Siga-nos

OiCanadá

Notícias

O alerta em defesa de crianças

Na tarde desta quarta-feira, o desaparecimento de uma menina de 3 anos de idade causou o acionamento do alerta AMBER. O que seria isso?

Em 1996, o final trágico do sequestro da garota Amber Hagerman, de 9 anos de idade, na cidade de Arlington, no Texas, fez com que a comunidade se unisse e criasse o AMBER, sigla de America´s Missing Broadcast Emergency Respose. O programa tem a intenção de prevenir a ocorrência de tais incidentes no futuro e para aumentar a segurança das crianças na comunidade.

Os alertas AMBER, também conhecidos como Child Abduction Emergency, são distribuídos via emissoras de TV, rádios, satélite, assim como emails, mensagens de texto, sinalização eletrônica de rodovias e painéis de propaganda com LED/LCD. Quando um alerta AMBER é ativado, a polícia passa a ter milhares de olhos procurando pela vítima, suspeito ou veículo dos suspeitos.

Canadá

A primeira província canadense a adotar o alerta foi Alberta, em dezembro de 2002. Dois anos depois, outras províncias aderiram ao programa, inclusive Ontário, que utiliza o sistema para alertar o público sobre crianças raptadas que estão em perigo iminente. A participação do público é essencial para o sucesso do alerta. As informações fornecidas à Ontario Provincial Police podem ajudar uma criança raptada antes que seja tarde demais. É possível receber este tipo de alerta por email ou mensagens de texto. O provedor Bell oferece este serviço.

Em Ontário, as estações de rádio e televisão interrompem suas programações imediatamente para divulgar informações, como informação de serviço público. A duração de um alerta depende das circunstâncias do sequestro e varia de um incidente para o outro. A maioria dos casos dura no máximo cinco horas.

Regras

Para evitar que o alerta seja ativado por qualquer motivo e até mesmo alarmes falsos, existe uma lista de regras que a polícia utiliza para saber quando é um caso para alerta AMBER. Essas regras variam de estado e província, mas em Ontário é a seguinte:

  • A confirmação de que um rapto ou desaparecimento foi ocorrido;
  • A criança é menor de 18 anos de idade;
  • A criança deve estar em risco de ferimentos graves ou morte;
  • Existe pelo menos uma informação descritiva sobre o seguinte:
    • criança;
    • sequestrador;
    • veículo usado;
    • acredita-se que um alerta imediato irá ajudar a localizar a criança.

AMBER para Madison

O mais recente alerta foi acionado nesta quarta-feira pela Toronto Police, quando foi confirmado o desaparecimento de Madison Young, de 3 anos de idade. A princípio, não se sabia se a menina havia sido sequestrada pela própria mãe ou se por uma mulher desconhecida.

Após todo o barulho provocado pelo AMBER, por volta das 3 da tarde, Madison e sua mãe, Sarah, foram localizadas em um hotel em Mississauga, na Grande Toronto. A criança está bem e foi colocada em um abrigo de emergência por esta noite. A polícia não divulgou as causas do incidente por estar no meio de investigação.

Da próxima vez que você ficar sabendo de um novo AMBER, fique de olhos abertos, e se descobrir algo, contate 9-1-1.

Christian Pedersen é natural de Santos, São Paulo. No Brasil, trabalhou na gravadora Roadrunner Records, depois abriu um escritório de promoção e marketing para bandas e artistas, tendo clientes como a gravadora BMG, os selos Geléia Geral e Dubas. Christian mudou-se para Toronto em 2002, e virou cidadão canadense em 2007. Escreveu a coluna Conexão C no Brasil News em março de 2007 e, de maio a outubro de 2008, foi editor-interino do jornal. Do fim daquele ano, até outubro de 2010, foi editor e co-fundador do blog OiToronto.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Martha Rangel

    28/jan/2010 at 17:54

    Muito legal.
    Em recife qd um carro é roubado eles avisam aos taxistas e esses avisam a policia da localidade do veiculo. :)
    Mas esse ai é muito mais moderno e eficaz. :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Posts Populares

Topo