Siga-nos

OiCanadá

Educação

Transferir-se para college em TO é complexo, porém possível

Se você pensa em se transferir de uma universidade no Brasil para uma instituição de ensino canadense, saiba que terá um longo e tortuoso caminho a seguir. Uma ex-estudante conseguiu a “façanha” e ensina aos interessados que é preciso ter bastante organização para seguir todos os passos dessa empreitada.

O processo de transferência de alunos entre universidades brasileiras é conhecido por ser bem burocrático. Mas quando se trata de uma transferência de uma universidade brasileira para uma canadense, a situação fica ainda mais complexa. Uma coisa é certa: quando a tão desejada carta de aceitação bate à sua porta, todo o trabalho é recompensado. Nesta matéria pretendo dividir com vocês como foi a minha experiência de transferência e como esse processo funciona.

Transferências internacionais são consideradas exceções e não a regra geral, por isso muitas pessoas nem mesmo sabem que essa opção existe. Dentro das próprias universidades essa é uma operação desconhecida por muitos, então depende de você correr atrás das informações, que além de serem de difícil acesso, ainda mudam de instituição para instituição. A chave para o sucesso é uma e somente uma: organização.

O processo de transferência é muitas vezes equivalente ao de entrada na universidade, pois nenhuma universidade garante aproveitamento dos créditos já cursados. Dessa forma, você primeiro será avaliado para fins de aceitação, e depois a universidade verificará se as matérias que você cursou no Brasil serão aproveitadas.

A maioria das universidades ainda salienta que o máximo de créditos aproveitados corresponde à metade dos créditos do curso canadense, que as vagas para transferência são muito reduzidas e o processo de seleção é muito mais difícil. Basicamente, para ser aceito, você tem que provar que tem o mesmo nível de um aluno que esteja cursando o segundo ou o terceiro ano da universidade canadense que você escolheu.

Inscrição

A maioria das inscrições é feita pela internet. No caso das universidades dentro da província de Ontário, você se inscreve pelo OUAC (Ontario Universities Application Centre). Além da inscrição, é preciso pagar uma taxa para cada universidade à qual você se candidatou.

As etapas podem variar de acordo com a instituição, assim como os prazos. Então, fique sempre atento. Depois de fazer a inscrição, você deverá enviar toda a documentação solicitada. No caso de uma transferência, além do teste de proficiência de inglês (TOEFL e IELTS, por exemplo) e do seu atestado de escolaridade, você deve enviar traduções autenticadas das ementas de todas as disciplinas cursadas no Brasil. Eu fiz apenas o TOEFL e demora em média um mês para você receber o resultado, mas vale lembrar que você deve marcar o teste com antecedência porque em algumas épocas a procura é grande e você só consegue agendar a prova para o mês seguinte.

Suas notas vão contar bastante nessa etapa, pois só serão consideradas as disciplinas em que você obteve nota igual ou superior a 7,5. Vale lembrar que o envio dos documentos para o Canadá é a parte mais cara de todo o processo, pois os tradutores juramentados podem cobrar por palavra ou linha. Além disso, se o seu curso de graduação for na área das artes plásticas ou design, como no meu caso, um portfólio também pode ser solicitado.

Antecipe-se

Como são várias as etapas que um candidato à transferência deve passar até ser aceito em uma universidade canadense, é necessário que você se organize com no mínimo um ano de antecedência, pois o ano letivo canadense começa em setembro, e não em março, como nós brasileiros estamos acostumados. No meu caso, eu continuei cursando a universidade no Brasil enquanto pedia a transferência para o Canadá, até porque não sabia se seria aceita.

Meu processo de transferência começou quando eu estava no fim do primeiro ano da minha graduação no Brasil, por volta de dezembro. Durante esse período eu mandei os primeiros e-mails para a universidade e comecei a organizar meus documentos. Mais tarde, por volta de fevereiro, as inscrições foram abertas e em abril eu recebi minha carta de aceitação. Pouco tempo depois, fui informada sobre quantos créditos do meu curso tinham sido aproveitados. Eu cursei, ao todo, quatro semestres no Brasil e destes quatro tive aproveitamento de quase três.

No fim do processo concluí que, em minha transferência internacional, consegui mais aproveitamento de créditos do que muitas transferências entre universidades no Brasil.

Um ano pode parecer muito tempo, mas passa rápido quando você está envolvido com todos esses trâmites burocráticos. Por essa razão, antes de mais nada, reserve tempo para estudar a estrutura curricular canadense, pois ela é muito diferente daquela a que nós, brasileiros, estamos habituados. Sempre que possível mande e-mails e telefone para a universidade mencionando as dúvidas que aparecerem, e também para se certificar que seus documentos chegaram ao destino e foram entregues como deveriam.

Nunca conte com a organização alheia, ainda mais se for uma grande universidade. Não desanime, as universidades podem às vezes demorar para responder, devido à sobrecarga de trabalho, mas geralmente são muito atenciosas com todos os candidatos.

Se tudo der certo, por volta do mês de abril, um envelope com a sua “offer of admission” vai chegar. E aí então a diversão começa!

Boa sorte!

Quer entender a diferença entre college e university? Leia College, university ou o quê?.

15 Comentários

15 Comments

  1. Amanda

    13/fev/2012 at 12:47

    Oi tenho uma dúvida se por exemplo moro em porto alegre, e vou cursar medicina, vou tentar a UFRGS e a PUC, caso eu passasse na UFRGS cursasse dois anos e quisesse transferir meu curso de medicina ai para toronto, eu teria chance ou não( porque estava cursando uma universidade pública). é que no meu caso eu quero morar no Canada, só que ouvi dizer que ai as faculdades principalmente de medicina são mais caras. Então como eu irei para morar não sei se o processo mais facil é cursar a faculdade ai, ou terminar aqui, trabalhar por um ano e depois tentar revalidar o diploma. Por favor me ajude a escolher o processo mais simples, pois tenho medo de cursar todo o curso na UFRGS e depois não conseguir revalidar o diploma!

  2. Thiago

    15/jan/2012 at 09:55

    Uma duvida que fiquei.. mesmo a transferencia sendo aceitada o college sera pago.. correto? O

    • Gabriela Cerveira

      25/jan/2012 at 18:42

      Oi Thiago,
      Sim você continua tendo que pagar.

  3. Juliana

    30/nov/2011 at 18:28

    Olá.
    Qual é a nota mínima que as universidades canadenses exigem no TOEFL ?

    • Gabriela Cerveira

      30/nov/2011 at 20:16

      Olá Juliana,

      Respondendo a sua pergunta, cada universidade tem suas próprias exigências quanto ao TOEFL. Muitas inclusive não pedem apenas uma nota geral mínima, mas também um nota mínima em cada uma das quatro áreas da prova. O site das universidades sempre apresentam quais são os pré-requisitos esperados para que você possa ser aceito. Espero que tenha ajudado.

  4. nelma.

    21/out/2011 at 16:04

    olá gabriela gostei muito das explicações estou querendo muito transferir meu curso para o canadá estou no terceiro ano de serviço social, que dicas voçe poderia me dar sobre as faculdade daí, em qual poderia ter mais chance .obrigada .
    abços.

    • Gabriela Cerveira

      27/out/2011 at 10:35

      Nelma,

      Eu não sou a pessoa mais adequada para te responder em qual universidade tu teria mais chance porque não sei quais universidades oferecem o teu curso, mas acredito que a University of Toronto deve oferecer o teu curso e é provavelmente uma das melhores opções. Mas fique a atenta porque se você conseguir a transferência provavelmente vai voltar para o segundo ano.
      Espero que meus comentários sejam úteis qualquer outra duvida é só falar!

  5. Juliana

    25/jul/2011 at 10:41

    Olá Gabriela,
    adorei o post!
    Gostaria de saber que tipo de visto você possui, ou se você aplicou para a residência permanente. Se possível, também gostaria de saber se você conseguiu ou se é possível conseguir trabalhar em sua área aí em Toronto após o término do curso.
    Obrigada

    • Gabriela Cerveira

      27/out/2011 at 10:29

      Juliana,

      Desculpe a demora em responder, mas faz tempo que escrevi esse artigo e o email pelo qual eu recebo os avisos de comentário já caiu em desuso, mas espero que minha resposta ainda seja util.

      Meu visto aqui eh de estudante, mas sim eh possível aplicar para residência. E sim você pode trabalhar depois de se formar eh só uma questão de aplicar para ser um profissional qualificado.

      Se você tiver qualquer outra pergunta estou a disposição.

  6. Gabriela Cerveira

    02/abr/2011 at 17:02

    Oi Rayssa,
    Fico feliz que tenha gostado do post!
    Quanto a sua pergunta, durante o processo de transferência você não vai precisar apresentar nenhuma justificativa não.
    abs,

  7. rayssa

    30/mar/2011 at 22:16

    Gostei muito do post, parabéns. Mas tenho uma pergunta: precisa de algum bom motivo para fazer a transferência?

  8. Anderson Bestteti

    28/mar/2011 at 10:51

    Olá Gabriela,

    Muito interessante a experiências. Aproveitando a oportunidade, eu gostaria de fazer a validação do meu diploma da graduação e do mestrado. Você saberia me dizer como o processo de validação funciona? Se não, onde eu devo procurar essas informações.

    Muito obrigado,
    Anderson Bestteti – Porto Alegre

    • Martha Rangel

      Martha Lins

      28/mar/2011 at 12:21

      Oi Anderson,
      Vamos publicar um post sobre validação de diploma na próxima segunda.

      abs,

  9. Juliana

    28/mar/2011 at 09:07

    Bom dia,

    ótimo relato, mas tenho uma dúvida: Você poderia comentar qual faculdade você fez aqui no Brasil?

    Obrigada

    • Gabriela Cerveira

      28/mar/2011 at 18:24

      Oi Juliana,

      Eu morava em Porto Alegre e cursava Design de Produto na Uniritter, nao sei qual o nome agora porque a universidade acabou de se associou com a Laureate International Universities.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Educação

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo