Siga-nos

OiCanadá

Educação

Intercâmbio no exterior pode fazer a diferença no mercado de trabalho brasileiro

Estudar no Canadá pode ser um grande diferencial para quem procura um bom emprego no Brasil. O número de empresas que buscam funcionários com algum tipo de experiência internacional é cada vez maior. Quem consegue unir as aulas de inglês com um curso na área profissional ou um estágio em alguma empresa no exterior leva vantagem.

O publicitário Rafael Ventura veio para Toronto em 2007 com duas missões: melhorar o inglês e adquirir um conhecimento mais amplo na área de comunicação. Para isso, decidiu se matricular em um curso de extensão na Ryerson University, ao mesmo tempo em que estudava o idioma em uma escola. “De segunda a sexta eu aprendia inglês e aos sábados frequentava as aulas de Relações Públicas na universidade. Para mim era importante voltar para o Brasil mais qualificado profissionalmente”, afirma ele.

A estratégia usada pelo publicitário deu certo. Em menos de um mês desde que retornou do intercâmbio no Canadá, Ventura foi contratado pela assessoria de comunicação de uma multinacional em São Paulo. “Não tenho dúvidas de que o curso na minha área de atuação fez uma grande diferença na hora de ser contratado”, observa.

Em Toronto, diversas universidades e colleges oferecem cursos de extensão (conhecidos como continuing education no Canadá). Em novembro passado, o OiCanadá publicou um post sobre as melhores instituições acadêmicas da cidade que oferecem programas para quem quer aperfeiçoar a carreira.

Experiência profissional e tempo de intercâmbio podem ser importantes

O aumento da renda do brasileiro e o fácil acesso ao crédito fizeram com que o número de estudantes brasileiros no Canadá se multiplicasse. Só no ano passado, segundo o governo canadense, foram cerca de 20 mil deles. Com o crescimento de candidatos a um bom emprego que carregam no currículo um intercâmbio no exterior, se destacam aqueles que possuem algum curso voltado para a área profissional ou quem passa mais tempo vivendo em terras estrangeiras.

“Morar no exterior e ter contato com outras culturas são fatores que enriquecem o currículo de qualquer profissional. A globalização faz com que seja importante conhecer bem a cultura de outros países, e é isso que muitas empresas procuram hoje em dia nos seus profissionais”, afirma a especialista em recursos humanos, Paula Lessa. “Apesar de também serem analisados outros aspectos como experiência de trabalho e o perfil do candidato, quem faz intercâmbio de seis meses ou um ano costuma levar vantagem sobre aqueles que só passaram 30 dias fora. Porém, um mês de curso no exterior é melhor do que nenhum”.

Trabalhar no Canadá ou fazer um estágio na área de atuação também são opções para incrementar o currículo e fazer o diferencial na hora de ser contratado por empresas no Brasil. Diversas agências de intercâmbio oferecem pacotes que possibilitam estudar e trabalhar no exterior ao mesmo tempo. “A grande vantagem para quem estuda e trabalha no exterior é o desenvolvimento do idioma e o trabalho em equipe, dois fatores valorizados pelas empresas. É importante que o estudante já tenha um nível de inglês intermediário para facilitar a sua colocação no mercado de trabalho lá fora”, diz Luciana Shimocomaqui, gerente de vendas da Egali Intercâmbio. As escolas de inglês no Canadá costumam testar a proficiência do idioma antes de encaminhar os estudantes para as entrevistas de emprego nas empresas.

O OiCanadá lançou recentemente um serviço de atendimento personalizado onde o leitor pode esclarecer dúvidas sobre estudar no Canadá com diversas agências de intercâmbio e escolas de idiomas. É possível também receber diferentes orçamentos de cursos em instituições canadenses, proporcionando ao interessado escolher a melhor opção.


foto: Victor1558

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Marcio Rollemberg é pernambucano e formado em jornalismo. Foi editor-chefe de um telejornal universitário, produziu documentários e trabalhou como repórter de TV no Brasil. Em 2005 mudou-se para Toronto e atualmente é um dos colaboradores de uma revista e de um canal de TV. Em 2011 juntou-se a equipe do OiCanadá, onde escreve matérias sobre Turismo e Variedades.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Educação

Posts Populares

Topo