/jul/2013 at 14:23

    Wow!!!! Voce falou exatamente tudo o que estou vivendo aqui em Toronto…digamos que seja um mix de sentimento inexplicavel…a gente sente falta ate do barulho do Brasil…aqui parece ter um sileeeencio….Mas sem duvida e uma otima experiencia….voce ve o mundo inteiro em Toronto..sem exagero galera…Toronto recebe pessoas de tudo quanto e country que voce imaginar…e uma experiencia unica!!!!

  3. Valdir Ubaldo

    21/out/2012 at 22:55

    Nossa… kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Me pareceu bastante tão filófico quanto realista… Fruto de quem observa e pensa. Isso é bom… Estou mais atento ao que me espera agora… Saio em fevereiro do ano que vem, se Deus permitir. Grande abraço, obrigado.

  4. Maritza C.

    19/out/2012 at 14:29

    Você escreve muito bem, parabéns. Gostaria de saber o preço do aluguel dos quartos. Lí 800,00 dolares Canadenses, este valor é por mês ou por semana?

    • Tamires

      29/out/2012 at 17:10

      Olá Maritza C.
      Espero que esteja tudo bem!
      Primeiro muito obrigada, fico muito feliz que você tenha gostado do artigo! Sim, 800 doláres canadenses é por mês, esse preço é com certeza para um pequeno bachelor, ou um basement.
      Muito Obrigada
      Tamires!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Educação

Posts Populares

Topo