Siga-nos

OiCanadá

Cultura

Carlton Street

A Carlton é uma rua conhecida por ser continuação da College Street, na área central de Toronto. A rua tem início na Yonge e vai até Cabbagetown, no leste de Downtown. Mas o que foi ou quem foi Carlton?

Conhecida como a rua do Maple Leaf Gardens, antiga casa do Toronto Maple Leafs, a Carlton tem um significado especial para o OiCanadá, já que foi em um café da área que a ideia do blog surgiu e é onde a equipe se reúne até hoje.

Para contarmos a origem dessa rua, precisamos voltar até o ano de 1807, quando Ann Wood, a filha de um conhecido médico da pequena cidade de Cornwall, e viúva de Andrew McGill (ele fez fortuna no comércio de venda de peles em Montreal), se casou com John Strachan, reverendo que se tornaria o primeiro bispo de Toronto, em 1840.

O casal era dono de uma área de pouco mais de 100 mil metros quadrados ao norte da Gerrard Street, e doou uma parte da propriedade para a cidade em 1834. Ann nomeou a Carlton Street em homenagem a seu irmão, Guy Carleton Wood, cujo nome era uma homenagem a Guy Carleton (1724-1808), o Lord Dorchester. O lorde lutou contra a França em Quebec, em 1759, e foi o tenente governador de Quebec, entre 1766 e 1768, e depois governador em dois outros períodos. Por razão desconhecida, o “e” acabou desaparecendo do nome Carleton, restando apenas Carlton.

Curiosidades

  • Originalmente, a Carlton encontrava a Yonge ao sul da College, mas isso mudou quando um trecho em curva foi construído a oeste da Church Street, conectando as duas ruas.
  • A Carlton foi uma das primeiras ruas de Toronto a receber uma rota de bonde, movido a cavalo obviamente, por volta de 1860.
  • O trecho entre as ruas Ontario e Parliament era conhecido, nos velhos, tempos como a “Doctors´ Row” (Fileira dos Médicos), pela quantidade de médicos e dentistas que praticaram ali, em suas casas. A travessa de vidro sobre a porta do número 212 da Carlton Street ainda traz o nome “Dr. Forfar”, um médico que praticou naquele endereço.
  • O local mais infame daquela rua é provavelmente o número 206, residência de Ernst Zündel, famoso neonazista, que morou no Canadá por 40 anos e foi deportado para a Alemanha em 2005.
Continue lendo
Publicidade
Leia também...

Christian Pedersen é natural de Santos, São Paulo. No Brasil, trabalhou na gravadora Roadrunner Records, depois abriu um escritório de promoção e marketing para bandas e artistas, tendo clientes como a gravadora BMG, os selos Geléia Geral e Dubas. Christian mudou-se para Toronto em 2002, e virou cidadão canadense em 2007. Escreveu a coluna Conexão C no Brasil News em março de 2007 e, de maio a outubro de 2008, foi editor-interino do jornal. Do fim daquele ano, até outubro de 2010, foi editor e co-fundador do blog OiToronto.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Cultura

Posts Populares

Topo