Siga-nos

OiCanadá

Notícias

Dia da Marmota: A esperança de um inverno curto em roedores simpáticos

Esse é o dia em que pequenos roedores nos informam se a primavera vai chegar mais cedo ou se o frio do inverno vai continuar até mais tarde. Pelos menos é nisso que acreditam algumas pessoas que esperam ansiosas por uma resposta no dia 2 de fevereiro, quando é celebrado o Groundhog Day.

A marmota é um bichinho bastante parecido com um esquilo, sendo um pouco maior. São bastante comuns no hemisfério norte e passam até sete meses hibernando em tocas durante o inverno. Dá para imaginar que esses simpáticos roedores são, na opinião de diversas pessoas, excelentes meteorologistas? Por isso, milhares de curiosos se reúnem todos os anos em locais como Wiarton, em Ontário, para assistirem à previsão da marmota.

O OiCanadá já publicou um post — Willie prevê mais seis semanas de inverno — falando sobre essa tradição de mais de um século, que se baseia em observar a marmota na manhã do dia 2 de fevereiro. Se em um dia nublado o bichinho sair da toca, significa que o inverno não vai durar muito tempo. Já se o dia estiver ensolarado e o roedor vir a sua sombra e retornar a toca, é sinal de mais de seis semanas de frio pela frente.

Nos Estados Unidos, na cidade de Punxsutawney na Pensilvânia, o evento é uma verdadeira festa, a ponto de ter virado inclusive filme (Groundhog Day, de Harold Ramis). A cidade até se auto-intitulou a capital mundial do clima e atrai milhares de pessoas de diversos países para assistir ao interessante festival.

No Canadá, Ontário é uma das províncias que também celebram essa tradição. A pacata cidadezinha de Wiarton, com pouco mais de dois mil habitantes, se transforma nessa época do ano. O lugar tem até uma estátua em homenagem a Wiarton Willie, como é chamada a marmota que todos os anos participa do festival. Apesar da Willie original ter morrido, diversas sucessoras (que receberam o mesmo nome) garantiram essa tradição viva.

Os organizadores do Groudghog Day juram que as marmotas estão corretas na grande maioria das vezes, mas não é o que mostra a análise de estações passadas. O biólogo e professor univeristário, Stam Zervanos, relatou em um pequeno estudo feito em Punxsutawney que esses roedores só conseguiram prever 39% do tempo corretamente. No Canadá, o equívoco dos bichinhos é pior ainda, com somente 33% de acerto. Por um outro lado, esses festivais são os grandes responsáveis por movimentar a economia dessas cidades, incentivando o turismo e gerando empregos. Por isso, faça frio ou calor, chuva ou sol, o Groundhog Day ainda deve ser celebrado por muito tempo.

Assista ao evento de 2012:

Marcio Rollemberg é pernambucano e formado em jornalismo. Foi editor-chefe de um telejornal universitário, produziu documentários e trabalhou como repórter de TV no Brasil. Em 2005 mudou-se para Toronto e atualmente é um dos colaboradores de uma revista e de um canal de TV. Em 2011 juntou-se a equipe do OiCanadá, onde escreve matérias sobre Turismo e Variedades.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Nivia Machado

    03/fev/2012 at 10:33

    Que matéria legal, divertida de ler! Ano que vem quero conferir o Groundhog Day de perto, faça sol, frio ou chuva!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo