Siga-nos

OiCanadá

Saúde

Por que comer alimentos orgânicos?

Pesquisas revelam que “não existe tanta diferença entre os nutrientes dos alimentos orgânicos e os de alimentos produzidos em fazendas industriais”. Mesmo assim, há quem defenda que ingerir frutas, carnes e verduras orgânicas pode trazer muitos benefícios para a saúde e também para o planeta. Saiba o porquê. 

http://www.flickr.com/photos/avlxyz/

http://www.flickr.com/photos/avlxyz/

Proteger as crianças

Elas são, em média, quatro vezes mais expostas aos pesticidas encontrados nos alimentos do que os adultos. Além disso, é importante considerar as consequências que o consumo dos produtos industriais gera no planeta em que nossos filhos irão viver.

Ficar livre de produtos químicos

O cultivo orgânico de legumes e verduras não permite o uso de pesticidas e herbicidas industriais. Existem pesquisas que sugerem que esses produtos químicos possuem uma relação no desenvolvimento de câncer, problemas congênitos e danos ao sistema nervoso. Atualmente, nesse mundo tão industrializado, é impossível evitar todas as toxinas que nos cercam. Por isso, ingerir alimentos orgânicos, mesmo que começando aos poucos, é a decisão mais inteligente que você pode tomar para reduzir sua exposição a esses produtos químicos. Ao deixar as químicas de lado, seu corpo pára de lutar contra as substâncias desconhecidas e você terá mais energia.

Mais sabor e nutrientes

Muitos chefs usam alimentos orgânicos justamente por serem mais saborosos e de qualidade superior.

Apesar de alguns testes terem concluído que não há diferença no sabor, faz muito mais sentido acreditar que uma planta bem nutrida é muito mais saborosa do que uma planta cultivada em solos pobres, em um ambiente voltado para maximizar a produção e o lucro. Esses últimos até possuem um visual mais apetitoso, por terem sido tão bem “conservados”, mas o sabor não acompanha a beleza.

Por exemplo, o alface cultivado comercialmente possui 70% de água, enquanto o alface orgânico possui apenas 30% de água. Qual desses alfaces deve ser mais saboroso?

É econômico!

Nos supermercados, os alimentos orgânicos podem até ser mais caros. Porém o que muita gente não vê, e por isso não considera, são custos por trás do consumo de alimentos provenientes de fazendas industriais. E eles são muito maiores, se analisarmos por um outro ângulo.

Veja alguns dos custos envolvidos no processo de cultivo dos alimentos não-orgânicos:

  • Testes de pesticidas e herbicidas;
  • Eliminação de resíduos perigosos;
  • Limpeza dos danos causados ao meio ambiente;
  • Custos sociais de doenças causadas por pesticidas e herbicidas.

Adicione todos esses custos ao preço final dos alimentos industrializados e ficará claro que a melhor opção, e também a mais econômica, é consumir produtos orgânicos.

Proteger a qualidade do solo

Gerenciar a qualidade do solo é fundamental para fazendas orgânicas, e essa sustentabilidade é indispensável para a conservação do meio ambiente.

Os organismos que vivem no solo são vitais para a degradação da matéria orgânica e para a mineralização dos nutrientes, entre outros processos. As práticas agrícolas convencionais diminuem o número de organismos presentes no solo e também o número de espécies. O solo perde umidade e sua temperatura aumenta, o que reduz a quantidade de matéria orgânica, de plantas e, assim, o solo irá sofrer erosão.

Proteger a qualidade da água

É bem simples. Pesticidas, herbicidas e outros produtos químicos industriais atingem a água do solo e, eventualmente, contaminam a água que a gente consome.

Reduzir a poluição e o desperdício de energia

Mais energia é usada na produção de fertilizantes sintéticos do que para o cultivar e colher alimentos orgânicos. A agricultura convencional usa enormes quantidades de produtos derivados do petróleo, não somente nas máquinas, pois os produtos químicos em si já derivam do petróleo.

Proteger a saúde dos trabalhadores

Fazendeiros expostos a herbicidas possuem seis vezes mais chances de contrair câncer do que pessoas que não trabalham em fazendas industriais. Estima-se que mais de um milhão de pessoas são envenenadas por pesticidas anualmente.

Promover a biodiversidade

As fazendas industriais tendem a cultivar apenas um tipo de “produto”, o que se chama monocultura. Com isso, o solo é danificado e o uso de mais fertilizante se torna necessário. O cultivo de apenas uma espécie torna a plantação muito mais suscetível a doenças, pragas e plantas daninhas e, consequentemente, exige maior uso de peticidas e herbicidas.

Fazendas orgânicas praticam a rotação das culturas, alternando, anualmente, espécies vegetais na mesma área e, por manterem áreas de vegetação natural intactas, promovem o uso de predadores naturais para combater as pestes.

E aí?

Em geral, carnes e produtos orgânicos custam mais (o que faz muito sentido), e nós geralmente conseguimos enxergar um milhão de desculpas para não gastar mais dinheiro. Mas nosso corpo reage a tudo o que ingerimos. Se você consome produtos carregados de hormônios e substâncias nocivas, como esperar se sentir bem e cheio de energia?

A sugestão é começar aos poucos. Se você ainda não come alimentos orgânicos, tente comprar um ou dois legumes ou verduras e vá adicionando mais a cada mês. Dessa forma, você não irá sentir tanta diferença no bolso.

Consumindo alimentos orgânicos você vai ingerir mais nutrientes, menos produtos químicos e ainda vai ajudar a cuidar do meio ambiente.

Continue lendo
Publicidade
Leia também...
Fernanda Thiesen

Fernanda é carioca, publicitária, co-fundadora e editora-chefe do OiCanadá, e web designer no SiteToaster. Imigrou para o Canadá no final de 2006 e se tornou cidadã canadense em 2011.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Martha

    09/set/2009 at 20:41

    Eu ja como muita coisa organica, o que achei impressionante foi a cor do meu purê, que a batata organica deixou o purê amarelo forte. Me senti criança outra vez, ficou igual ao de antigamente.

    materia maravilhosa!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Saúde

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo