Siga-nos

OiCanadá

Notícias

Vídeo de ativista muçulmano em Toronto comove multidões

“Eu sou mulçumano. Eu sou tachado como terrorista. Eu confio em você. Você confia em mim? Me dê um abraço”. Um ativista mulçumano com os olhos vendados, numa das calçadas mais movimentadas de Toronto, quebrando muitas barreiras ideológicas, com um simples vídeo e um simples pedido: um abraço.

A ideia do experimento sociológico “Blind Trust Project” surgiu em parceria com AsoOmii Jay e já conta mais de 1,4 milhão de visualizações em duas semanas. O tema comove porque mexe em alguns pontos meio críticos nas nossas sociedades, principalmente na internacional: a questão islâmica e a questão da individualidade.

Não é porque é muçulmano que é terrorista. Também não é um abraço a causa de todos os males físicos do mundo. Muçulmano também é gente e um bom abraço, principalmente neste frio, sempre faz bem. Porém, juntar as duas coisas – o mundo islâmico e um contato físico – causa um efeito meio desajeitado, mas bacana. Quebra barreiras gigantescas.

Mas, como diria Jorge Ben: “Aquele abraço”. Abraços para Charlie (je suis Charlie), abraços para Mustafa Mawla (personagem do vídeo), abraços para todos os canadenses que se intimidam com abraços, abraços para todos os meus amigos que professam sua religião com seus turbantes e lenços e abraços para você também.

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Paulistano de berço (São Paulo), Filósofo de formação (Unicamp), Blogueiro dedicado (Blog Numa Fria), Descobridor de Toronto em família (2014).

3 Comentários

3 Comments

  1. joao sacramento

    21/mar/2015 at 07:13

    Penso que as pessoas não devem ser julgadas da mesma maneira,todas as pessoas têm o direito á vida e de a vivar em paz desde que o mereçam.Este Muçulmano não tem que ser julgado pelo erro dos outros pois também qualquer um de nós não gostaria de ser culpado por um crime que não cometeu.

  2. Claudia Lopes

    17/fev/2015 at 12:26

    Otima ideia. Emocionante. Me faz refletir sobre a intolerancia em que vivemos. ..ate quando religioes vao separar os homens? Onde esta o Amor e a compaixao? Pode estar num simples abraco ou na intencao de querer um mundo melhor..

    Claudia

  3. Carlos

    17/fev/2015 at 11:09

    Puxa vida, atitude fantástica. Uma pena as laranjas podres de qualquer meio tornarem o todo podre. Fiquei emocionado, mais pessoas deveriam ter esta coragem. Agora, são desengonçados esses abraços hein….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Posts Populares

Topo