Siga-nos

OiCanadá

Saúde

Dicas de saúde para o outono

Já deu para ter um gostinho do outono esse ano, mas a estação aqui em Toronto ainda vai até dia 20 de dezembro. O outono nos dá a oportunidade de prepararmos nosso corpo e mente para o inverno gelado que está por vir. Veja dicas de como se manter saudável.

As diversas estações do ano são essenciais para os ciclos da natureza e também causam um impacto direto em nossas vidas. Esse impacto fica muito claro em países como o Canadá, onde as mudanças no nosso meio ambiente são tão demarcadas em cada estação. Elas influenciam o que vestimos, o que comemos, as nossas atividades e até o nosso humor.

Essas fases de transição da natureza são perfeitas para trazermos mudanças para as nossas próprias vidas. Elas nos convidam a reavaliar os nossos hábitos diários, desintoxicar o corpo e fazer planos para uma nova fase.

Seguem algumas dicas legais que podem ajudar bastante nessa estação:

  • Mantenha seu corpo aquecido

Na medicina tradicional indiana, a Ayurveda, o outono é a estação do dosha Vata (elemento ar). As características da estação são “seco” e “frio”. Durante esse período podemos balancear essas características dando preferência a comidas quentes e úmidas. Sopas, purês e ensopados são perfeitos.

Tente sempre que possível também usar ingredientes da estação. Pode abusar das abóboras, alho poró, couve de bruxelas, repolho, kale, couve etc.

A maioria das feiras de rua ainda estão rolando nessa época e estão recheadas de vegetais da estação frescos e no pico do seu valor nutritivo.

Além da dieta, outras maneiras de nos mantermos aquecidos são o banho de banheira, saunas, cobertores bem macios e quentinhos pela casa e vestir-se apropriadamente para a estacão.

O exercício físico também esquenta! O meu favorito é a “hot yoga” nessa época, mas vale também uma caminhada no parque, que além de aquecer também mantém o bom humor através do movimento, da beleza das folhas mudando de cor e da conexão com a natureza.

  • Mantenha se hidratado

A característica “seca” da estação também é bem notável, sentimos na pele a diferença. É muito importante nos mantermos bem hidratados. O meu jeito favorito de fazer isso no outono é tomar chás de ervas sem cafeína. Os chazinhos hidratam, são nutritivos, e de quebra mantém o corpo aquecido também.

Mantenha  a pele hidratada e protegida usando um bom hidratante para o corpo. Escolha produtos com ingredientes naturais e sem derivados de petróleo. Dê preferência a produtos orgânicos. A nossa pele é extremamente absorvente. Usar apenas produtos naturais e orgânicos no nosso corpo é tão importante quanto ingerir os mesmos.

  • Dê uma força para o seu sistema imunológico

Consuma bastante vegetais, cogumelos e fontes saudáveis de proteína como a carne magra, feijões e grãos integrais. Vegetais frescos são os melhores amigos do sistema imunológico, eles são extremamente ricos em vitaminas, minerais e fitonutrientes essenciais a nossa saúde. Tente consumir vegetais de cores bem variadas.

Já o açúcar e as farinhas processadas são os inimigos e tendem a baixar a nossa imunidade.

Mais uma vez abuse dos chás sem cafeína, muitos deles são excelentes para o sistema imunológico, como o gengibre, orégano, cúrcuma e calêndula. Em geral todos os chás de ervas são nutritivos e benéficos de alguma maneira. Se quiser adoçar o chá use o mel cru (não pasteurizado) que também dá aquele “up” na imunidade.

Fazer um mini detox nessa época do ano é uma boa pedida para dar uma força não só às nossas defesas mas também ao fígado e ao aparelho digestivo.

Um detox simples: consumir por uma semana 50% da sua dieta em vegetais e o resto em feijões e grãos integrais. Nada de açúcar, farinhas ou comidas processadas. Pode também usar com moderação óleos vegetais de alta qualidade para cozinhar e temperar saladas.

  • Olhe para dentro

O outono sugere um momento introspectivo. Estamos preparando o nosso corpo e mente para o inverno que é uma estação mais reclusa, na qual temos a tendência de passar mais tempo em casa e com nós mesmos.

Essa é uma ótima chance para diminuir o ritmo, refletir sobre a nossa vida e planejar mudanças.

A prática da meditação ou de escrever um diário ajuda muito a trazer mudanças positivas e uma transição mais harmoniosa.


Foto: Marcela Boechat

3 Comentários

3 Comments

  1. MARCO BRITO

    24/out/2016 at 6:11 PM

    Querida, gostaria de fazer um adendo e informar que apesar desses vegetais e tubérculos como couve flor, brócolis, couve, couve de bruxelas e etc, serem uma delícia,
    o uso em excesso ou de forma abusiva, podem trazer sérios danos a saúde, principalmente a de Bruxelas, onde o consumo da maneira que recomendastes podem trazer malefícios à tireoide, afetando o controle, produção e reposição hormonal…há!!!, a palavra é “desintoxicar ou detoxificar” e não “destoxificar”…espero que não se aborreça com as observações..

    • Juliana Nogueira

      24/out/2016 at 9:27 PM

      Oi Marco. Obrigada pelo toque sobre o “typo”, já mandei um email pedindo para corrigir!
      Em relação aos vegetais que você citou, eles pertencem a família das brássicas e tem como característica em comum a substância goitrogen. Essa substância é conhecida por ter a capacidade de interferir com a absorção do iodo, o que em teoria poderia alterar o funcionamento da glândula tireóide. Mas em prática, a realidade é que pessoas saudáveis não precisam se preocupar com isso. Teríamos que consumir uma quantidade MUITO grande desses vegetais para causar um impacto real e além do mais, a maioria dos goitrogens são destruídos durante o cozimento do alimento. Os vegetais sitados no artigo e muitos outros da família das brássicas estão entre os mais saudáveis do mundo, contendo propriedades anti-cancerígenas e anti-inflamatórias, eles podem (e devem!) ser consumidos sem medo. O único alimento que me preocupa um pouco em relação ao seu conteúdo de goitrogens é a soja. Hoje em dia a soja está muito presente na nossa dieta. Muitos alimentos processados contém soja, muitas pessoas tomam o leite de soja e também usam a mesma como subtituto da carne. Nesse caso, eu recomendo sim moderação, porque não é tão difícil assim consumir uma quantidade grande de soja na dieta moderna. Espero que tenha esclarecido. Obrigada mais uma vez pelo comentário!

      • Juliana Nogueira

        24/out/2016 at 9:30 PM

        *citados

Deixe um comentário

Continue lendo
Publicidade
Leia também...
Juliana Nogueira

Juliana mora no Canadá desde 2001 e se formou em Nutrição Holística em 2015. Tendo passado por problemas de saúde crônicos, ela se cansou dos tratamentos convencionais e encontrou a cura no uso de suplementos naturais e em um estilo de vida saudável. Hoje ela usa sua experiência pessoal em conjunto com o conhecimento que adquiriu na faculdade de nutrição para tratar seus pacientes. Apaixonada por Toronto, Juliana adora explorar as cores, sons e sabores dessa cidade rica em culturas do mundo todo. Em suas horas vagas você pode encontrá-la passeando de bike por aí, relaxando no parque, fazendo artesanatos, cozinhando quitutes saudáveis ou tocando maracatu. Para dicas saudáveis, receitas e inspiração siga o seu Instagram ou Facebook.

Mais em: Saúde

Posts Populares

Topo

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!

Canadá na Web – Assine de graça!

Uma seleção das melhores notícias e artigos da internet sobre o Canadá, criada exclusivamente para assinantes. Digite seus dados abaixo e fique por dentro.

Cadastro efetuado com sucesso!