Siga-nos

OiCanadá

Moradia

Brasileiros criam site sobre bairros canadenses para facilitar a vida dos recém-chegados ao país

Mauro chegou em Montreal há oito anos, em meio a uma tempestade de neve de dezembro, com apenas duas malas. Depois de pesquisar bairros on-line, ele achou que seria melhor viver no bairro Plateau; uma área da cidade eclética e popular, com uma grande variedade de cafés, bares, galerias de arte e lojas gourmet, povoada por estudantes, artistas e jovens famílias. Quando Mauro começou a procurar um lugar para morar na área, descobriu que a faixa de preço estava muito fora de seu alcance.

Ele também percebeu que muitas casas não tinham garagens, ou seja, a maioria dos moradores estacionavam seus carros na rua e tinham que raspar a neve e o gelo do pára-brisa todas as manhãs de inverno – algo que um brasileiro não podia se imaginar fazendo. Mauro tinha que agir rapidamente para encontrar um novo bairro para morar e acabou visitando cinco áreas diferentes antes de acabar na Griffintown – na parte sudoeste do centro de Montreal.

“Na época, era um bairro novo. Não havia muitos serviços lá, mas o preço era mais baixo do que o centro”, diz ele. Como o preço foi o principal critério de Mauro, ele se estabeleceu em Griffintown, e após alguns meses de sua mudança, um supermercado abriu na região. “Eu tive sorte”, diz ele sobre a descoberta do bairro.

A história de Gustavo é semelhante. Como a maioria dos imigrantes, seu principal critério ao se mudar para Montreal em 2011 foi o preço, mas sem tomar qualquer outro fator em consideração, acabou indo morar em um bairro muito distante do centro e teve pouco acesso a transporte. Não foi só o problema da área inconveniente, faltavam muitas comodidades que este jovem brasileiro procurava. Um apartamento em um bairro familiar não era o perfil que o recém-chegado estava procurando.

As histórias de Mauro e Gustavo são comparáveis ​​às de muitos recém-chegados que chegam a cidades canadenses e acabam em áreas não muito adequadas aos seus estilos de vida. Escolher o bairro errado não só pode resultar em situações inconvenientes como ter que viajar longas distâncias para chegar ao trabalho, por exemplo, mas pode também afetar negativamente a qualidade de vida da sua família no Canadá. Por exemplo, Mauro ressalta que as escolas públicas no Canadá só admitem alunos que moram dentro da mesma área geográfica em que estão situadas. “Não é assim em outros países, então as pessoas vêm aqui e só procuram uma casa ou apartamento, mas se esquecem que seus filhos vão ter que frequentar as escolas desta área”, diz ele. O site dos empreendedores, o Navut, permite que as famílias filtrem bairros por escolas de alta qualidade.

“Se eu tivesse tido esse tipo de informação e conhecimento sobre a cidade de Montreal antes de me mudar, provavelmente teria tomado decisões diferentes”, diz Gustavo, que está planejando se mudar novamente nos próximos meses. “Tenho dois novos bairros em mente”, diz ele – ambos encontrados através do site Navut.

Fonte: Canadian Immigrant

CF Language Services

Cinthia Ferreira é professora de português/inglês/francês e tradutora brasileira, residindo atualmente em Toronto, Canadá. Tradutora formada pela Universidade de Toronto especializada em: Marketing, Business, Turismo, Tecnologia e Documentação para processos de imigração como: Certidões de Casamento, Certidões de Divórcio, Atestados de Antecedentes Criminais, Certidões de Óbito, Diplomas, Documentos de Identidade, Históricos Escolares, Extratos Bancários, Cartas de Recomendação, Currículos, entre outros, nos seguintes idiomas: Inglês, Português, Francês e Espanhol. Professora de Inglês e Português formada em Letras, com mais de 10 anos de experiência em: Cursos Regulares ou Intensivos, Preparação para Teste de Cidadania Canadense, Preparação para exames de proficiência como TOEFL/IELTS, Preparação para exames da imigração CELPIP, MELAB e CAEL, Business English, Conversação, Gramática e Vocabulário através de cursos presenciais ou aulas online.

1 Comentário

1 Comentário

  1. elaine

    30/mar/2015 at 16:07

    Olá sou Elaine casada, tenho gêmeos de dois anos e meu marido pretende fazer o pós doutorado em Montreal, poderia por favor alguém me responder aquelas dúvidas frequentes, onde morar, creche para crianças, clima etc. Desde já agradeço
    Elaine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Moradia

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo