Siga-nos

OiCanadá

Experiência

Toronto, 14 anos depois

Reynaldo Valença morou no Canadá durante a adolescência. Aos 24 anos, voltou ao Brasil em busca de uma vida melhor. Agora, ele está de malas prontas rumo a Toronto novamente e nos escreveu contando essa história.

Morei em Toronto dos 12 aos 24 anos de idade, quando decidi retornar ao Brasil com o intuito de permanecer durante aproximadamente dois anos. Confesso que fiquei um pouco assustado ao chegar a São Paulo e, durante alguns meses, me questionei se conseguiria ou não permanecer durante o período desejado.

Foi durante uma visita ao Rio de Janeiro que ganhei mais fôlego para permanecer. Deslumbrado com a beleza natural e alegria do povo, fui me iludindo e assim ficando.

Em menos de um ano já havia encontrado um novo emprego na indústria hoteleira e fui construindo minha vida profissional.

Possuía uma visão romântica que alimentava o meu otimismo, acreditando que um dia a qualidade de vida do brasileiro comum fosse mudar. Com o decorrer dos anos, fui perdendo o véu da ignorância e hoje me deparo com uma das decisões mais difíceis que precisei tomar. Volto ou não volto?

Volto! Depois de 14 anos, mais maduro, com novos valores, uma filha de 12 anos do primeiro casamento e uma esposa extraordinária para quem essa mudança será o grande desafio.

Volto! Pela descrença em nossos líderes, pela insegurança que sinto nas ruas, pelas atrocidades que presencio na mídia, pelo fato da minha esposa trabalhar como educadora em uma área de risco, pela ocasião em que minha filha precisou deitar no chão do carro durante um tiroteio na Avenida Brasil, pelo susto que levei em Copacabana em meio a uma perseguição policial “Hollywoodiana”.

Volto! E deveria ter feito isso muitos anos atrás.

Quero dividir com vocês que venho acompanhando regularmente o quadro “Eu não sou daqui” e me vejo mais entusiasmado a cada matéria com a minha decisão.

Já conheço o inverno rigoroso, sei como é andar pelas ruas congeladas, a maneira que as pessoas se relacionam, o que é estar longe da família, não sentir o cheiro do mar e também que no Canadá um bom percentual do nosso dinheiro vai com os impostos. Conheço também a qualidade de vida que o Canadá proporciona aos seus moradores e, sem sombra de dúvida, é um investimento que vale a pena.

Volto! E com a graça de Deus, até o dia 22 de junho.

A minha esposa estará chegando a Toronto aproximadamente quatro meses depois. Já minha filha apenas em 2010, quando pretendemos ter tudo preparado para que possa iniciar o high school.

Abraço e parabéns pelo site.

Reynaldo Valença

Continue lendo
Publicidade
Leia também...
4 Comentários

4 Comments

  1. Rosa da Silva

    08/set/2009 at 11:34

    Reynaldo
    Muito bonito a forma como descrevestes a confusão de sentimentos que todo imigrante tem no seu intimo. Tuas palavras estão sendo um alento para muitos com certeza. Sábias palavras! Um abraço, Rosa

  2. Maria Rosa

    23/jun/2009 at 22:09

    Querido amigo, lindo seu depoimento! Apesar da sensação de perda com sua ida, sinto também uma imensa alegria pela certeza que tenho da melhoria de qualidade de vida que terá! Sorte, sucesso e força pra aguentar a saudade!

  3. Sobek de Alcantara Rebello

    03/jun/2009 at 11:51

    Reynaldo, uma coisa é certa nada é igual em nossas vidas, as nações também são assim. Um ditado é certo, cada povo tem o governo que merece, é o caso do povo brasileiro (o Brasil como nação e o seu povo como um todo, não tem igual no mundo, somos um povo amigo alegre e participativo, visto no geral repito e não isoladamente, tenho andado pelo mundo e sei bem disso) que muitas vezes fica às margens da politica achando que assim será melhor, daí os espertos assumem o controle de tudo. Quanto a qualidade de vida tenho defendido um pondo de vista: Quailidade de vida está em nossa mente e não fora dela, exemplo um simples individuo vivendo no interior do Brasil pode se sentir bem dentro do seu mundo pois não conhece outro, nós andarilhos é criamos cenários muitas vezes angustiosos para nós mesmo e saimos buscando qualidades de vidas pelo mundo a fora. Agora, quanto a situação do Brasil em materia de segurança realmente está terrivel mesmo. Se dá para sair sai enquanto é tempo, hehehe.

  4. Tammy Peix

    03/jun/2009 at 07:53

    Sei muito bem o que é isso. Me emocionei e me identifiquei muito com a matéria. Parabéns pela decisão, Reynaldo. E seja muito bem-vindo de volta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Experiência

Posts Populares

Topo