Siga-nos

OiCanadá

Notícias

Polícia de Toronto lança site com objetivo de desvendar casos de homicídio arquivados

O chefe da polícia de Toronto, Mark Saunders, apresentou recentemente um novo site da polícia destinado à geração de novas pistas para ajudar a resolver mais de 500 casos de homicídio já arquivados.

Na sede da polícia de Toronto, Saunders relatou que casos de homicídio são sempre “a maior prioridade” para a polícia.”Todo caso é importante para nós, independentemente do quão antigo seja.”

O site permite que os usuários procurem por informações sobre as investigações que datam até o ano de 1959. Tudo o que você precisa para consultar os casos, segundo a polícia, é o nome da vítima ou o ano de sua morte.

Uma vez que você tenha acesso às informações sobre um caso, também receberá informações de contato dos investigadores.

Em pelo menos seis casos, segundo Saunders, os investigadores têm o DNA que acreditam pertencer ao assassino, porém só precisam de um nome. Nesses casos, segundo ele, uma vez que a polícia tenha um nome “essas pessoas irão para a cadeia.”

Os investigadores de homicídios também estão planejando lançar uma série de vídeos destacando vários casos arquivados, que poderão ser compartilhados nas redes sociais.

“Às vezes é uma questão de remexer nas memórias das pessoas”, diz Saunders.

O site também tem uma seção dos mais procurados, para casos em que um suspeito tenha sido identificado, mas nunca preso.

A polícia de Toronto teve êxito recentemente na resolução de alguns casos arquivados. Em novembro do ano passado, a polícia condenou um homem de 61 anos de idade pelo assassinato de Surinder Singh Parmar, um caso que levou 25 anos para ser resolvido.

A polícia já tem uma unidade para casos arquivados que se concentra no uso de novas técnicas de investigação e avanços científicos para reavaliar as provas.

De acordo com estatísticas policiais de casos arquivados, seguem os números de homicídios não resolvidos nos últimos anos (casos não resolvidos a partir de 2014 ainda são considerados em andamento):

  • 2013 – 10 casos
  • 2012 – 12 casos
  • 2011 – 13 casos
  • 2010 – 27 casos
  • 2009 – 24 casos

Fonte: CBC News

Cinthia Ferreira é professora de português/inglês/francês e tradutora brasileira, residindo atualmente em Toronto, Canadá. Tradutora formada pela Universidade de Toronto especializada em: Marketing, Business, Turismo, Tecnologia e Documentação para processos de imigração como: Certidões de Casamento, Certidões de Divórcio, Atestados de Antecedentes Criminais, Certidões de Óbito, Diplomas, Documentos de Identidade, Históricos Escolares, Extratos Bancários, Cartas de Recomendação, Currículos, entre outros, nos seguintes idiomas: Inglês, Português, Francês e Espanhol. Professora de Inglês e Português formada em Letras, com mais de 10 anos de experiência em: Cursos Regulares ou Intensivos, Preparação para Teste de Cidadania Canadense, Preparação para exames de proficiência como TOEFL/IELTS, Preparação para exames da imigração CELPIP, MELAB e CAEL, Business English, Conversação, Gramática e Vocabulário através de cursos presenciais ou aulas online.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Posts Populares

Topo