Siga-nos

OiCanadá

Cultura

Artista retrata contrastes entre Toronto e Luanda

Depois de morar por dois anos e meio em Angola, a artista plástica Solange Escosteguy Cardoso acaba de se mudar para Toronto e retratou em imagens o que ela chama de “choque cultural”.

“Já vivi muitas vezes em países do chamado ‘primeiro mundo’, mas vindo de Angola, a chegada a Toronto é um inevitável choque cultural. Angola foi uma experiência muito forte e só quem viveu lá pode entender e perceber as grandes contradições desse pobre país rico. Umas prazerosas, outras difíceis, todas as vivências em Angola foram extremamente enriquecedoras, sobretudo para uma brasileira que tem suas raízes em um país com 500 anos de história ligados à África, e ainda mais diretamente a Angola”, conta Solange Escosteguy Cardoso, esposa do Cônsul-Geral do Brasil em Toronto e artista plástica que brinca com a fotografia colecionando vivências.

Enquanto Angola é um país em reconstrução que vive em paz há 8 anos depois de 40 anos de guerra, Toronto é uma cidade em contínua modernização.

Luanda

Toronto

O trânsito caótico de Angola comparado ao tráfego organizado de Toronto.

Luanda

Toronto

A imagem da zungueira, mulher angolana, uma guerreira da sobrevivência, que com seu filho nas costas carrega a cesta que vai garantir o seu dia, contrasta com os mercados de Toronto, onde olhos ávidos alimentam a nossa gula.

Luanda

Toronto

As ruas sujas de Angola em nada se parecem com o verde alegre de Toronto e a limpeza da cidade.

Luanda

Toronto

Escola do Salesianos, um oásis em pleno Roque Santeiro, maior mercado aberto ao sul do Sahara conhecido no chamado bairro da “Lixeira” e a Universidade de Toronto que, com sua austeridade, é um exemplo da tradição cultural da cidade.

Luanda

Toronto

A favela do Roque Santeiro, sem água nem energia elétrica, coberta pela poeira de meses de seca me faz pensar na tranquilidade do verde e das flores que encontrei em Toronto. Essa é uma diferença que dói…

Luanda

Toronto

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Julieta é curiosa, subjetiva e prolixa. É também contraditória o suficiente para admirar o que é simples. Não perde a oportunidade de puxar uma boa prosa, seja na fila do supermercado ou durante uma viagem de avião. Antes de tudo, se interessa por pessoas e pela origem das coisas. Desde os sete anos, quando seu pai comprou uma câmera vídeo, sonha em ser jornalista. O sonho a levou à Universidade Federal de Pernambuco, onde a recifense se formou em Jornalismo. Das brincadeiras com a câmera do pai, veio a paixão pelas telas e pela linguagem audiovisual. Começou na TV Universitária de Pernambuco, passou pela TV Alepe, TV Asa Branca (Caruaru/PE), TV Cultura e TV Globo Nordeste. Em 2008 se mudou para o Canadá, onde juntou sua experiência em televisão com a liberdade da internet. No OiCanadá, Julieta faz o que mais gosta e melhor sabe fazer: contar histórias.

12 Comentários

12 Comments

  1. Raquel Fernandes

    15/set/2012 at 15:19

    Solange querida
    Voce e uma grande mulher que conheci na minha Angola querida,
    voce foi imprecionante com todo o apoio que deu ao meu povo, nao sei se recorda de mim Raquel do Hotel Maianga, voce fez coisas lindas para o restaurante do hotel assim como uniformes africanos, recorda?!….. Pois ja la nao estou casei e estou a viver no Cairo Egypt o meu marido e la o embaixador de Angola, tenho muito prazer em falar consigo, quando oportuno de noticias.
    Bjos

    Raquel

  2. Vanessa

    08/ago/2010 at 16:06

    Bettina, obrigada pelo e-mail de Solange.

    Solange adorei as fotos e te escreverei.

    beijos.

  3. Solange Escosteguy

    04/ago/2010 at 14:21

    há vários, por exemplo, apesar das mulheres darem peito na rua para as crianças, sem o menor pudor, ninguem anda nas ruas com o cumprimento dos vestidos que se usam aqui, nem bermuda. Chamaria por demais a atenção…
    sem esquecer que o calor é muito maior…
    Mais uma: fotografar aqui é um prazer, em Angola é uma neura total, estava sempre roubando fotos e se descobrem, sofres agressão ou tomam a camera.
    Teria documentado muito melhor a cidade.

  4. Magno Barros

    04/ago/2010 at 11:27

    Ola Solange,
    Muito interessante o contraste dos predios, estilo de vida e economia. Parabens!
    Nesses meses de Canada, ja e possivel identificar os contrastes no comportamento das pessoas? Quais os que mais te chamaram a atencao?
    Abracos,

    Magno

  5. Martha Rangel

    03/ago/2010 at 01:06

    Muito interessante, gostaria muito de um dia conhecer alguns paises da Africa.

    • Solange Escosteguy

      03/ago/2010 at 09:01

      Para mim fez uma diferença incrível. A África é muito grande e são muitos países para se conhecer com culturas e costumes diferentes. Faltou muito para mim…

  6. Vanessa

    02/ago/2010 at 11:11

    Alguem tem o contato de Solange Escosteguy Cardoso? Estou fazendo doutorado em Historia da Africa e adoraria entrar em contato com ela, pois minha area de estudo ‘e Luanda.

    • Bethina Ferreira

      02/ago/2010 at 15:59

      Parabéns Solange, como sempre você e sua sensibilidade artística fazem toda diferença. Beijinhos!

      Vanessa, o e-mail dela é [email protected]

    • Solange Escosteguy

      03/ago/2010 at 09:05

      Vanessa, aguardo teu contacto, ficarei feliz em trocar idéias contigo.
      Um abraço da Solange

      • idalina da silva

        30/jan/2012 at 12:39

        Ola Solange,
        Gostei de ler o seu artigo e adoerei ver as fotos da Angola. Vou usar o e-mail que a Bethina publicou. Teria muito agrado em falar com a Solange sobre Angola.
        Um abraco amigo
        Idalina

  7. Vanessa

    02/ago/2010 at 11:04

    Bonitas fotografias. Nao podemos esquecer os fatores historicos que fazem dessas cidades tao diferentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Cultura

Posts Populares

Topo