Siga-nos

OiCanadá

Vistos e Imigração

7 dicas para escolher um consultor de imigração

Nem todo mundo precisa usar um consultor de imigração para vir ao Canadá. Se você tem domínio do inglês ou francês (ou conhece alguém que tenha) e se o seu caso for relativamente simples, talvez você possa economizar o seu dinheiro. Do contrário, seguem dicas para te ajudar a fazer uma boa escolha.

Consultor de imigração no Canadá é uma profissão regulamentada. O órgão responsável chama-se ICCRC (The Immigration Consultants of Canada Regulatory Council). Para ser licenciado, o profissional passa por uma prova bem difícil. Os cursos preparatórios não são muito simples e duram pelo menos um ano. Para se tornar um consultor de imigração é preciso ser residente permanente ou cidadão. Também é necessário ter um curso superior e algumas escolas ainda requerem experiência prévia no ramo de imigração para ser aceito no curso.

Para quem está considerando contratar um consultor, aqui vão algumas dicas:

  • Pesquisei os profissionais que prestam esses serviços no Brasil e nenhum deles é licenciado pela ICCRC. Se estou cometendo alguma injustiça, por favor me avisem, que publicarei uma errata com prazer. Isso não significa que profissionais no Brasil que trabalham com isso não podem te ajudar. Isso significa somente que você está contratando alguém que não tem a devida regulamentação, e portanto, não se reporta a órgão algum, e desta forma, não é fiscalizado. No Canadá, somente profissionais licenciados podem cobrar por esse serviço. Já em outros países, não há controle. O próprio governo canadense deixa bem claro, que não pode regulamentar a profissão fora do Canadá.
  • Se você optar por contratar a ajuda de um profissional não licenciado, saiba que esse profissional não estará solicitando o visto por você e, portanto, não poderá lhe representar junto à Imigração caso necessário. O pedido estará em seu nome e você terá que encarar qualquer pepino que por ventura aconteça. No Brasil, há muitas agências de intercâmbio que ajudam na obtenção de vistos. Em sua maioria elas não se utilizam de profissionais licenciados, então isso é algo que pode valer a pena checar antes de fechar negócio.
  • Consultores de imigração credenciados não são autorizados a garantir resultados ou a divulgar “taxas de sucesso”. Todo consultor de imigração sério sabe que há uma parte do processo que é bastante subjetivo, e que mesmo candidatos que parecem super apropriados podem ter o pedido recusado por motivos não antecipados. Tanto é assim que é possível recorrer de decisões do governo canadense na justiça quando a decisão parece arbitrária. Desconfie de consultores que lhe garantam resultados.
  • Há muitas portas para imigrar para o Canadá. Um bom consultor saberá orientar-lhe no melhor caminho. Isso não significa que necessariamente há uma porta aberta para você. Bons consultores não aceitam pagamento de alguém que julgam ter pouquíssimas chances de sucesso. Orientar no melhor caminho (se houver) é um trabalho que exige conhecimento e treino. Portanto, me parece justo que os consultores cobrem pela primeira consulta. Cobrar ou não pela primeira consulta é opção de cada consultor, tem os que cobram e tem os que não. Só cuidado com os preços abusivos! Só para você ter uma ideia de valores, o salário mínimo em Ontário é coisa de $11 a hora. Um bom advogado (que é bem mais caro que um consultor de imigração) cobra acima de $200 por hora. Acho que um bom consultor deveria cobrar em torno de $100 para uma primeira consulta de uma hora. Cada um que faça a conta daquilo que acredite ser justo.
  • Desconfie de profissionais muito bons de marketing. Ser bom de marketing é um excelente atributo, mas não é sinônimo de bom atendimento. Eu trabalho com marketing digital e talvez não devesse dizer isto mas, enfim, é só uma realidade. Alguns consultores de imigração postam tanto no Facebook, YouTube, etc… que é o caso de se perguntar, mas quem está fazendo o trabalho de consultoria?
  • Mais um alerta importante: profissionais licenciados não necessariamente são éticos. Na minha pesquisa encontrei algumas histórias arrepiantes de consultores licenciados também. É preciso pesquisar bem antes de contratar um profissional, mesmo dentre os licenciados.
  • Para finalizar, regrinhas básicas que valem para quaisquer serviços, valem para esse também: peça referências, pesquise, e por fim, escolha alguém que responda todas as suas dúvidas e com disponibilidade. Faça questão de acompanhar o desenrolar do seu processo. O responsável último pela aprovação do seu pedido é sempre você!
Continue lendo
Publicidade
Eduardo Flit

Moro no Canadá desde 2008. No Brasil eu era psicólogo e trabalhava em uma escola e em consultório particular. No Canadá, me especializei em Mídia Digital e trabalho nas Páginas Amarelas como consultor de mídia. Gosto de escrever sobre aquilo que me interessa: política, economia, tecnologia, comportamento, etc. Versatilidade, acho que essa é a minha marca principal. Hahaha!

Mais em: Vistos e Imigração

Posts Populares

Topo
error: Conteúdo Protegido

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!