Siga-nos

OiCanadá

Lazer

O coral mais divertido da cidade

Existem algumas opções para uma noite de terça-feira em Toronto. Você pode assistir a um filme em salas de cinema muitas vezes vazias, passar o tempo em frente ao computador ou agir como centenas de torontonianos, que se reúnem todas as semanas para cantar em um coral. O Choir! Choir! Choir! tem chamado a atenção não só da mídia, mas também de celebridades da música, como o cantor Bryan Adams.

O que leva tanta gente a enfrentar temperaturas negativas em Toronto só para cantar com estranhos em um coral? A resposta está no repertório e na energia emitida pelo Choir! Choir! Choir!. Algo que se percebe logo de cara, ao observar as pessoas que aos poucos vão lotando o espaço do No One Writes To The Colonel (um bar situado na Little Italy). A faixa etária dos participantes varia dos 20 aos 50 anos, e todos estão ali não pelo chopp gelado vendido no estabelecimento, mas para ter a oportunidade de cantar sucessos como “Don’t Dream It’s Over” e “Something So Strong”, da banda australiana Crowded House.

Tudo começou como uma brincadeira há cerca de quatro anos, quando Nobu Adilman, um ex-apresentador de televisão, teve a ideia de festejar o aniversário de um amigo organizando um coral com pouco mais de dez pessoas próximas a ele, cantando músicas dos anos 70. No inverno do ano passado, Adilman e o gerente de um restaurante em Toronto, Daveed Goldman, pensaram em resgatar a experiência e convidaram amigos no Facebook para o evento (que recebeu o nome de Choir! Choir! Choir!- como se estivessem gritando várias vezes para que todos viessem participar do coral). Cerca de 20 pessoas apareceram, em meio a uma tempestade de neve que ocorria naquela noite de 2 de fevereiro.

Desde então, graças à demanda dos participantes, um grupo passou a se reunir semanalmente, cada vez com um maior número de integrantes (que tomavam conhecimento do evento através das redes sociais e da conversa entre amigos). Hoje, o grupo no Facebook conta com mais de 1200 integrantes, e um segundo coral está sendo formado: o Choir! Choir! Choir! II.

“Nós nunca imaginamos que seria assim. Obviamente, percebemos que as pessoas gostavam do que estávamos fazendo, e isso nos incentivou a melhorar cada vez mais”, afirma Daveed Goldman, responsável também pela melodia, criada com o som da sua guitarra. “As pessoas gostam da energia do ambiente e você não vê tanta gente cantando assim com frequência, principalmente levando em conta o fato de que é um coral. Nós não só cantamos, como também sorrimos, bebemos, nos divertimos e sentimos como parte de algo emocionante. Estamos fazendo algo diferente de tudo que existe”.

Quem canta seus males espanta

O coral tem se apresentado desde o segundo semestre do ano passado no bar No One Writes To The Colonel todas às terças-feiras. Cerca de 120 pessoas aparecem para cantar semanalmente no local. Gente como Ravenna Barker, diretora de um organização de Ontário. “Eu soube do coral através de uns amigos e comecei a fazer parte em julho do ano passado. A oportunidade de cantar junto com outras pessoas é o que me encanta”, diz ela.

Para fazer parte do Choir, Choir, Choir, é preciso pagar $5 em cada ocasião, o que dá direito à folha com as duas músicas que serão cantadas naquela noite. O grupo é dividido entre o timbre de voz alta, média e baixa (decisão do próprio integrante, já que o lema aqui é diversão). As músicas são sempre escolhidas por Goldman e Aldiman, e divulgadas com antecedência na página do Facebook. Depois de alguns erros e acertos, o canto do coral transforma canções já consagradas nas vozes de Madonna, Elton John e Beatles, em algo no mínimo interessante e gostoso de ouvir. As cantigas são gravadas e postadas na página da internet.

O Choir! Choir! Choir! foi uma experiência totalmente nova para a artista plástica Margareth Cummings. “Essa é a primeira vez que participo e estou impressionada com a quantidade de gente e a boa vibração. Eu tinha ouvido bons comentários com relação ao coral, só não imaginava que era tão bom”, confessa ela. “É o tipo de programa que espanta qualquer baixo-astral. Não tem como não se deixar contagiar pelo grupo”.

De fato é impossível não perceber a sintonia entre os participantes. Todos ali parecem ser amigos de muitos anos, quando na verdade alguns acabaram de se conhecer. Choir! Choir! Choir! é o tipo de evento que funciona como uma bola de neve. Nunca para de crescer, e quem vai uma vez termina comparecendo outras, além de se tornar amigo no Facebook para saber das últimas novidades do coral. “Tem tantas coisas vindo na nossa direção. Estamos crescendo muito rápido e tendo oportunidades que eu nunca pensei que fossem surgir”, confessa Goldman.

Choir! Choir! Choir! já participou de diversos eventos importantes de Toronto e foi convidado para se apresentar no Harbourfront durante o Canada Day. Não é à toa que o coral se tornou a grande sensação da cidade, e a promessa é que muito mais ainda venha por aí.

Serviço

  • O que: Choir! Choir! Choir!
  • Quando: Todas as terças-feiras, às 7 pm
  • Onde: No One Writes To The Colonel (460 College Street)
  • Quanto: $5
Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Marcio Rollemberg é pernambucano e formado em jornalismo. Foi editor-chefe de um telejornal universitário, produziu documentários e trabalhou como repórter de TV no Brasil. Em 2005 mudou-se para Toronto e atualmente é um dos colaboradores de uma revista e de um canal de TV. Em 2011 juntou-se a equipe do OiCanadá, onde escreve matérias sobre Turismo e Variedades.

2 Comentários

2 Comments

  1. Marcia

    28/fev/2012 at 23:50

    Adorei , nada mais gostoso que cantar umas boas músicas , vou passar la e soltar a voz …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Lazer

Posts Populares

Topo