Siga-nos

OiCanadá

Papelada

CIC anuncia novas regras para aplicação de vistos de trabalho e patrocínio de cônjuge

O Ministério da Cidadania e Imigração do Canadá anuncia novas medidas, incluindo um freio no patrocínio de cônjuges e uma revisão do processo de pontos utilizado atualmente.

Imigrantes em potencial de profissões licenciadas terão de ser pré-avaliados nas línguas do país antes que suas aplicações sejam processadas para garantir que serão elegíveis à certificação no Canadá.

Atualmente, os candidatos à imigração podem contornar a exigência de proficiência em idioma oficial obrigatória entrando através de um programa provincial, o Provincial Nominee Program, que permite que as províncias selecionem os imigrantes com ofertas de emprego em negócios locais. Conforme o novo sistema de pontos, que será lançado até o final do ano, o domínio da língua ganhará mais valor.

A ideia, segundo o Ministro da Imigração Jason Kenney, é escolher os imigrantes que têm habilidades e traços que vão lhes dar mais chances de ter sucesso no Canadá em um período mais curto de tempo.

Num esforço para coibir os casamentos de conveniência, o Ministro Jason Kenney anunciou que, de acordo com o novo regulamento, os cônjuges ou parceiros patrocinados terão que esperar cinco anos da data em que receberem residência permanente para poder patrocinar outra pessoa.

Pelas regras atuais, um residente permanente pode largar seu patrocinador e patrocinar outro cônjuge, enquanto o seu patrocinador original continua financeiramente responsável por ele ou ela por até três anos.

Embora o governo federal não pretenda exigir testes de idioma a cônjuges de candidatos no programa federal de trabalhadores qualificados, Kenney disse que eles receberão mais pontos se seus cônjuges forem proficientes em inglês ou francês.

O governo Harper também está considerando alterações nas regras de cidadania para reprimir o chamado “turismo de maternidade” – aquele em que estrangeiros vêm dar à luz no Canadá para que o bebê obtenha cidadania canadense. O Canadá e os EUA são os únicos países do mundo desenvolvido que dão concessão de cidadania automática para os bebês nascidos em seus solos.

As mudanças propostas fazem parte do plano do governo para “modernizar” a Lei da Cidadania e para dar solução ao congestionamento do sistema de imigração canadense – cerca de um milhão de pedidos está atolando o sistema, um atraso que vem ocorrendo desde 2008.

Continue lendo
Publicidade
Marcelo Vital

O escritor e jornalista Marcelo Vital escreve sobre cultura pop, música e relações exteriores para várias publicações e blogs no Canadá - onde mora atualmente -, no Brasil, onde cresceu, e nos Estados Unidos, onde viveu por 12 anos. Marcelo foi produtor e apresentador do programa de música brasileira Brazil Vital na rádio FM de Toronto.

2 Comentários

2 Comments

  1. Manoel marcondes bezerra

    20/nov/2014 at 17:14

    Sou soldador naval com experiência de 19 anos no Japão falo o idioma japonês em estaleiro tenho um irmão em Toronto a 13 anos e quietaria de ir trabalhar aí mas na minha área solda pesada e RX qual seria minha chase

  2. MAURLIO M. LINS

    30/set/2012 at 06:22

    Marcelo Vital,

    Ir para o Canada como trabalhador Temporário, com oferta de emprego aprovada pelo ministério do trabalho canadense exige-se o domínio da lingua?

    Grato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Papelada

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo