Siga-nos

OiCanadá

Cultura

Seriados de TV mostram o jeito canadense de ser

Being Erica tem Toronto como cenário e How I met your mother revela o “sotaque” do Canadá com muito bom humor. Os dois seriados, que conquistaram fãs no mundo todo, dão muitas dicas que podem ajudar a entender um pouco mais sobre o que é ser canadense.

Que canadense não mora em iglu, que a capital do Canadá não é Toronto, e que no país se fala inglês, e não canadense, você, que mora em Toronto há algum tempo, com certeza já deve saber. Mas você sabia que nem todo canadense consegue patinar, que T-dot significa Toronto, e que se alguém marcar de te encontrar na “Spaha” em Toronto, você tem que ir para a intercessão da avenida Spadina e a rua Harbord?

Curiosidades como essas não estão em livros e, por isso, conhecer e entender essas especificidades da cultura canadense é um grande desafio para quem decide começar uma nova vida aqui em Toronto.

Mas além da convivência diária com canadenses (que muitas vezes é difícil em Toronto devido à grande quantidade de imigrantes), há também alguns seriados na TV, que por meio de suas histórias, dão muitas dicas que podem ajudar a entender um pouco mais sobre o que é ser canadense.

Um exemplo é o seriado Being Erica, transmitido pela CBC, que conta a história da personagem principal. Erica é uma mulher por volta dos 30 anos, que ainda está buscando a estabilidade profissional e financeira. O seriado se passa na cidade de Toronto e mostra um pouco do jeito torontoniano de viver.

A canadense Erika Flemming não perde um episódio do seriado estrelado por sua xará Erica, com quem se identifica bastante. “Eu acho que a cafeteria onde são gravados muitos episódios fica na rua King, e um dos personagens mora na Queen com Ossington. Erica vive em Richmond Hill e é uma verdadeira torontoniana. É muito legal poder reconhecer a cidade, e para quem não é familiarizado com Toronto, assistir ao seriado é uma forma divertida de conhecer alguns lugares e um pouco da cultura”, disse Erika.

Já a brasileira Tatiana Leite acompanha o seriado no Brasil. A carioca disse que apesar de nunca ter estado em Toronto, sente que já conhece a cidade e a cultura canadense. “A impressão que passa é que os cafés são lugares comuns para diversão, e que Toronto é uma cidade com uma diversidade cultural bem ampla. O que chamou minha atenção na última temporada foi que o fato de a irmã de Erica estar em uma relação interracial (pois seu novo namorado é negro) não foi encarado como um problema. A partir daí fiquei com a ideia de que pelo menos em Toronto isso não é algo problemático, o que me passou uma boa impressão da cidade, que eu já tinha vontade de conhecer, mas que receava justamente pela cor da minha pele”, completou Tatiana, que é negra.

Outro seriado que usa piadas para falar sobre a cultura do Canadá, é o How I met your mother, produzido pela emissora Americana CBS e transmitido no Canadá pela CityTV. No seriado, Robin Scherbatsky é uma jornalista canadense que mora em Nova York, e é motivo de piada para seu grupo de amigos sempre que “solta” uma expressão tipicamente canadense.

Pauline Ramos é brasileira e se mudou para o Canadá há quatro anos. A paulista diz que quando vai aos Estados Unidos, vive na pele o papel de Robin. “Consigo me identificar com várias das situações vividas por ela. Quando vou a Nova York visitar meu irmão e os amigos dele ficam sabendo que sou do Canadá, eles aproveitam para fazer as mesmas piadas. Uma vez em um restaurante quando o garçom viu minha identidade canadense, ele disse: – ‘You won’t mind the ice, ‘cause you are used to it, right?’, além de todos acharem estranho quando falo ‘washroom’, porque lá é ‘restroom’, quando solto um ‘eh’ no fim da frase e também estranham a minha resistência ao frio”, disse Pauline.

Muitos dizem que no aprendizado de uma língua, entender as piadas é um dos grande desafios. Para a brasileira, poder entender o humor canadense é hoje uma satisfação. “É uma ótima maneira de ver que já estou bastante integrada na cultura canadense, mesmo não tendo crescido aqui. Muitas das piadas no seriado mostram os estereótipos que as pessoas têm sobre o Canadá”, completou.

O canadense Mike Ash se diverte com as piadas e diz que apesar de algumas delas não serem verdade, muitas mostram bem os costumes canadenses: “Nós não temos medo do escuro, como mostrou um dos episódios, mas amamos nosso café e os donuts”.

Para os que estão no Canadá há pouco tempo, parece que assistir a seriados como esses pode servir como uma “aula”, e para os que já estão mais por dentro do jeitinho canadense de ser, escutar as piadas e entendê-las faz com que você perceba o quão canadense (ou não) já se tornou. Fácil não é, mas para se sentir mais em casa, vale a pena conhecer mais e tentar viver mais de tudo o que a cultura torontoniana tem a oferecer.

Alguns dos seriados produzidos no Canadá

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Bárbara é formada em jornalismo no Brasil e em Broadcast Television no Canadá. No momento Bárbara é freelancer da OMNI TV e da CTV. Quando não está trabalhando, Bárbara gosta de ir ao cinema, tocar violão e sair com os amigos.

6 Comentários

6 Comments

  1. Barbara

    05/dez/2012 at 22:36

    Ué… quem escreveu essa matéria? hehehe

  2. Marcia Costa

    23/mar/2011 at 10:04

    Hei Barbara

    Adorei teu texto!

    Parabéns e muito sucesso nesta nova empreitada!

    bj

  3. Rafaela Freitas

    22/mar/2011 at 14:07

    Oi, Ba!

    Parabéns pelo texto e boa sorte por aqui. Além de muito dedicada, vc é talentosa :)

    Tenho assistido ao The Listener, que é transmitido pela CTV, para matar um a saudade de Toronto. Não é o melhor seriado do mundo, mas só de ver o “cenário” fico feliz em reconhecer os lugares (ou tentar). Aqui em Vancouver é mto comum ver gravações de filmes em tudo qto é canto e a toda hora, depois fico tentado descobrir onde foi gravado cada coisa, mas eles transformam tudo em um nova cidade/país… rs!

    Boa sorte para vc!

    Bjos

  4. Kátia Doro

    22/mar/2011 at 13:30

    Adorei sua reportagem.Sucesso para voce!!!!

  5. Thatiene

    22/mar/2011 at 11:29

    Execelente matéria Baby, adorei…I will watch it…sounds fun.

    Bom trabalho garota, você tem o jeito do sucesso..

    DEUS SUPER TE ABENÇOE….

    • Lukas Pereira

      22/mar/2011 at 13:33

      Uau! Excelente matéria. Dá até vontade de assistir… Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Cultura

Posts Populares

Topo