Siga-nos

OiCanadá

Paladar

Prato típico franco-canadense aquece o corpo no inverno

O outono chegou na América do Norte. Enquanto para alguns o fim do verão é má notícia e quer dizer que o inverno está chegando, para mim o inverno FINALMENTE está chegando!

Sim, eu sou um daqueles loucos que gosta da neve, do gelo e do frio. De colocar roupas pesadas e de comer todas as comidas gordinhas que comemos nessa época.

A mais canadense de todas, o Poutine (meu favorito), é uma daquelas que é difícil de encarar num dia quente de verão. Mas num dia frio essa maravilha oferece muita energia para manter o corpo aquecido e preparado para uma boa sessão de Skiing ou Ice Skating.

Muitas pessoas clamam ter criado o Poutine, mas a história mais aceita é de que um dono de restaurante ao receber o pedido de um de seus clientes regulares para cobrir sua porção de batatas fritas com molho Gravy e pedaços de queijo exclamou: “ça va faire une maudite poutine” (vai fazer uma bagunça maldita), originando não apenas a receita mas também o fantástico nome.

Desde sua criação nos anos cinquenta, muitas variações podem ser encontradas nos inúmeros restaurantes que oferecem o prato. Desde versões simples e diretas, como as do McDonalds ou KFC, receitas elaboradas como as oferecidas pela rede NY Fries e até mesmo opções gourmet que usam creme de lagosta e camarões ou foie gras servidas pelos restaurantes estrelados de Toronto.

Me lembro do dia no qual chegamos em Toronto e, ainda meio desnorteados da viagem, fomos fazer um lanche rápido numa lanchonete do KFC. Curioso, tive que pedir um Poutine para provar. À primeira vista parecia uma meleca meio nojenta, mas depois da primeira garfada confesso que fiquei viciado.

Se você ainda não provou, não deixe a próxima oportunidade passar.

Um abraço e até a próxima semana.

Mauricio é paulista, natural de Guaratinguetá, formado em Marketing pela ESPM de Sao Paulo com especialização em Coordenação de Eventos Corporativos. Com mais de 10 anos de experiencia em produção de eventos no Brasil, se mudou para o Canadá no final de 2013 e atualmente reside em Mississauga, na GTA, e está se adaptando à vida canadense.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em: Paladar

Posts Populares

Topo