Siga-nos

OiCanadá

Educação

Uma forma alternativa de ingresso na Universidade de Toronto

Para quem gostaria de cursar uma graduação, mas não possui os pré-requisitos necessários, há uma maneira alternativa de se ingressar na Universidade de Toronto. Trata-se do Millie Rotman Shime Academic Bridging Program, ou simplesmente Bridging Program. Este artigo descreve o processo de aplicação para o programa, a dinâmica do curso e as possibilidades que ele proporciona.

Klara Yang explicou de maneira objetiva o método de aplicação para quem tem interesse em cursar uma graduação na Universidade de Toronto. Como é de se esperar, o processo é lento e burocrático. É preciso que o aplicante enfrente um vestibular (university entrance exam) e/ou ENEM (Middle Education National Examination), além de uma prova de proficiência em inglês, como o TOEFL. E mais, todos com notas excelentes.

A boa notícia é que mesmo quem não preenche os requisitos exigidos não precisa desistir da meta de cursar uma graduação na U of T. O Bridging Program é uma forma alternativa de ingresso na Universidade de Toronto destinado justamente a quem não tem o perfil de ser aprovado pelo processo “convencional”.

Primeiramente, é preciso ressaltar que para cursar o Bridging Program, é necessário ter cidadania canadense ou residência permanente no Canadá e que, infelizmente, não podem ser feitas exceções para esta regra. O aplicante precisa também ter no mínimo 20 anos de idade e não pode ter cursado uma graduação (bacharelado) em uma universidade, mesmo que não tenha concluído o curso. A explicação para tudo isso é que o Bridging Program existe como uma alternativa para aqueles que não podem ingressar de outra forma em uma universidade.

Se você já cursou uma graduação, mesmo que temporariamente, significa que você tem potencial para ingressar pelo método tradicional. Já se o curso que você fez ou cursou temporariamente é oferecido em colleges no Canadá, você pode sim aplicar para o Bridging Program, pois estão desqualificados apenas quem fez cursos oferecidos por universities.

Para entender a diferença, leia o artigo College, universtiy, ou o quê?. Se você tem dúvida se a sua experiência acadêmica te desqualifica para o Bridging Program, você pode perguntar diretamente à própria administração do programa, pelo email: [email protected].

Como funciona o programa

Simplificando, o aluno escolhe uma de três matérias oferecidas pelo programa para cursar. As três opções, das quais se escolhe uma, são Introduction to the Study of Literature, Canadian History e Contemporary Canada. Essas são matérias como qualquer outra oferecida pela universidade, com a diferença que apenas alunos do Bridging Program podem cursá-las.

Dependendo da nota que o aluno obtiver na matéria, ele é automaticamente matriculado na Universidade de Toronto para cursar qualquer graduação na área de Humanidades e Ciências Sociais. Para que o aluno seja matriculado para cursar uma graduação em part-time, ele precisa atingir a nota mínima de 63%. Para ser matriculado para cursar a graduação em full-time, a nota mínima é de 73%. Confira uma lista de graduações na categoria Humanities and Social Sciences (B.A.). É possível também cursar graduações de outras áreas, como Life Sciences, porém é preciso preencher outros pré-requisitos, como ter cursado a matéria de Cálculo no colégio, no caso de Psicologia.

Como se pode notar, a vida acadêmica passada do aluno é praticamente irrelevante para o Bridging Program. É necessário apenas, como já mencionei, que o aplicante não tenha cursado previamente uma graduação em uma universidade. Fora isso, as notas atingidas pelo aluno em seus estudos anteriores, seja no colégio ou numa instituição de cursos profissionalizantes, não interessam no processo de seleção nem do Bridging Program, nem para ser matriculado para cursar a graduação na U of T, já que o aluno é matriculado automaticamente.

É desnecessário também ter vestibular, ENEM e TOEFL, apesar de ser necessário que o aluno tenha proficiência no inglês, já que com o Bridging Program ele estará cursando uma matéria da U of T assim como qualquer outra.

Como aplicar

A aplicação para o Bridging Program tem três partes. Primeiro, o aplicante preenche um formulário online, que está disponível apenas quando o programa está com inscrições abertas. Além de outras informações, neste formulário será necessário escrever uma espécie de carta, explicando por que o Bridging Program é “perfeito” pra você; o que você tem feito para se preparar para o Bridging Program, entre outras coisas.

Segundo, é necessário entregar à administração do Bridging Program históricos escolares não só do ensino médio, mas também de qualquer outra instituição onde tenha estudado. Qualquer documento que não esteja em inglês ou francês precisa de tradução juramentada. Pode ser que os históricos em si não precisem ser oficiais; é preciso perguntar à administração do programa na hora da aplicação. E, por último, é necessário pagar a taxa administrativa de C$90.

O Bridging Program em si custa por volta de C$1.400 e há diferentes oportunidades de bolsas de estudo, que podem chegar a cobrir todo o custo do programa. A matéria cursada no Bridging Program, que permite que o aluno seja matriculado para cursar sua graduação na U of T, equivale a 01 credit, e conta para a graduação do aluno, que precisa de 20 credits no total para se formar com um bacharelado.

O Bridging Program é oferecido três vezes ao ano. A fall session vai de setembro a abril e as aulas têm duração de três horas, uma vez por semana. As inscrições abrem em maio. A winter session vai de janeiro a maio e as aulas têm duração de duas horas, duas vezes por semana. As inscrições abrem em setembro. Já a summer session vai de abril a julho e as aulas têm duração de três horas, duas vezes por semana. As inscrições abrem em janeiro.

O Bridging Program surgiu da necessidade de acomodar as pessoas que, apesar de capazes de concluir com sucesso uma graduação na universidade, não possuem, por diversos motivos, os pré-requisitos necessários para o ingresso na universidade pelo método tradicional.

É importante saber que o Bridging Program não é simplesmente uma maneira mais fácil de ingressar na Universidade de Toronto pra quem não está a fim de passar pelos trâmites burocráticos do método convencional, e sim é uma alternativa para aqueles que não teriam a possibilidade de ingressar na U of T de outra maneira.

Todas as informações necessárias para quem está interessado no Bridging Program está neste arquivo. É o Woodsworth College da U of T que administra o curso. O endereço, além de e-mails e telefones para contato, você encontra aqui.

Se você atualmente estuda no Brasil, considere a possibilidade de se transferir para uma instituição no Canadá.

Boa sorte!

Bruno é natural de Santo André (SP) e mora no Canadá desde 2007, onde estudou Filosofia e Criminologia na Universidade de Toronto até 2014. Mantém os blogs Enganos Mundanos e Conditioned Things.

8 Comentários

8 Comments

  1. Bruno

    01/jun/2011 at 15:27

    Esse programa pode tambem ser aplica para Engenharia ?

    • Bruno

      01/jun/2011 at 21:49

      Bruno, infelizmente não, como diz no texto, este programa permite que o aluno curse uma graduação em Humanidades e Ciências Sociais. Não conheço nenhuma maneira de ingresso alternativo para cursar engenharia, apenas a tradicional…

  2. Rafael Alcantara

    13/abr/2011 at 09:11

    Muito bom mesmo. Existem também programas similares para entrar em uma College também. Existem até programas que ajudam alunos com mais de uma determinada idade. Ou seja, não tem desculpa para não estudar né?

  3. Lu

    11/abr/2011 at 19:42

    Gente, desculpem, mas não existe em português o termo “aplicação para o programa”.

    • Bruno

      12/abr/2011 at 00:40

      aplicação para o “bridging program” = aplicação para o programa “bridging” = aplicação para o programa.

    • Julieta Jacob

      13/abr/2011 at 10:27

      Oi, Lu

      Pode-se traduzir para “inscrição para o programa”.

  4. Luiz A.

    11/abr/2011 at 10:25

    Ótimo artigo! Nunca iria saber que tal profana existia se nao fosse pelo OiToronto. Obrigado! :)

    • Bruno

      11/abr/2011 at 14:29

      Realmente, é uma oportunidade e tanto Luiz. Aproveite e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Educação

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo