Siga-nos

OiCanadá

Papelada

Carteiras de habilitação e de saúde de Ontário não farão mais distinção de gênero

Mais um avanço do governo liberal entra em vigor em Ontário: a não obrigatoriedade de distinção de gênero, restrita somente a masculino e feminino, nas carteiras de habilitação e saúde da província. A novidade já está valendo para o OHIP (Ontario Health Insurance) e para as habilitações começa a valer no início de 2017.

Desde junho, as carteirinhas de saúde da província de Ontário já não trazem o campo: masculino e feminino. A funcionalidade da carteira continua a mesma, com apenas esta modificação. “A medida busca garantir algo justo, ético e de tratamento igualitário, principalmente para aqueles que se identificam como transexuais ou simplesmente não se encaixam nesta categoria binária de gênero”, disse Marie-France Lalonde, Ministra do Governo e Serviços ao Consumidor.

Ns carteiras de habilitação, os campos do sexo do portador mostrarão as letras F (para feminino), M (para masculino) e X (para não específico). Alguns países como Austrália, Nova Zelândia e Nepal já utilizam essas regras há algum tempo. Por aqui a regra ainda tem muito chão pela frente, mas já são notórios os seus avanços.

Prova disso é que o governo vai iniciar uma consulta pública com o objetivo de saber da população em quais outros setores ministeriais esses tipos de mudanças podem ser realizadas. Isso acontece ainda neste ano.

Caso queira alterar sua carteirinha de saúde para o novo modelo, você pode ligar para 1-866-532-3161 ou ir a um Service Ontario mais próximo de sua casa.

Ou caso deseje receber um alerta quando da vigência das novas regras para as habilitações, acesse o site: Ontario.ca/MyID.

Continue lendo
Publicidade
Leia também...
Pablo Marcelo

Paulistano de berço (São Paulo), Filósofo de formação (Unicamp), Blogueiro dedicado (Blog Numa Fria), Descobridor de Toronto em família (2014).

1 Comentário

1 Comentário

  1. Bruno Oliveira

    18/jul/2016 at 12:38

    Deus criou o homem e a mulher, e o que Deus criou o homem não modifique!
    Além disso, cientificamente o esqueleto mais antigo das Américas chama-se Luzia, pois os cientistas identificaram como um esqueleto feminino, prova importantíssima que houve uma primeira migração pelo estreito de Bering, 11500 anos atras. Isso já prova que o sexo não é determinado por construção social!! Homem nasce homem (ex:sem ovário), e mulher nasce mulher (ex:sem próstata). O objetivo político é a desconstrução para a criação de uma nova ordem mundial, fiquem espertos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Papelada

Receba as novidades do blog por email

Digite seus dados abaixo para assinar nosso boletim e receber todas as novidades do blog em sua caixa postal. É de graça e você pode se descadastrar a qualquer momento.
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Topo