Siga-nos

OiCanadá

Dinheiro

Família canadense gasta mais em imposto do que com comida, roupas e moradia

Ontem (30/04) foi o último dia para a declaração do imposto de renda no Canadá, uma época que tira o sono de muita gente que tem que acertar as contas com o governo federal. Um relatório divulgado pelo Fraser Institute, um órgão canadense de pesquisa na área econômica, mostrou que uma típica família no país chega a gastar mais com imposto do que moradia, roupas e comida juntos.

Definitivamente, essa não é a melhor época do ano para a garçonete Katie Reid. Como trabalha em período integral, e ainda possui apartamento e casa própria, ela termina pagando uma significativa parcela do que arrecada em imposto de renda. “Eu considero o valor que eu pago relativamente alto comparado ao que eu ganho. Acho importante pagar as nossas taxas, mas se eu disser que tenho prazer em fazer isso, estou mentindo”, confessa.

Kate não é a única que reclama dos altos impostos. O relatório da Fraser Institute mostrou que em 2011, uma família que ganha aproximadamente $74 mil ao ano, pagou quase $31 mil em taxas, o que corresponde a quase 41.5% de toda a renda familiar. Esse valor é superior ao que é gasto com comida, roupa e domicílio, correspondente a 33% da renda familiar. “Os impostos em todos os níveis governamentais formam a maior despesa enfrentada pelas famílias canadenses”, revela o diretor de pesquisa de imposto e política orçamental do Fraser Institute, Charles Lamman.

O mesmo relatório revelou que nos últimos 50 anos, o valor do imposto pago por uma família comum do Canadá aumentou mais de 1730%, quando durante o mesmo período, alimentação e vestimenta tiveram um aumento de cerca de 500%. O relatório traçou uma análise comparativa e constatou que em 1961, uma família comum gastou 56.5% de sua renda em domicílio, comida e roupa, e 33.5% em imposto governamental, o oposto do que ocorreu em 2011.

O maior aumento na taxa do imposto também ultrapassou o índice de preços no consumidor, a medida do valor médio necessário para a compra de serviços e bens de consumo, medido pelo Statistics Canada (órgão do governo canadense responsável por produzir estatísticas sobre a população e economia do país), que aumentou 663% no mesmo período.

Quem não declarou o imposto de renda até ontem, terá que pagar uma multa de 5%, e mais juros de 1% por cada mês atrasado. Em alguns casos, esse valor pode dobrar. Segundo a Canada Revenue (agência responsável por administrar os impostos federais), 66% das pessoas que declararam o imposto de renda até o fechamento desse post receberam restituição e somente 12% tiveram que pagar a taxa.

Marcio Rollemberg é pernambucano e formado em jornalismo. Foi editor-chefe de um telejornal universitário, produziu documentários e trabalhou como repórter de TV no Brasil. Em 2005 mudou-se para Toronto e atualmente é um dos colaboradores de uma revista e de um canal de TV. Em 2011 juntou-se a equipe do OiCanadá, onde escreve matérias sobre Turismo e Variedades.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Dinheiro

Posts Populares

Topo