Siga-nos

OiCanadá

Papelada

Como iniciar o processo de equivalência de diploma no Canadá

Será que meus diplomas são reconhecidos pelo governo canadense? Essa é uma dúvida que paira na mente de muitas pessoas que estão sonhando em estudar no Canadá, e é apenas mais uma das muitas questões que fazem parte do Plano Canadá. Portanto, esteja atento e confira mais dicas.

Certa vez, ouvi de um professor do mestrado que graduação e mestrado são coisas bem diferentes. Disse ele o seguinte: “na graduação fazemos pesquisas com a profundidade de um pires, e na pós-graduação nível mestrado e doutorado, fazemos pesquisa com a profundidade de um oceano.” Pois bem, aplico essa mesma metáfora ao Plano Canadá. Realmente é preciso pesquisar sobre o assunto com a profundidade de um oceano.

E digo mais, essa profundidade é ainda maior se você tiver poucos recursos para traçar o seu plano, ou seja, se não puder nesse momento contratar uma ótima empresa de assessoria para te dar tudo mastigadinho.

Sim, pesquisar por conta própria sempre foi e sempre será mais difícil. Contudo, se você tem tempo e pouco dinheiro, te encorajo a seguir esse caminho, mais longo, mais difícil e mais profundo, mas chegarás no objetivo do mesmo modo e tendo economizado dinheiro, o que é parte essencial do Plano Canadá.

Mas, e sobre a equivalência dos diplomas? Vamos lá!

Vou deixar aqui uma dica muito importante. Seguem os dois sites mais conceituados pelo governo canadense onde você pode fazer a equivalência dos seus diplomas.

Em um deles, você terá a opção de fazer o simulado da equivalência de forma gratuita, trata-se do WES. Entre na opção Degree Equivalency Tool e siga o passo-a-passo. Em minutos, já saberá se seus diplomas são equivalentes ou não.

O outro site é o do Governo de Alberta, na área International Qualifications Assessment Service. Neste não encontrei a opção de simular a equivalência de forma gratuita.

Só existem esses dois sites? Não, existem muitos outros mas, segundo a minha pesquisa, esses são os mais conceituados e indicados.

Feito a simulação da equivalência, estará tudo certo? De modo algum. Você terá que seguir os passos indicados pelo próprio site, e o processo é um tanto trabalhoso.

Lembre-se da metáfora do oceano, você terá que nadar um pouco, ou seja, pagar tradução juramentada dos diplomas e históricos escolares das graduações, licenciaturas, mestrados e doutorados que tiver, solicitar nas instituições de ensino onde estudou que eles preparem para você os diplomas e históricos em envelope lacrado, e feito isso você enviará tudo via correio para o Canadá.

Existem vários blogs e empresas que oferecem mais informações e detalhes sobre esse processo de equivalência na internet. Basta fazer uma busca por Equivalência de Diploma no Canadá para saber mais.

Claro, tudo isso demanda tempo, dinheiro, entre outras coisas, por isso insisto na palavra planejamento.

Mas, tudo isso é necessário? A resposta é sim, se você pretende imigrar, pois essa natação toda em alto mar te dará pontos para o processo de imigração, além de, claro, te confirmar e te tranquilizar por saber que seus diplomas do Brasil são válidos no Canadá. Coisa boa, hein!

E diante dessas informações todas, deixo aqui um conselho, daqueles que recebemos dos nossos avós e de nossos pais: “estuda, meu filho, isso ninguém tirará de você”. Já ouviu isso? Que bom, esse conselho vale ouro.

Se você ainda é jovem, faça quantas graduações nível de bacharelado e licenciatura puder. O mesmo vale para mestrado: faça um ou dois pelo menos. Doutorado eu aconselho que faça já em solo canadense. E digo mais, se puder fazer mestrado lá fora é ainda melhor, pois terá o peso do diploma ainda maior, ou seja, a pontuação recebida para imigração será duplicada: terá os pontos pelo diploma de mestre e os pontos por ter estudado em solo canadense.

Resumindo, estudar sempre abre portas, ou seja, nossos avós e pais sempre tiveram razão ao nos aconselharem a estudar e estudar sempre mais.

Bem, em se tratando de Plano Canadá, nem preciso discorrer sobre a importância da língua inglesa, seria chover no molhado. Apenas acrescento uma informação em relação ao estudo do inglês: o certificado que contará não é o da sua escola de idiomas, por melhor que ela seja, e sim o teste oficial de proficiência, IELTS etc. Sobre esse assunto, você encontrará informações aqui mesmo nos posts do OiCanadá.

Recomendo apenas que acrescente a língua francesa na sua natação, no seu mergulho, no seu plano Canadá. Mas isso é preciso se não pretendo morar na parte francófona do Canadá? Digo que sim, pois isso também te dará mais pontos no processo de imigração.

Por fim, finalizo com uma pergunta: é ou não é esse processo comparado a um bom mergulho no mar?

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Papelada

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo