Siga-nos

OiCanadá

Vistos e Imigração

Freelancers também podem imigrar para o Canadá

Menos conhecido, o programa de imigração para quem é frila e pretende continuar frilando em solo canadense aceita profissionais ligados ao esporte e às atividades criativas.

O candidato precisa ter como comprovar experiência relevante no ramo por pelo menos dois dos últimos cinco anos da data da inscrição no programa — mas quanto mais anos tiver, mais pontos fatura.

O campo de atuação pode ser esporte ou atividades culturais e criativas. No primeiro caso, pode ser, por exemplo, um professor de capoeira, um instrutor de tênis ou um treinador de futebol, dentre outras opções.

Já sob a asa de atividades culturais e criativas cabem ainda mais coisas. Pode ser um coreógrafo, dançarino, ator, diretor, cantor, compositor, pintor, escultor, ilustrador, escritor e também um técnico dessas áreas e de cinema. O importante é a pessoa conseguir mostrar que tem toda a intenção de continuar prestando serviços e que tem o talento/experiência para fazer isso acontecer.

CritériosPontuação Máx.
Escolaridade25
Experiência35
Idade10
Conhecimento de francês e/ou inglês24
Chances de se adaptar6
TOTAL100

A escolaridade vai de 5 pontos para quem terminou o ensino médio a 25 pontos para quem tem doutorado, enquanto a experiência é pontuada assim:

Dois anos de experiência relevante20
Três anos de experiência relevante25
Quatro anos de experiência relevante30
Cinco anos ou mais de experiência relevante35

A idade do candidato também soma pontos:

IdadePontuação
16 ou menos0
172
184
196
208
21 a 4910
508
516
524
532
A partir de 540

Para o nível de domínio do inglês, será preciso fazer o teste genérico do IELTS ou do CELPIP. Para o francês, a exigência é fazer o exame TEF Canada – Test d’évaluation de français ou TCF Canada – Test de connaissance du français. E dependendo do resultado, o candidato pode chegar a fazer 24 pontos.

E, por último, há ainda 6 pontinhos que são dados de acordo com o entendimento do governo canadense das chances de o candidato se adaptar à vida nova. Esta pontuação depende de fatores como o nível de educação de quem esteja eventualmente vindo junto com o candidato — no caso de quem quer imigrar junto com seu marido/esposa/companheiro ou companheira.

Se o candidato ou sua cara metade já estudou ou trabalhou no Canadá, a pessoa ganha pontos. E ganha também se um dos dois tiver parentes já estabelecidos no país.

Quer saber mais? Visite este site do governo aqui.

Confira também outras matérias que complementam estas informações:

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Vistos e Imigração

Topo
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!