Siga-nos

OiCanadá

Lazer

Salas misteriosas são sucesso em Toronto

[PABLO MARCELO] Se você tem medo do escuro, melhor parar por aqui. Se você não tem, vamos lá. Imagine-se em uma sala escura, preso por cerca de uma hora. Para sair de lá, você tem que resolver alguns problemas lógicos, quebra-cabeças, enigmas etc. Como a maioria das salas possui grupos de 4, 6 ou até 10 pessoas, a tensão aumenta – além do calor, pressão e odor dentro da tal sala. E você pagou para estar ali.

Mas, tudo bem: caso você tenha repetido até naquela prova psicotécnica da autoescola da sua cidadezinha no interior do Brasil por não ter encaixado o rabo do cavalo no traseiro do mesmo, você ainda tem uma chance: um telefone de emergência. Porém, nem uma criança pega o tal telefone!

As salas são temáticas: hospitais abandonados, livrarias fantasmas, sala dos espelhos, penitenciárias, casa das múmias, entre outras. Os níveis também aumentam. É loucura à sua escolha.

As “mystery rooms”, como são chamadas, surgiram no Japão em 2006. Depois conquistaram a Ásia, a Europa e a América do Norte. ”Hoje são mais de 10 milhões de pessoas no mundo todo que se trancam nesses buracos pra se divertir”, afirma Tina Santiago, da Real Escape Game.

E não pense que você vai chegar lá de boa e já ir apagando as luzes do quartinho – reservas só para 2015. “Estamos saturados, a demanda está muito alta”, disse Joe Burton, do Mystery Room. Mesmo porque tem até gente fazendo festinha de aniversário nesses lugares! Tem louco pra tudo.

Admito: é sucesso.

Segundo Karen Gordon, jornalista da CBC, “nunca imaginei que ficar trancada numa sala por uma hora seria tão divertido!”. Pior que é ela e a torcida inteira do Flamengo – ou do Toronto Maple Leafs – dizendo a mesma coisa. Então, se você vem passear em Toronto, coloque na sua agendinha, entre a Casa Loma e a CN Tower, uma Sala Misteriosa. E se você já está por aqui: demorô, tem que ir.

Onde jogar

Aplicativo: Layton Brothers – Mystery Room (iOS e Android) – Grátis – para aqueles que sofrem de nictofobia, mas leram o artigo até o final.

Continue lendo
Publicidade
Leia também...
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Lazer

Posts Populares

Topo