Siga-nos

OiCanadá

Experiência

Nos mudamos para o Canadá

Why Canada? (Por que Canadá?) é com certeza a pergunta mais frequente que ouço quando falo que me mudei recentemente do Brasil.

Morar em um país diferente é um sonho de muitos e não é fácil de se conseguir. Mas o mais difícil é o processo de adaptação à nova cultura e rotina.

Por isso já vinha sentindo vontade de ter uma coluna e contar um pouquinho de como está sendo a minha adaptação à vida canadense e, quem sabe ajudar outros que estão passando ou ainda vão passar por isso.

Conversando com Fernanda Thiesen e Martha Rangel, editoras do OiCanadá, surgiu a vontade de pôr em prática este projeto que vinha cozinhando em minha mente desde que cheguei.

Para começar acho que vale me apresentar. Me chamo Maurício, nascido no interior de São Paulo e residente na capital pelos últimos dez anos. Formado em marketing pela ESPM, com especialização em eventos corporativos, área na qual tenho atuado desde 2008 no Brasil. Sou casado há dois anos e tenho um gatinho de estimação chamado Billy.

Apesar de eu e minha esposa termos tido bons empregos e carreiras promissoras, queríamos algo mais em nossas vidas. Algo que sentíamos que teríamos que sair do Brasil para conseguir. Eis o que nos fez escolher o Canadá:

  • Segurança: foi o primeiro fator. Poder caminhar tranquilamente pela rua a qualquer hora do dia ou da noite, atender o celular ou esperar o ônibus com sacolas de compras na mão sem ter que se preocupar ou ficar olhando para os lados desesperadamente. Enfim, essa paz de espírito que temos aqui e que às vezes ainda me traz um sorrisinho bobo no rosto.
  • Multiculturalismo: queríamos viver em um lugar que nos proporcionasse experiências diferenciadas e onde pudéssemos estar em contato com diferentes culturas e línguas. Toronto em especial é uma das cidades que acumula a maior variedade de culturas do mundo. Já estive em outras, como Londres e Paris, mas não há comparação.
  • Senso de comunidade: as pessoas se respeitam, os idosos têm preferência ao pegar o ônibus, as pessoas seguram a porta para você sair ou te ajudam com uma sacola pesada. A coleta de lixo é seletiva e realmente será reciclado, não há lixo jogado pelas ruas, ninguém fura a fila… em resumo, as pessoas esperam a sua vez e não tentam levar vantagem às custas dos outros.
  • Acesso e oportunidade: transporte público de qualidade e que cumpre os horários pré-determinados, educação de qualidade, muitas vezes gratuita, eventos culturais, museus, galerias, cinemas, teatros baratos e um mercado em crescimento.
  • Clima com estações definidas: para nós este foi um dos grandes fatores decisivos. Minha esposa e eu somos pessoas que trocam um dia de calor por um dia de frio extremo sem pensar duas vezes, portanto o clima canadense era a opção perfeita para nós.

A decisão de mudar de país é um processo longo e que envolveu muitas madrugadas acordados, discutindo as possibilidades. Quanto dinheiro teríamos, quanto a mais seria necessário juntar, como avisar no trabalho, como e quando falar para a família e amigos, entre outros detalhes mais técnicos como: que visto pedir, em qual cidade morar, quando mudar, como trazer o gatinho, onde se hospedar etc.

Deu pra entender que, ainda que seja a realização de um sonho, não é assim tão simples mudar de país. Mesmo para um país tão receptivo quanto o Canadá. Definitivamente não é para os de coração fraco!

Aos poucos vou contar como foi cada etapa desse processo delicioso.

Mas já posso adiantar: para quem têm disposição e garra para realizar seus sonhos, vale a pena. E muito!

Continue lendo
Publicidade
Leia também...
Maurício Marcondes

Mauricio é paulista, natural de Guaratinguetá, formado em Marketing pela ESPM de Sao Paulo com especialização em Coordenação de Eventos Corporativos. Com mais de 10 anos de experiencia em produção de eventos no Brasil, se mudou para o Canadá no final de 2013 e atualmente reside em Mississauga, na GTA, e está se adaptando à vida canadense.

4 Comentários

4 Comments

  1. Rafael Bispo

    10/abr/2014 at 15:17

    Olá Mauricio, tudo bem?

    Primeiramente gostaria de parabeniza-lo pelo ‘post’, muito bom!!!
    Tenho algumas duvidas, posso te enviar um email para tirar algumas duvidas!?!

    Este também é o meu sonho e da minha noiva, e estamos nos preparando para isso!!!

    Grande abraço!

  2. Wallison Tostes

    02/abr/2014 at 02:36

    Esse é o tipo de historia que a gte quer ouvir tudo de uma vez só!!!! Rsrs
    Parabéns mesmo pelo relato, saiba que isso vai ser motivador e esclarecedor pra muita gente (pra mim inclusive!)
    Só espero que não demore pra sair o “proximo Capitulo!” Rs

  3. Flavia

    01/abr/2014 at 20:54

    Olá Mauricio tudo bom? estou lendo seu post e uma coisa me chamou atenção… você levou seu gatinho?? Eu e meu marido estamos avaliando a possibilidade de uma mudança para o Canadá mas tenho um filho de 4 patas e deixa-lo aqui não é um opção. Dei uma pesquisada rápida na internet e ví que é possível… mas queria saber de quem já viveu essa experiência..
    Continue postando suas experiencias!!

  4. Eduardo

    01/abr/2014 at 15:52

    Parabéns pelo relato é muito motivador tenho planos de um dia morar no Canadá para isso estou me qualificando, só tenho receio de eu ficar um pouco velho para isso mas vamos ver – sucesso para vc e sua família no Canadá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Experiência

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo