Siga-nos

OiCanadá

Paladar

Nem tudo é farinha do mesmo saco

É importante saber o tipo de farinha a ser utilizada antes de uma receita, principalmente no Canadá. Saiba os tipos de farinha e experimente seguir uma receita especial de bolo de banana.

Aqui vai uma receitinha de bolo que, além de ser super fácil, é bastante econômica (uma palavra, aliás, muito na moda hoje em dia).

Em primeiro lugar, não podemos esquecer que no Canadá os ingredientes são diferentes se comparados aos do Brasil. Eu notei, por exemplo, que a maioria das pessoas não está ciente de que por aqui existem diversos tipos de farinha de trigo e cada um serve para uma aplicação diferente.

Diferentes tipos de farinha

Estou no supermercado, o que devo comprar? Antes de fincar a mão naquele pacote de farinha de trigo, repare o que diz o rótulo:

All-purpose flour – é a mais versátil de todas, que serve para quase tudo (digo QUASE tudo). Trata-se de uma farinha mais pesada, boa para bolos mais densos, pães rápidos (aqueles que não precisam deixar crescer) e massas.

Bread flour – trata-se de uma farinha pesada e bastante elástica. Ela é feita exatamente para pães que precisam ser sovados, já que seu teor de glúten é bem mais alto.

Cake flour – essa aqui é bem fina e feita especialmente para bolos, já que ela se distribui melhor e cresce com bastante rapidez por ser leve. Bolos contêm muito açúcar, e essa farinha vai deixá-los mais leves e menos secos.

Self-rasing flour – já vem com sal e bicarbonato de sódio adicionados, por isso, use com cuidado, do contrário, você corre o risco de ver o sua receita esborrando pelo fogão abaixo.

Minha dica? Na dúvida, compre o primeiro tipo All-Purpose Flour e a vida continua bela.

Bolo de Banana (Banana Bread)

Sabe aquelas bananas que estão estragando na sua cozinha e você olha para elas e fica com pena de jogar fora? Esse bolo é a solução para os seus problemas! E quanto mais madura a banana, melhor para essa receita.

Ingredientes

  • 3 bananas bem maduras
  • 1 xícara de farinha de trigo (All-purpose ou cake flour)
  • 1 xícara de açúcar
  • 2 ovos
  • 1 colher de chá de canela em pó ou a gosto (cinnamon)
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio (baking soda)
  • 1 pitada de noz moscada (nutmeg)
  • 1 colher de sopa de essência de baunilha (vanilla essence)

Modo de preparo

Comece amassando as bananas com um garfo até ficarem bem pastosas. Junte os dois ovos e a baunilha e, em seguida, junte o açúcar (misturando bem para dissolvê-lo).

À parte, junte a canela, a farinha de trigo, o bicarbonato e a noz moscada.

Agora junte tudo: os ingredientes secos, as bananas com os ovos, o açúcar e a baunilha. Misture bem e… pronto!

Agora vem a melhor parte dessa receita. Você pode substituir a noz moscada por diversos ingredientes que tiver em casa: amêndoas, passas, amendoim, frutas cristalizadas, abacaxi em calda (cortado em pedacinhos pequenos), damascos, figos picados, cerejas, avelãs, tâmaras, frutas secas, ou seja, o supermercado inteiro!

Lembrando que a proporção deve ser sempre de uma xícara e meia, ou seja, se for adicionar um ou dois ingredientes, use ¾ de xícara para cada um (nunca ultrapassando uma xícara e meia).

Antes de terminar, uma revelação que vou contar só para vocês. Fiz esse bolo para um amigo, e como eu não tinha nada disso em casa, então utilizei uma xícara e meia de cereal matinal. Ficou EXCELENTE! O meu amigo jurou que o bolo tinha nozes e é lógico que eu não neguei.

Dica de cozinheiro

Atenção para mais um detalhe. Baking soda = bicabornato de sódio. Sim, aquele que a gente comprava na farmácia no Brasil. Baking powder é o nosso famoso pó royal (ou fermento). Ambos são usados com o mesmo objetivo, que é fazer a sua massa crescer. Mas preste sempre atenção à quantidade que a receita pede, senão você corre o risco de colocar menos do que deve e ver seu bolo murcho ou, o contrário, colocar além da conta e ver a sua receita borbulhando pelo chão!

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Após ter trabalhado em várias empresas como a Air Canada e IBM, Rafael se formou pela George Brown College em Artes Culinárias, mesmo tendo diplomas nas áreas de Ciência da Computação, Linguística e Literatura. Mesmo com o curso de culináriia, ele está sempre em busca de novas aventuras no mundo gastronômico, seja descobrindo novos ingredientes ou provando pratos inusitados. Hoje em dia, Rafael Alcantara atua como intérprete e tradutor oficial para a imigração canadense, a Corte de Justiça da Cidade de Toronto e integra o corpo de intérpretes do maior hospital do Canadá.

9 Comentários

9 Comments

  1. Beth Paz

    05/ago/2019 at 19:54

    Rafael qual a farinha utilizada para fazer salgados tipo coxinhas

  2. luka

    12/maio/2009 at 19:25

    A farinha para pão é super difícil de encontrar por aqui. To tentando fazer baguette e pão rústico mas com a nossa farinha fica quase impossível. Cheguei próximo mas mesmo com pedra refratária e vapor, o pão ainda fica muito pesado.

    Você poderia dar dica a respeito dos cremes. Será que tenho como substituir o double cream em sorvetes? Creme fresco aqui no Rio sempre tem uma qualidade ruim.

  3. Stela

    11/maio/2009 at 05:49

    Rafael, adorei as dicas e a receita. além de refrescar minha memória com seus comentários sobre as diferenças nos termos usados no Canadá.

  4. Helio Eudoro

    10/maio/2009 at 21:10

    tudo bem, mas o preço da farinha aqui ninguem merece ! P.S. : uso pão velho embebecido em leite pra fazer bolo de banana…fica meio embatumado (termo gauchesco?) mas dá pra matar a larica!

  5. Gustavo & Rose

    10/maio/2009 at 14:05

    Oi, Rafael!
    Adorei a dica da receita, vou fazer e depois digo o resultado.

  6. Carol

    09/maio/2009 at 15:35

    Legal, Rafael! Adoro bolo fácil :)

    Engraçado, eu achava que bicarbonato só se usava para cookies e essas coisas que não precisam crescer muito, mas que para bolos tinha que ser fermento mesmo (baking powder). No Brasil, a vida toda usei o tal “pó Royal”, mas reparei que aqui muita gente usa bicarbonato para quase tudo.

    Eu demorei para me entender com os fermentos aqui. Comecei comprando “yeast” mesmo, fermento de pão, mas não é tão instantâneo. Depois achei um produto que responde pelo nome de “Magic Powder” e é igual ao Royal — instantâneo e faz o bolo crescer um montão — e vi que a composição é quase toda de bicarbonato com mais alguma coisinha.

    Na prática, você vê muita diferença entre “baking soda” e “baking powder”? Confesso que continuo meio confusa com os fermentos.

    Um abraço!

  7. Renata

    08/maio/2009 at 09:53

    Oi, Rafael! Vim dar uma conferida na sua coluna… E pensar que tudo começou no Santa Barbara com a coluna da Jô Nilce. rs Abração! Adorei e vou experimentar a receita por aki.

  8. Dennys

    08/maio/2009 at 04:34

    Fiz esse bolo de banana aqui na Polonia e todos adoraram! Parabens pela escolha da receita. Adorei a dica dos DAMASCOS.

  9. ofélia

    07/maio/2009 at 21:49

    Rafael, gostei demais da receita e vou fazer aqui no Brasil. Me tornei assídua internauta do OI TORONTO aquí em S.Paulo… É que tenho uma filha que está de viagem marcada aí para Toronto no final de julho.
    Gostei demais das dicas e já me sinto um pouquinho no Canadá!!!
    abraços e PARABÉNS!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Paladar

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo