Siga-nos

OiCanadá

Montreal

Montreal: uma cidade verdadeiramente bilíngue

O famoso “Bonjour! Hi!” é uma marca registrada dos montrealenses. Estudantes e turistas que chegam à cidade se acostumam rapidamente a serem recebidos nos dois idiomas em cada loja, restaurante ou escritório. Com cerca de 60% de sua população considerada bilíngue (apta a falar fluentemente em inglês e francês), segundo o último Censo canadense de 2011, Montreal é o lugar ideal para quem quer ter uma experiência a mais no período de intercâmbio.

“É uma cidade multicultural, que oferece a oportunidade de aprender e conversar com pessoas de culturas totalmente diferentes”, diz o carioca Pedro Furtado. Ele chegou na cidade há dois anos para estudar inglês e francês com a esposa, após indicação de um professor do mestrado. “Eu já tinha recebido um convite para o doutorado na École Polytechnique de Montréal. Tudo dependeria de como seria a recepção na cidade”, conta Pedro. “Após quatro meses, decidimos ficar”, completa.

Segundo dados do governo canadense, cerca de 20 mil brasileiros vieram estudar no país em 2011, tendo Montreal como um dos destinos preferidos de quem escolhe o Canadá. O Top University, grupo que organiza um ranking anual das melhores universidades do mundo, elegeu a cidade como a primeira do Canadá e a décima do mundo em qualidade de vida estudantil.

A baiana Ticiana Barral está se preparando para um curso de um mês com o marido. “Eu já tinha um certo domínio do inglês, então resolvi estudar o francês. Montreal foi a cidade ideal para unir as duas coisas!”, diz a publicitária.

Mas será que a presença dos dois idiomas pode ser, também, um ponto desfavorável? Ticiana acha que não. “Como eu ainda não sou fluente em francês, o inglês pode me ajudar a não passar ‘apertos’. Além do mais, podemos nos esforçar e tentar usar mais o francês no dia a dia, para treinar enquanto aprendermos.”

O engenheiro mecânico Lean Santana passou cinco meses na cidade estudando inglês e se preparando melhor para o mercado de trabalho no Brasil. Para ele, não houve desvantagens. “Fui bastante focado em aprender inglês. Como a maioria das pessoas falava as duas línguas, ou pelo menos sabiam um pouco de inglês, eu não deixava de praticar na rua”, diz ele. Lean também se impressionou com a organização de Montreal, a boa mobilidade urbana e as inúmeras opções culturais. “Achei interessante a mudança de comportamento das pessoas de acordo com a temperatura. Cheguei no inverno e quase não via pessoas na rua, no verão as pessoas saíam bastante, iam para os parques, praticavam esportes, etc.”, completa.

O bilinguismo impressiona. Quem chega na cidade percebe logo uma característica pouco comum, mesmo para quem fala mais de um idioma: o montrealense muda de inglês para francês com a mesma facilidade de quem troca de estação no rádio do carro. Essa peculiaridade, aliada à cultura latina, fazem de Montreal um destino convidativo para brasileiros. Os que vierem, Montreal receberá do seu jeito: Bienvenue! Welcome!


foto: keith.bellvay

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Júlia é formada em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia e tem mais de 5 anos de experiência com Assessoria de Imprensa e textos para publicações e sites corporativos. Veio para Montreal em março de 2012 e se apaixonou pela cidade! Atualmente, ela faz cursos de extensão em Jornalismo na Universidade Concordia.

1 Comentário

1 Comentário

  1. JONILSON SENA

    05/jun/2013 at 14:50

    ESTAS INICIATIVAS TRAZEM ALEGRIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Montreal

Posts Populares

Topo