Siga-nos

OiCanadá

Notícias

“Não alimente os pombos” pode virar lei

O município de Toronto estuda a hipótese de criar uma lei que proíba a prática de alimentar pombos em locais públicos. Cesar Palacio, membro do Conselho Municipal e defensor da ideia, diz que a situação está ficando muito incômoda e se faz necessária uma atitude a respeito.

Aquela cena do velhinho de chapéu, com um saquinho cheio de quirela, na praça central, iluminado pelo sol do meio-dia, a alimentar centenas de pombos, que vêm e vão, a voar cinematograficamente pelos céus, pode não ser mais uma realidade em Toronto. Os pombos canadenses passarão, em breve, por um regime rígido.

“A área da Yonge e Dundas está ficando insuportável”, diz Cesar, “Sei que há pessoas que adoram alimentar os pombos, mas esses locais precisam estar transitáveis. Precisamos pensar juntos”, complementa. A prática já é proibida nos parques da cidade. Além disso, há todo um lobby dos pombos. Trata-se de uma tradição quase que milenar, e não tão simples de resolver.

Contudo, não só os pombos passarão por uma crise alimentar catastrófica: ratos, camundongos e os amados e odiados guaxinins (raccoons) estão na lista dos que também passarão fome por aqui. Cogita-se até não poder alimentá-los em propriedades privadas. Enfim, a situação não está fácil pra ninguém.

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Paulistano de berço (São Paulo), Filósofo de formação (Unicamp), Blogueiro dedicado (Blog Numa Fria), Descobridor de Toronto em família (2014).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Posts Populares

Topo