Siga-nos

OiCanadá

Notícias

Número de homicídios é o menor em 7 anos

A má notícia é que logo em 2 de janeiro aconteceu o primeiro assassinato do ano em Toronto. A boa é que, em 2009, foi registrado um dos menores índices de crimes com morte em quase uma década.

Kevon Phillip, de 24 anos, faleceu no hospital no sábado passado após ser encontrado inconsciente por carcereiros da Don Jail, localizada na esquina da Broadview com Gerrard East. A notícia do primeiro assassinato de Toronto de 2010 veio na mesma hora em que foram divulgados os números finais da violência na cidade do ano que terminou.

De acordo com a Toronto Police, a contagem final foi de 62 mortes, 11% menos que os 70 crimes registrados em 2008, e 26% inferior aos 84 homicídios ocorridos em 2007, ano considerado o mais violento da década. O menor número da década foi em 2001, quando aconteceram 59 assassinatos. Acredita-se que o baixo número deve-se às duras políticas contra violência doméstica.

Dos 62 crimes fatais de 2009, 37 foram por tiro, sendo um a mais em relação a 2008. Do total, 15 assassinatos foram por esfaqueamento, representando um a menos em relação ao ano anterior. O restante (dez) dos crimes foram por outras formas, representando uma queda de 44.4% a 2008.

Uma maneira de acompanhar crimes e estatísticas deToronto, é através do site SpotCrime, que também apresenta números de diversas cidades dos Estados Unidos, Canadá e algumas de outros países.

Dinheiro por dicas

A organização Crime Stoppers lançará uma nova campanha de publicidade na próxima semana, oferecendo até C$500 para dicas sobre armas ilegais.

A campanha Cash for Guns começou em outubro de 2005, quando as armas de fogo foram responsáveis por dois terços dos assassinatos naquele ano. Os dois primeiros meses do programa levantaram 22 armas de 164 dicas. Junto com as apreensões das armas, 30 pessoas foram presas e entorpecentes no valor de 25.000 dólares foram apreendidos.

O novo anúncio apresenta uma arma com o cano apontado para trás, alertando que o uso de armas em um crime muitas vezes leva à morte do próprio atirador. Os anúncios aparecerão no TTC, outdoors e abrigos de trânsito.

Christian Pedersen é natural de Santos, São Paulo. No Brasil, trabalhou na gravadora Roadrunner Records, depois abriu um escritório de promoção e marketing para bandas e artistas, tendo clientes como a gravadora BMG, os selos Geléia Geral e Dubas. Christian mudou-se para Toronto em 2002, e virou cidadão canadense em 2007. Escreveu a coluna Conexão C no Brasil News em março de 2007 e, de maio a outubro de 2008, foi editor-interino do jornal. Do fim daquele ano, até outubro de 2010, foi editor e co-fundador do blog OiToronto.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Notícias

Posts Populares

Topo