Siga-nos

OiCanadá

Papelada

E se eu precisar de assistência médica em outra província?

Esta é uma das dúvidas mais frequentes de quem mora em Toronto e é coberto pelo sistema de saúde de Ontário, o OHIP (Ontario Health Insurance Plan). O OiCanadá esclarece não só esta questão, mas também como funciona a cobertura para serviços no exterior.     

No Canadá, cada província é responsável pelo seu próprio sistema de saúde pública. O sistema de Ontário é um dos maiores do país, o que não significa que é o mais abrangente. O sistema do Quebec, por exemplo, oferece mais benefícios do que o de Ontário. Esse assunto é amplo e complexo, mas eu vou tentar responder a algumas das principais dúvidas sobre o OHIP.

O que fazer quando preciso ir a um hospital em outra província dentro do Canadá?

A maioria dos benefícios do sistema de saúde pode ser usada em qualquer parte do Canadá. É simples: a província ou território que você estiver visitando vai mandar a conta para o governo de Ontário diretamente.

E mesmo que você tenha que pagar por algum serviço de saúde em outra província ou território, é possível apresentar os recibos ao governo e ser ressarcido. Atenção: prescrição de remédios, atendimento em domicílio, ambulância e serviços de saúde a longo prazo não são cobertos fora da sua província de residência.

O que fazer quando preciso ir a um hospital fora do Canadá?

Para as pessoas que estão fora do Canadá, o Ministério da Saúde de Ontário paga uma taxa fixa para serviços de emergência. Portanto, não adianta alegar que na Índia você teve que fazer uma “lipoaspiração de emergência” que não vai funcionar. A saúde pública aqui no Canadá é levada muito a sério e o governo está sempre muito atento a qualquer tipo de fraude ou abuso.

O Ministério considera emergências: doenças sérias inesperadas que requerem tratamento imediato, acidentes, lesões inesperadas, desastres ou catástrofes (procedimentos que são similares aos feitos aqui na província e que possuem um preço/custo equivalente).

O OHIP não cobrirá doenças ou problemas de saúde que começaram aqui no Canadá, ou antes de sua viagem ou estadia no exterior.

O valor coberto pelo OHIP é decidido com base em seu próprio regulamento. A quantidade paga para tratamentos no exterior é extremamente limitada e geralmente não será suficiente para cobrir os custos totais dos serviços recebidos. A própria página do OHIP aconselha sempre a aquisição de um seguro de saúde privado quando for viajar.

  • Para procedimentos de emergência que não necessitem de internação, o OHIP irá pagar C$50 por dia.
  • Para procedimentos de emergência que necessitem de internação, o OHIP irá pagar C$200 por dia ou até C$400 no caso de internações em UTI, Unidades Coronárias etc…
  • Para pacientes que necessitem de serviços de Hemodiálises, o OHIP irá pagar C$120 por dia.
  • O OHIP também poderá cobrir a sua consulta ou visita a um médico, mas sempre utlizando a sua própria tabela de preços como referência.

Para maiores informações, favor consultar a página do Ministério da Saúde de Ontário.

Alguns países que também possuem um sistema de saúde público desenvolvido podem honrar o seu tratamento, caso seja provado que se trata de uma emergência ou que você esteja visitando o país como turista. Lógico que apenas para procedimentos leves ou não graves.

Atenção: serviços de ambulâncias não são cobertos em nenhum lugar, nem mesmo aqui em Ontário. É preciso pagar uma taxa extra pelo serviço. A razão dessa taxa é combater o uso indevido de ambulâncias. O custo é de C$40 por viagem.

Moral da história

Devemos SEMPRE levar o nosso cartão de saúde conosco. Apesar de o governo não poder negar a ninguém o acesso a serviços médicos, caso não apresente o cartão de saúde, você terá que pagar pelo serviço prestado e depois pedir o reembolso do dinheiro gasto. No caso de viagens ao exterior, é sempre recomendável a aquisição de um seguro de saúde privado.

O OHIP não cobrirá doenças ou problemas de saúde que começaram aqui no Canadá, ou antes de sua viagem ou estadia no exterior.

O valor coberto pelo OHIP é decido através de seu próprio regulamento. A quantidade paga para tratamentos no exterior é extremamente limitada e geralmente não será suficiente para cobrir os custos totais dos serviços recebidos. A própria página do OHIP aconselha sempre a aquisição de um seguro de saúde privado quando for viajar.

– Para procedimentos de emergência que não necessitem de internação, o OHIP irá pagar C$50 por dia.

– Para procedimentos de emergência que necessitem de internação, o OHIP irá pagar C$200 por dia ou  até C$400 no caso de internações em UTI, Unidades Coronárias etc…

– Para pacientes que necessitem de serviços de Hemodiálises, o OHIP irá pagar C$120 por dia.

– O OHIP também poderá cobrir a sua consulta ou visita a um médico, mas sempre utlizando a sua própria tabela de preços como referência.

Para maiores informações, favor consultar a página do Ministério da Saúde de Ontário

http://www.health.gov.on.ca/en/public/publications/ohip/travel.aspx

Alguns países que também possuem um sistema de saúde público desenvolvido podem honrar o seu tratamento, caso seja provado que se trata de uma emergência ou que você esteja visitando o país como turista. Lógico que para apenas procedimentos leves ou não graves.

Atenção: serviços de ambulâncias não são cobertos em nenhum lugar, nem mesmo aqui em Ontário. É preciso pagar uma taxa extra pelo serviço. A razão dessa taxa é combater o uso indevido de ambulâncias. O custo é de C$ 40 por viagem.Moral da história

Devemos SEMPRE levar o nosso cartão de saúde conosco. Apesar de o governo não poder negar a ninguém o acesso a serviços médicos, caso não apresente o cartão de saúde, você terá que pagar pelo serviço prestado e depois pedir o reembolso do dinheiro gasto. No caso de viagens ao exterior, é sempre recomendável a aquisição de um seguro de saúde privado.

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Após ter trabalhado em várias empresas como a Air Canada e IBM, Rafael se formou pela George Brown College em Artes Culinárias, mesmo tendo diplomas nas áreas de Ciência da Computação, Linguística e Literatura. Mesmo com o curso de culináriia, ele está sempre em busca de novas aventuras no mundo gastronômico, seja descobrindo novos ingredientes ou provando pratos inusitados. Hoje em dia, Rafael Alcantara atua como intérprete e tradutor oficial para a imigração canadense, a Corte de Justiça da Cidade de Toronto e integra o corpo de intérpretes do maior hospital do Canadá.

5 Comentários

5 Comments

  1. Juliana

    17/abr/2012 at 14:11

    Olá, Rafael.
    Estou acompanhando meu marido, ele possui o visto de estudande e eu o de trabalho, no momento não estou trabalhando, então não possuo direito ao health care, existe a possibilidade de pagar algum plano de saúde, já que vamos ficar por mais de um ano em Ontário?
    Aguardo retorno.
    Obrigada.

  2. Rafael Alcântara

    10/fev/2011 at 14:21

    Olá pessoal,

    Para esclarecer melhor o tópico, aqui vão alguns exemplos:
    Caso tenha fraturado uma perna em um acidente nos EUA, você será levado para o hospital e receber tratamento. O preço será cobrado de acordo com a tabela do hospital em que você está internado. OHIP irá cobrir o custo equivalente com os preços praticados dentro da provínvia de Ontário. Se esse custo for mais caro nos EUA, você terá que arcar com essa diferença.

    Caso quebre a perna em um país distante e lá existe o costume de tratar a lesão com sessões de Acupuntura e Meditação (um exemplo apenas), tais procedimentos não encontram equivalente no tratamento da mesma lesão aqui em Ontário (onde a fratura seria tratada com remédios e cirurgia, por exemplo), logo caberia ao paciente arcar com todos os custos.

  3. Duda

    09/fev/2011 at 00:52

    Interessante essa informaçāo. Pelo menos o governo ai paga alguma coisa para os seus cidadãos.
    Logo estarei aí , pois pretendo imigrar para o Canada ate o fim do ano e esse site me ajuda a entender varias coisas que vou precisar saber. Parabéns pela matéria e ao autor que tem o dom da palavra. Obrigado.

  4. Eduardo Amaral Leite

    08/fev/2011 at 21:08

    Pelo que pude entender não podemos nem ficar doentes fora do país. Mas valeu pela dica. O artigo foi muito bem informativo. Melhor do que a página deles que não dá para entender nada. Valeu pelo trabalho de mastigar tudo para nós.

  5. Luanda Jones

    08/fev/2011 at 06:15

    Super obrigada pela informação Rafa!!!
    Fico mais tranqüila agora :0)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Papelada

Posts Populares

Topo