Siga-nos

OiCanadá

Notícias

Toronto lidera o desenvolvimento de arranha-céus no mundo ocidental

[POST TRADUZIDO – THE STAR] O Conselho Internacional de Edifícios Altos está impressionado com o crescimento do número de construções de arranha-céus ao norte da fronteira. Em destaque está a cidade de Toronto.

De acordo com um novo estudo realizado pelo Conselho em Edifícios Altos e Habitat Urbano, o crescimento da construção de prédios altos em Toronto está superando todas as outras cidades do hemisfério ocidental, com 15 arranha-céus com mais de 45 andares sendo construídos no momento.

Isso significa que, até 2015, Toronto terá 44 arranha-céus com alturas acima dos 150 metros, mais que o triplo dos 13 arranha-céus que enfeitavam o horizonte da cidade em 2005, informa o órgão centralizador de Chicago, que é especialista em design de prédios altos e construção.

Em um relatório intitulado “O Canadá em Ascensão”, o respeitado conselho aponta que o Canadá vem crescendo em ritmo acelerado nos últimos oito anos. Além disso, “o conselho reconhece Toronto como sendo a responsável pelo crescente interesse das cidades canadenses na construção de arranha-céus”, e afirma que tem visto mudanças significantes devido a uma mudança de foco para a construção de prédios residenciais altíssimos, ao invés de somente torres comerciais, transformando o visual e o estilo das principais cidades do Canadá.

“Não há dúvida de que o Canadá está na vanguarda da discussão em torno de como criar centros urbanos mais vibrantes, aumentar a densidade e construir cidades mais sustentáveis”, disse o porta-voz do conselho, Kevin Brass. E o aumento na construção de arranha-céus está diretamente ligado disso.

Até o momento, o prédio “First Canadian Place”, de 37 anos, continua a ser o edifício mais alto de Toronto, com 298 metros de altura. Mas não muito atrás estão os recém-chegados “Trump International Hotel and Tower”, com 277 metros, e o projeto de condomínio Canderel, com 272 metros, localizado na College com Yonge e conhecido como o edifício residencial mais alto do Canadá. A torre terá 78 andares com cerca de 1.500 moradores. O projeto é tão grande para um condomínio residencial que duas empresas de condomínio serão responsáveis pela gerência do prédio, para que os moradores possam fazer a mudança a partir do próximo verão.

“Há dez anos, a média de andares dos arranha-céus era de 30 a 35. Hoje, prédios com 60 andares já estão se tornando comuns. Essas alturas vão se tornar o novo padrão à medida em que os terrenos na cidade ficam mais escassos”, diz Riz Dhanji, vice-presidente de vendas e marketing da Canderel Residential Group.

“Estamos transformando Toronto em uma cidade muito animada. Os prédios altos estão gerando densidade ao trazer as pessoas para o centro da cidade, tornando Toronto cada vez melhor para andar a pé, o que é fantástico.”

Ainda em junho passado, o conselho votou como melhores arranha-céus das Américas o ícone de Mississauga, Absolute World, com 50 e 56 andares – as chamadas torres de Marilyn Monroe –, e ficou fascinado com a extensão de construções ao norte da fronteira, diz o diretor executivo Antony Wood.

Outra grande conquista foi em 2009. Com apenas 22 andares, o Winnipeg Manitoba Hydro Place foi eleito o melhor arranha-céu das Américas pelos juízes do conselho, tendo sido considerado “a próxima geração de edifícios sustentáveis​​”, com design de ponta destinado a aumentar a eficiência energética e minimizar o seu impacto ambiental, diz Wood.

Na verdade, o conselho passou a considerar o Canadá um líder norte-americano em desenvolvimento de arranha-céus sustentáveis e pensa em estabelecer um novo capítulo para o Canadá, considerando a realização de uma conferência anual com importantes arquitetos e profissionais da construção, para que eles possam ver em primeira mão o que está acontecendo.

“Quando o Canadá ganha o prêmio de melhor arranha-céu das Américas duas vezes em quatro anos, você imagina que alguma coisa boa esteja acontecendo por lá. E nós tínhamos ouvido falar de toda esta atividade em Toronto. Foi isso que despertou o nosso interesse”, diz Wood.

Até mesmo os membros do conselho ficaram surpresos com o crescimento nessa área em apenas alguns anos, pois enquanto a indústria de construção nos Estados Unidos vinha sendo atingida pela recessão, a do Canadá só se desenvolveu desde sua última recessão, em 2007/2008.

Só nos últimos oito anos, 25 edifícios de mais de 150 metros foram construídos em todo o país em comparação com apenas cinco edifícios  entre 1995 e 2005.

Até o final de 2015, o número de edifícios com altura acima dos 150 metros em todo o Canadá terá quase triplicado desde 1995, passando de 26 para 74.

Toronto ocupa o 1o lugar no Canadá, com 30 edifícios de altura acima dos 150 metros, enquanto Calgary é o vice-campeão, com 14 arranha-céus. Vancouver tem apenas três edifícios com mais de 45 andares, mas pode obter um quarto arranha-céu ainda em 2014, no subúrbio de Burnaby.

Pode não demorar muito para que Toronto passe a ser a cidade que possui mais prédios com mais de 100 andares e, finalmente, comece a abraçar projetos mais extraordinários como as torres culture-and-condo projetadas por Frank Gehry para o bairro de entretenimento de Toronto, diz o arquiteto Richard Witt, do Quadrangle Architects.

Witt ri quando lembra de uma história que aconteceu em 2001, quando um amigo arquiteto ficou chocado ao ouvir que ele estava saindo da estimada empresa Foster + Partners, de Londres, para ir à Toronto.

“Meu amigo disse: ‘Não faça isso. Toronto é como uma meia velha debaixo do sofá. De vez em quando o cachorro pega, brinca um pouco e esquece novamente. A cidade não vai a lugar nenhum’”.

“Com certeza ele está engolindo suas próprias palavras agora”, diz Witt.

[POST TRADUZIDO – THE STAR]

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Mestre em Estudos de Tradução, Loretta Murphy é tradutora juramentada no Canadá, com 15 anos de experiência na área. Ela é canadense e viveu no Brasil por mais de 6 anos, além de ter vivido também no México e no Japão. Entre os serviços que presta estão as traduções certificadas do Português para o Inglês e do Espanhol para o Inglês de todos os tipos de documentos, inclusive: Certidões de Antecedentes Criminais, Títulos e Certificados Acadêmicos, Históricos Escolares, Documentos Legais e Médicos, Carteiras de Motorista, Certidões de Nascimento, Certidões de Óbito, Certidões de Casamento e Certidões de Divórcio.

1 Comentário

1 Comentário

  1. jonilson sena

    19/abr/2014 at 20:19

    lembro que enquanto a economia do mundo em crise um jornal ingles publicou “para todos os lados onde se olha se ve o brasil crescendo com forca . pois toronto e muito impressionante , o que acontece na engenharia civil com o impacto de torres altas o eixo e amparado por um funcional metro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Posts Populares

Topo