Siga-nos

OiCanadá

Notícias

Cias aéreas anunciam novas suspensões de voos, mas também escalas para retomada de rotas

Confira a situação atual das principais companhias aéreas que fazem a ligação Brasil-Canadá e os seus planos para o próximo mês e quem está mais otimista, já lançando, inclusive, um plano completo com implementação gradativa começando no mês que vem e seguindo até o final do ano.

Copa Airlines

A Copa Airlines, baseada no Panamá, tinha previsão de retornar todos os seus voos no dia 1o. de junho, mas mudou sua estratégia e já publicou no seu site um aviso de que a retomada de suas atividades será feita de maneira gradual. 

Segundo o comunicado da empresa, o retorno deve se dar com apenas 10% do volume de partidas e chegadas anterior à crise causada pela pandemia. Em contrapartida, durante o período de 23 a 31 de maio, a companhia espera aumentar o número de voos humanitários de repatriação. 

Para quem tem passagem da Copa em uma data impactada pela mudança, o melhor é entrar nesta página aqui para fazer as alterações necessárias.

United e Azul

Em teoria, é possível viajar de Toronto para SP e vice-versa ainda neste mês de abril via United Airlines em parceria com a Azul. Mas é preciso ter visto para entrada nos Estados Unidos e estar preparado para duas ou três conexões que podem fazer com o que o percurso leve mais de 20 horas — em alguns casos, o tempo total de deslocamento chega a 47 horas! Além disso, a passagem mais em conta quando fizemos várias buscas estava na casa dos R$ 7.500.

Air Canada (e WestJet)

Além disso, a Air Canada anunciou a suspensão de todas as suas rotas para os Estados Unidos. Seu último voo para o país vizinho está marcado para o dia 26 de abril com previsão de retomada para o dia 22 de maio, enquanto a WestJet foi mais além. A empresa suspendeu o vai-e-vem para os EUA no dia 22 de abril e pretende manter estas rotas paralisadas até pelo menos o dia 4 de junho. A companhia também anunciou uma redução significativa de seus voos domésticos entre 5 de maio e 4 de junho.

Para saber mais sobre os planos da Air Canada para seus voos para o Brasil, confira outra matéria nossa aqui.

Aeroméxico

A empresa tinha vários voos semanais conectando Toronto, Vancouver e Montreal à capital mexicana e, apesar de estar tudo suspenso no momento, eles estão otimistas e anunciam em seu site que voltarão às atividades já no comecinho de maio. A expectativa é ter uma saída na primeira semana de maio e duas a cada sete dias até o final do mesmo mês.

Na rota México-São Paulo, a suspensão também está prevista para se encerrar no dia 30 de abril e o plano é operar dois voos por semana nos primeiros quinze dias de maio e acrescentar mais um para a segunda quinzena do mesmo mês.

LATAM

A chilena LATAM, que é a maior companhia aérea da América do Sul, vai manter em maio as medidas restritivas que vigoraram em abril, com suspensão de 95% dos seus voos, incluindo todas as ligações com a Europa.

No entanto, a empresa anunciou que fará seis voos semanais entre Santiago e Miami e outros três voos por semana ligando São Paulo e Miami a partir de maio.

American Airlines

A American Airlines é a empresa norte-americana com maior presença no Brasil e suspendeu todos os seus voos para o país no dia 16 de março. Agora ela se programa para reiniciar sua operação brasileira, começando em 7 de maio com voos diário entre Miami e São Paulo e com a expectativa de dobrar este número no final de outubro.

No dia 4 junho, estão previstas duas outras rotas diárias: Nova Iorque–São Paulo e Miami–Rio de Janeiro. No mês seguinte, no dia 7, será a vez dos voos Dallas-SP voltarem ao cardápio da American, e com três bate-e-volta por semana. 

Para 25 de outubro, espera-se o retorno das partidas e chegadas entre Los Angeles e São Paulo e também entre Miami e Brasília. E em dezembro, dia 17, está prevista a volta da ligação Nova Iorque-Rio.

Delta

A Delta suspendeu todos os seus voos para o Brasil em função do coronavírus e não anunciou ainda um plano de retomada. Nossa tentativa de encontrar um partida de Toronto para São Paulo em maio também nos informa que a empresa não tem, pelo menos por enquanto, nenhuma intenção de reativar seus links com o Brasil no mês que vem. 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Posts Populares

Topo