Siga-nos

OiCanadá

Opinião

Canadá nada contra a corrente e é cada vez mais inclusivo

Vivemos tempos complicados. Partidos nacionalistas, protecionistas e xenófobos estão ganhando força em quase toda Europa. Na Inglaterra, vimos 52% das pessoas votarem para a separação da União Europeia. Nos EUA, Donald Trump será o candidato republicano à presidência com uma retórica que prega fechar as portas aos imigrantes para proteger os empregos dos americanos. Nesse cenário, o Canadá tem caminhado na contramão, abrindo ainda mais as suas portas e sendo cada vez mais inclusivo.

Enquanto a maior parte dos países desenvolvidos tem fechado suas portas aos refugiados da guerra Síria, o governo de Trudeau foi buscar 25 mil refugiados no início desse ano. O Canadá recebeu, durante o governo Harper (entre 2006 e 2015), 255 mil imigrantes por ano. O governo atual promete aumentar o número para 300 mil por ano.

O Canadá é um dos países que mais recebe imigrantes no mundo em relação à sua população. Não só isso, o Canadá nunca recebeu tantos imigrantes na sua história e quase nenhum canadense reclama disso. A visão que o canadenses têm dos imigrantes é muito mais positiva que em outros países. A maioria dos canadenses pensam no imigrante como alguém que vem para ajudar a construir o país, não como alguém que vem para roubar empregos.

No campo social, o governo tem abraçado bandeiras progressistas como a legalização da maconha, garantia dos direitos dos transsexuais e morte assistida. Por aqui, casamento entre homossexuais e aborto são questões do século passado. Sem muito alarde, os canadenses elegeram mulheres para governar três das mais importantes províncias: Ontário, Colômbia Britânica e Alberta. A governante de Ontário é abertamente lésbica. Nunavut e os Territórios do Noroeste são governados por índios.

No campo econômico, ao contrário da retórica protecionista do Trump, o Canadá tem assinado dezenas de tratados de livre comércio, entre eles com a União Europeia, com os países do oceano Pacífico e com vários outros países da Ásia, América Latina, Oriente Médio e Europa. Acordos comerciais têm apoio da grande maioria dos canadenses também.

O Canadá está longe de ser um país perfeito, há muitos problemas e os desafios são enormes. Mas não podemos deixar de notar que, quando falamos de respeito às diferenças, diversidade, inclusão e imigração, o Canadá é hoje um oásis no meio do deserto.

Esse artigo foi inspirado nesse aqui.

Moro no Canadá desde 2008. No Brasil eu era psicólogo e trabalhava em uma escola e em consultório particular. No Canadá, me especializei em Mídia Digital e trabalho nas Páginas Amarelas como consultor de mídia. Gosto de escrever sobre aquilo que me interessa: política, economia, tecnologia, comportamento, etc. Versatilidade, acho que essa é a minha marca principal. Hahaha!

2 Comentários

2 Comments

  1. Vi Serra

    14/jul/2016 at 07:55

    Realmente, eu já estive no Canadá e é uma pais muito agradável de visitar, mas não sei por quanto tempo isso vai durar, eu acho que quando os estrangeiros começar a pegar vagas de emprego dos Canadense eles vão mudar de ideia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Opinião

Posts Populares

Topo