Siga-nos

OiCanadá

Lazer

Viva uma experiência super canadense vendo um filme em um drive-in

Os drive-ins viveram seu auge nas décadas de 1940 e 1950 no Canadá, mas alguns desses cinemas ao ar livre ainda resistem, esbanjando charme e criando uma atração imperdível durante grande parte do ano. Saiba onde e como curtir alguns dos melhores e mais tradicionais drive-ins do país.

Para a primeira visita

Para quem está se iniciando na deliciosa arte de ver um filme em uma mega telona debaixo de um mar de estrelas, é preciso entender um pouco como a coisa funciona. O som, em geral, chega ao veículo através do sistema de rádio do carro. Alguns estabelecimentos oferecem radinhos para os visitantes sem custo extra, mas os números são limitados e não tem como reservar. 

Vale a pena verificar se o seu veículo permite que o farol fique apagado quando o rádio está ligado. Nem todos têm esse recurso e aí a dica é cobrir os faróis dianteiros prendendo várias folhas de jornal com fita crepe, lembrando ainda que o motor precisa obrigatoriamente estar em OFF.

O começo da sessão pode levar alguns minutos além do esperado, porque o filme só começa mesmo depois do pôr do sol. Falando nisso, ter por perto uma lanterna também pode ser uma boa ideia, caso alguém precise ir ao banheiro no breu da noite, por exemplo. Outra coisa interessante é que a projeção rola faça chuva ou faça sol. 

Como a atração rola em época de pernilongos, a dica é levar spray para espantar os insetos e fazer um bom uso do produto. Há também quem compre pedaços de tela e imãs para improvisar uma proteção temporária, barata e prática que é instalada em cada janela do carro.

Há também quem curta levar cadeiras dobráveis para acompanhar o filme sentado em frente ao carro ou que ficam até mesmo deitadas na caçamba de uma pickup. A grande maioria dos drive-ins permite que isso aconteça, mas aí você precisa levar um bom rádio de pilha para poder acompanhar o áudio do filme, lembrando ainda que as noites podem sempre ser mais frias, mesmo no verão, e que, portanto, levar uma blusa de frio leve pode ser uma excelente ideia. 

Praticamente todos os drive-ins liberam a presença de doguinhos, desde que o bicho esteja com coleira e o tutor recolha qualquer sujeira que aconteça. Por outro lado, vários deles só aceitam pagamento em cash. Falando em dinheiro, leve um extra pra comprar pipocas e outras tranqueiras — este tipo de cinema depende mesmo muito dessa renda extra, então, dê uma força, até porque é proibido total consumir comes e bebes que não sejam adquiridos lá mesmo.

Vários estabelecimentos têm mais de uma tela. Fique atento para comprar ingresso para a tela certa. Alguns dão direitos a dois filmes com uma só entrada.

Onde curtir um drive-in

O Valley Drive-In em Cambridge, na Nova Scotia, estava à beira de ver o seu fim nos anos 1990, mas o pessoal do Lions Club transformou a atração em uma entidade sem fins lucrativos e ampliou a oferta, oferecendo drive-in bingo e feirinhas no local.

Na cidade de Sussex em New Brunswick o Sussex Drive-In não só oferece sessões de cinema como também um acampamento bem ao lado, que faz parte do empreendimento.

Uma só empresa possui seis drive-ins em Ontário: o Starlite in Hamilton, o Sunset em Barrie, o Stardust em Newmarket e o Mustang em London, além do maior deles, o 5 Drive-In (acesso ao site de todas as unidades) em Oakville, a apenas 40 km de Toronto.

Em British Columbia, o Starlight Drive-In chegou muito depois do ápice da era dos drive-ins, sendo inaugurado em 1996. Ele tem a maior tela da América do Norte, com 15 metros de altura por 36 metros de comprimento. 

O maior drive-in em termos de área de estacionamento, no entanto, encontra-se na província de Alberta. Trata-se de outro Sartlight, instalado em Sherwood Park, e que tem mais de 500 metros quadrados. Enquanto fica em Québec, na pequena Saint-Eustache — a 40 km do centro de Montreal — a unidade que, com cinco telas, é a maior em termos de opção de filmes e, segundo eles, também a mais moderna em termos de som e projeção.

O Twilight Drive-In Theatre é o único na região metropolitana de Vancouver e por conta da COVID-19 anda lotado e recomendando compra de ingresso online para garantir um lugar. Do mesmo modo, o mais recente drive-in do país, que fica em Toronto, à beira do Lago Ontário, está priorizando transações online. O City View é diferente e tem regras bem específicas porque sua programação é dividida entre shows de música e filmes.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Lazer

Topo