Siga-nos

OiCanadá

Cultura

O que é um canadense?

Anos atrás, uma definição fantástica do que é ser canadense se espalhou pela internet. Acredita-se que ela tenha sido escrita por um dentista australiano em resposta a um suposto anúncio de jornal. Vale a pena ler e reler.

Ouviu-se dizer que alguém no Paquistão tinha oferecido uma recompensa para quem matasse um canadense, qualquer canadense.

Foi então que um dentista australiano escreveu o seguinte editorial definindo o que é um canadense, para que se reconhecesse o tipo, no caso de alguém encontrá-lo por aí.

“Um canadense pode ser inglês ou francês; italiano, irlandês; alemão, espanhol, polonês; russo ou grego. Um canadense pode ser mexicano, africano, indiano; chinês, japonês, coreano; australiano, iraniano; asiático, árabe, paquistanês ou mesmo do Afeganistão. Um canadense também pode ser Cree, Metis, Mohawk, Blackfoot, Sioux, ou vir de uma das muitas outras tribos conhecidas como aborígenes canadenses. As crenças religiosas dos canadenses variam entre cristianismo, judaísmo, budismo, islamismo, hinduísmo ou simplesmente nada disto. De fato, há mais muçulmanos no Canadá do que no Afeganistão. A diferença principal é que no Canadá eles estão livres para venerar como quiserem. Tendo uma religião ou não, cada canadense, no fim das contas, responde apenas a Deus, não ao governo, nem aos bandidos armados que reivindicam a voz do governo e de Deus.

O canadense vive em uma das terras mais prósperas da história do mundo. A raíz desta prosperidade pode ser encontrada na Carta Canadense de Direitos e Liberdades (Charter of Rights and Freedoms) que reconhece o direito de cada pessoa à busca pela felicidade.

O canadense é generoso e os canadenses têm ajudado praticamente qualquer outra nação do mundo em momentos de necessidade, sem pedir nada em troca. Os canadenses recebem de braços abertos o melhor de tudo: os melhores produtos, os melhores livros, a melhor música, a melhor comida, os melhores serviços e as melhores mentes. Mas eles também acolhem os oprimidos, os marginalizados e os rejeitados.

Estas são as pessoas que construíram o Canadá. Você pode tentar matar um canadense se for necessário, como outros tiranos sedentos por sangue em todo o mundo têm tentado. Ao fazê-lo, porém, você poderia estar matando um parente ou um vizinho. Isso porque os canadenses não são um povo específico que vem de um determinado lugar. Eles são a personificação do espírito humano de liberdade. Qualquer um que tenha esse espírito, em qualquer lugar, pode ser um canadense.”

Canadá: uma bela nação multicultural. Não vamos esquecer quem somos, nem permitir que tentem nos mudar.

foto: Mikepaws

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Mestre em Estudos de Tradução, Loretta Murphy é tradutora juramentada no Canadá, com 15 anos de experiência na área. Ela é canadense e viveu no Brasil por mais de 6 anos, além de ter vivido também no México e no Japão. Entre os serviços que presta estão as traduções certificadas do Português para o Inglês e do Espanhol para o Inglês de todos os tipos de documentos, inclusive: Certidões de Antecedentes Criminais, Títulos e Certificados Acadêmicos, Históricos Escolares, Documentos Legais e Médicos, Carteiras de Motorista, Certidões de Nascimento, Certidões de Óbito, Certidões de Casamento e Certidões de Divórcio.

2 Comentários

2 Comments

  1. Ana

    18/jan/2014 at 13:36

    Lindo texto pra um maravilhoso país, se Deus permitir minha futura nação, minha futura morada. :)

  2. Silas de tulio

    16/set/2013 at 20:13

    Boa noite! Gostaria de saber se há versão em Ingles deste texto. desde já, agradeço, Silas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Cultura

Posts Populares

Topo