Siga-nos

OiCanadá

Notícias

Crise é convite para ser solidário – veja como contribuir

No Canadá, o senso de comunidade é uma base da estrutura social e a ideia de atuar como voluntário e contribuir para o bem comum está sempre presente. O desafio em tempos de pandemia é, claro, grande, mas é possível se tornar parte da solução e a gente mostra aqui algumas iniciativas nesse sentido.

Care-mongering

1- Em várias cidades existem agora grupos de CARE-MONGERING. O título é uma inversão da expressão “fear-mongering”, que pode ser traduzida como alarmismo, propagação de medo, disseminação de pânico. Essa turma acredita sim na pandemia e na importância do isolamento social, mas tenta levar em consideração que muitas pessoas não têm recursos para lidar bem com o impacto da crise e que precisam de ajuda.

Pode ser uma pessoa sem dinheiro, sem mobilidade, com dificuldades intelectuais ou que já enfrentava, por exemplo, um caso sério de depressão ou um imigrante que não domina direito a língua e está mais perdido que todos nós. Estas pessoas podem precisar de uma mão amiga para fazer compras e entregar suprimentos básicos de alimentação ou coisa assim. Veja se na sua cidade existe um grupo operando neste estilo, mesmo que debaixo de outro nome. 

Um grupo que está se dedicando a este tipo de atividade em de Toronto pode ser encontrado aqui — aproveite também para conferir os arquivos em PDF que o grupo mantém (ficam à direita na tela do Facebook) e que trazem recursos muito úteis para quem ajuda e para quem precisa de ajuda.

Food Banks

2- Os Food Banks fornecem itens variados de alimentação e às vezes também de higiene pessoal, além de ração para pets o ano todo para quem mais precisa. Agora, a demanda sobre este sistema voluntário e não ligado ao governo está se multiplicando rapidamente e é preciso contar com doações para atender a demanda. 

Quem puder deve colocar mesmo a mão no bolso. Se todo mundo fizer uma pequena contribuição, todo mundo sairá ganhando. Procure o food bank da sua região. E veja com eles também outras formas de colaborar.

Existem grandes organizações que fazem este tipo de distribuição de alimentos, como a Second Harvest, a Daily Bread e a Cruz Vermelha (Red Cross). Mas pode ser interessante também procurar algo mais próximo da sua comunidade. Confira as possibilidades no Google e no Facebook para a sua região.

Organizações

3- Para ampliar o campo da ajuda e ir além da questão da alimentação, a página do Canada Helps é uma ótima opção. Ali é possível escolher organizações que atuam com imigrantes, idosos, crianças, mulheres, comunidade LGBTQ etc. Outra página que vale visitar é a da United Way

Neste tipo de organização, há um apelo forte para a doação de dinheiro. Mas vale também visitar as páginas para conhecer entidades diferentes de uma causa que fale ao seu coração e daí checar se eles têm oportunidades de voluntariado ou outras necessidades específicas. 

Doação de sangue

4- Doar sangue é uma maneira segura de ajudar e que não afeta a conta bancária de ninguém. A necessidade é contínua e muita gente está deixando de doar porque está doente ou temeroso. Mas o processo todo é bastante seguro, com horário marcado para encontros individuais e cercados de muito cuidado e carinho. O primeiro passo para os interessados é checar os critérios para doação no site do Canadian Blood Services.

Voluntariado

5- O governo federal está cadastrando pessoas que queiram atuar como voluntárias durante a crise em postos de trabalho (não remunerados) disponíveis em todo o país com funções relacionadas ao esforço nacional de monitorar casos de infecção, tentar traçar a forma ou rota de contato, analisar a capacidade do sistema de saúde e coletar outros dados sobre pessoas infectadas. Para se cadastrar, visite o site do governo. O prazo de inscrição vai até o dia 24 de abril.

Outra possibilidade é conferir o site do Volunteer Canada que tem posições de todo tipo e por todo o país — dá até para ser voluntário virtual! E o legal é que com a mão na massa é possível manter a cabeça no lugar, ficando ocupado e com aquela sensação boa de contribuição.

Brasileiros

6- Não esqueça também de ajudar a turma de brasileiros. Cheque com os amigos e conhecidos se alguém está precisando de alguma coisa, mesmo que seja apoio emocional. Em especial, dê atenção a quem não domina a língua bem e pode estar precisando de uma mãozinha para entender os recursos disponíveis. Há jovens que não estão conseguindo voltar para casa e podem estar bem aflitos. E até também gente mais velha que pode estar louco não só para obter um papinho como também pode estar precisando de uma força com compras e coisas do gênero.

Enfim, só não ajuda quem quer, porque não falta é caminho para ser solidário. E que ninguém se limite à nossa pequena lista aqui porque é só começar a olhar ao redor para logo ver que não faltam oportunidades para se engajar.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Posts Populares

Topo