Siga-nos

OiCanadá

Dinheiro

Empreendedores imigrantes encontram barreiras na hora de pedir empréstimo no Canadá

Na hora de descolar um empréstimo, os bancos canadenses dão uma surra nos empreendedores imigrantes equivalente àquele traumático 7 a 1 do Brasil contra a Alemanha. É o que descobriu um estudo realizado pelo Statistics Canada — um equivalente ao IBGE brasileiro — depois de analisar duas rodadas de pesquisas feitas em 2011 e 2014 e descobrir que o sistema financeiro trata empreendedores imigrantes e canadenses de maneira bem diferente, apesar de os dois grupos terem necessidades bem semelhantes.

Os nascidos no país apelam muito mais para os bancos na hora de levantar capital para abrir ou expandir um negócio, ou para financiar débitos. Já os imigrantes mal tentam, e revelam ainda que, quando ousam bater na porta das instituiçòes financeiras, encontram todo tipo de barreira.

Na ponta do lápis, as taxas de aprovação são relativamente altas para os dois grupos, mas quando a negativa surge, as razões dadas apontam para caminhos diferentes. 43% dos negócios pertencentes a imigrantes tiveram acesso a capital negado por “insuficiência de colateral” (falta de garantias palpáveis de capacidade de pagamento, como a existência de imóveis ou maquinário, por exemplo). O mesmo motivo, no entanto, foi oferecido a apenas 25% dos nascidos no país.

Os negócios iniciados por imigrantes também são, em geral, considerados como de maior risco na hora de um pedido de empréstimo, tendo sido utilizado como explicação para a recusa em 39% dos casos entre estrangeiros em comparação com 28% entre os canadenses.

Além disso, ficou claro no levantamento que imigrantes recém-chegados (com menos de dez anos no país) entendem que não têm muitas chances com os bancos e nem chegam a procurar as instituições financeiras em busca de capital, porque sabem que não têm ainda o tal “histórico de crédito” (credit history).

O credit history é uma espécie de arquivo geral de tudo que a pessoa faz no Canadá e que está relacionado a cartão de crédito e contas de luz, água, telefone etc. Ele pontua todo mundo de acordo com sua capacidade de se endividar e de pagar suas dívidas. A administração do seu credit history pode ser às vezes difícil — qualquer atraso mínimo no pagamento de qualquer conta pode afetar o seu histórico, assim como ter cartões de crédito demais também pode prejudicar a sua pontuação total, e não ter cartão de crédito algum pode também ser prejudicial ao seu “score”.

O acesso a financiamento fica ainda mais difícil quando o dinheiro é para abrir um negócio. Neste caso, especificamente entre os imigrantes, o que mais se vê é o pessoal utilizando suas economias ou buscando o apoio de empréstimos informais com familiares e amigos.

Mas apesar de todas as barreiras, é bom saber que existem vários cursos gratuitos e outros recursos de apoio a quem está pensando em virar empreendedor. Em Toronto, por exemplo, a prefeitura oferece uma série de workshops gratuitos ou bem baratos e que podem ser muito práticos para quem quer começar a decifrar os caminhos para ser dono do seu próprio negócio. Confira, por exemplo, a lista de próximos cursos oferecidos pelo Enterprise Toronto.

Leia também o post Como construir histórico de crédito no Canadá.

Fonte: The Star


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue lendo

Mais em: Dinheiro

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Posts Populares

Topo