Siga-nos

OiCanadá

Cultura

Comunidade da St. Clair celebra 100 anos de streetcar

No dia 25 de agosto de 1913, um streetcar fez sua primeira viagem pela linha da St. Clair Ave.

“Todos a bordo, por favor!”
Ding Ding!
Clang! Cling!

E o momento tão aguardado havia chegado. Movido à tração e fazendo ruídos, às 06h05 daquela manhã, o bonde 101 da divisão St. Clair Avenue da Street Railway de Toronto começava sua primeira viagem rumo ao leste da Weston Road. No controle estava o engenheiro Charlie W. Power, acompanhado do condutor W. Slack, então responsável pelo sino.

stclair07to2

Durante a cerimônia, não houve nada de muito marcante. Não houve passeios gratuitos e Tommy Church não estava lá para soar o apito. Os vereadores não estavam presentes para tirar fotos enfileirados e orgulhosos ao lado do bonde. Não havia bandeiras. Nada de reunião de louvor, de discursos proclamados por antigos, futuros ou atuais prefeitos ansiosos para levar alguma vantagem com a glória do evento. Não houve charutos, refrescos ou sorvete.

A primeira viagem

O bonde 101 simplesmente saiu do terminal no final da linha, fez uma pausa para pegar uma meia dúzia de pessoas que esperavam em pé pela honra de participar do primeiro passeio e, em seguida, a escada foi recolhida e a porta sanfonada se fechou. O condutor soou duas badaladas do sino e o bonde seguiu seu caminho. O senhor E.W. Harvey, assistente engenheiro de pontes e ferrovias, guardou o primeiro bilhete verde no bule de café.

20131103_162840

Vinte e sete minutos depois, o bonde chegou à Yonge Street, tendo transportado 76 passageiros na primeira viagem.

Nada de extraordinário aconteceu nesta corrida, a não ser o fato de os bondes estarem funcionando normalmente e de as pessoas já não precisarem mais andar tanto. Grupos de duas ou três pessoas esperavam nas paradas, e se envaideciam com a novidade que era participar da primeira viagem. A maioria dos passageiros, é claro, era formada de trabalhadores, e estes certamente valorizaram o passeio. Alguns, no entanto, passeavam apenas por prazer. Eram duas ou três mulheres e meia dúzia de meninos que haviam levantado uma ou duas horas mais cedo somente para poderem dizer: “Eu estava no primeiro bonde.”

stclair07to4

Em 1966, o TTC anunciou planos para eliminar todas as rotas de bonde até 1980. Char William Allen considerava que eles eram “tão obsoletos como o cavalo e a charrete.”

Em 1861, o Sistema de Transporte da cidade de Toronto era uma franquia de 30 anos para uma ferrovia destinada a veículos a cavalo.

Em 1861, o Sistema de Transporte da cidade de Toronto era uma franquia de 30 anos para uma ferrovia destinada a veículos a cavalo.

A celebração pelo centenário do bonde da St. Clair aconteceu entre 10 e 15 de setembro de 2013. Mais informações sobre esta linha e fotos do arquivo estão disponíveis no site Discover St. Clair.

Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Mestre em Estudos de Tradução, Loretta Murphy é tradutora juramentada no Canadá, com 15 anos de experiência na área. Ela é canadense e viveu no Brasil por mais de 6 anos, além de ter vivido também no México e no Japão. Entre os serviços que presta estão as traduções certificadas do Português para o Inglês e do Espanhol para o Inglês de todos os tipos de documentos, inclusive: Certidões de Antecedentes Criminais, Títulos e Certificados Acadêmicos, Históricos Escolares, Documentos Legais e Médicos, Carteiras de Motorista, Certidões de Nascimento, Certidões de Óbito, Certidões de Casamento e Certidões de Divórcio.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Cultura

Posts Populares

Topo